Cinema em Casa. Netflix lança novas séries em novembro 2017

Em todos os meses, a Netflix anuncia nas redes sociais e, em forma de vídeo, os lançamentos que entram no catálogo do streaming. De mês em mês, a plataforma faz uma limpa e deleta diversos títulos, além de trazer novas opções. A lista do próximo mês reúne títulos da Netflix como Alias Grace, O Justiceiro, Godless e She’s Gotta Have It. O 1º filme original Netflix produzido no Brasil também chega no mês que já está batendo nas portas e que recebe, ainda, atualizações com documentários, especiais e novas temporadas de outras séries.

Séries em estreia

Alias Grace [série limitada] – 3/11 – Trailer legendado

A história, situada no ano de 1843, aborda temáticas como feminismo e preconceitos que perduram após séculos. A trama acompanha a vida de Grace Marks, uma imigrante irlandesa que trabalha como empregada doméstica na casa de Thomas Kinnear, no Canadá. Na mansão também vive Nancy Montgomery, governanta e amante de Thomas. Quando os dois são assassinados, Grace e James McDermott, um rapaz que fazia serviços gerais, tornam-se suspeitos do crime. Fugindo da polícia, Grace utiliza o nome de Mary Whitney, uma empregada que trabalhou na casa. Obcecada por Mary, uma jovem que se recusava a aceitar sua posição social, Grace ficou profundamente abalada quando ela morreu anos antes dos crimes serem cometidos. Capturada, Grace é julgada e condenada à prisão perpétua, enquanto James é morto na forca. Após ser liberta, a protagonista passa a ser atormentada pelo passado e entra em reflexões sobre consequências, princípios e quesitos psicológicos.

O Justiceiro [temporada 1] – 17/11 – Trailer legendado

Justiça e vingança realmente são fatores conectados? Essa é uma pergunta que vai gerar reflexões para Frank Castle (Jon Bernthal). Após buscar os responsáveis pela morte de sua mulher e de seus filhos, ele revela uma conspiração que corre de forma muito mais profunda do que o submundo do crime em Nova York. Agora, conhecido na cidade como O Justiceiro, ele deve descobrir a verdade sobre injustiças que afetam não somente a própria família e definir se está no caminho correto para o próprio título que recebeu.

Godless [série limitada] – 22/11 – Trailer legendado

Situada no ano de 1884, Godless é uma série de faroeste centrada em Frank Griffin, um fora-da-lei que aterroriza o Novo México à procura de Roy Goode, seu antigo parceiro trasformado em inimigo mortal. Enquanto Roy se esconde no rancho de Alice Fletcher, a busca incessante de Frank o leva até a pequena cidade de La Belle — cuja população é inteiramente formada por mulheres emponderadas e que passam diversas lições de vida para os personagens que por lá percorrem.

A Smart.Touch desenvolve para seus clientes projetos de Home Theater e instalação de sistemas de áudio e vídeo personalizados e customizados, seja qual for seu estilo. Agende uma visita em nosso showroon e venha viver uma experiência de áudio e vídeo  13.4106.0578  –  99636.3013

The Sinner [temporada 1] – 7/11 – Trailer sem legenda

Série antológica que narrará uma história diferente por temporada. A primeira será uma adaptação de Derek Simonds da obra de Petra Hammesfahr, que também tem o título de The Sinner. A história acompanha a vida de Cora (Jessica Biel), uma mulher que, quando fica com raiva, perde a própria consciência e pratica atos violentos. Quando ela mata um homem, Cora desperta a curiosidade de Harry (Bill Pullman), um investigador que está determinado a descobrir as razões que a levam a agir desta maneira.

The Big Family Cooking Showdown [temporada 1] – 03/11– Trailer sem legenda

The Big Family Cooking Showdown é uma competição de culinária da equipe BBC. A cada semana, duas equipes de três membros de uma família competem em três desafios, julgados pelo chef estrela Michelin Giorgio Locatelli e professor de culinária, Rosemary Shrager. Os vencedores, em cada uma das oito eliminatórias, passarão por uma série de competições adicionais, até que um vencedor seja selecionado.

Está na hora de fazer um “upgrade”: do home theater a automação

Você gosta de mexer com áudio e vídeo e investe tempo e dinheiro em equipamentos de qualidade, que lhe permitam ter momentos de conforto e lazer? Sabemos que há uma gama enorme de opções e maneiras de desenvolver uma solução.

Normalmente começamos por determinar o ambiente que será usado como home theater, sala de TV ou sala de cinema (o nome é você que escolhe!). Se estiver construindo uma nova residência, leve em conta quantas pessoas normalmente estarão presentes, o espaço disponível e uma localização dentro do imóvel que seja de fácil acesso, mas fora da circulação principal. Se a residência já estiver pronta e não contar com um local dedicado e projetado para este fim, pense em adaptações e reformas.

Pense, também, sobre o uso principal: esportes? filmes? shows? TV? E se não se esqueça dos games!

Do que você precisa?

Assim o projeto começa a ganhar forma. Você precisará de um receiver, obviamente. E de uma tela de projeção, projetor (“invisto no 4K?”), uma TV bem grande, caixas de som, acabamento acústico, fiação para tudo isso, poltronas, iluminação, ar-condicionado…

Será que você esqueceu alguma coisa? Provavelmente, sim! Pode não ter se preocupado com a porta para, depois, descobrir que ela não é à prova de som, vazando áudio para dentro do ambiente e incomodando os outros que estão na sala de estar.

E depois, mesmo que já tenha definido as marcas e modelos de todos os equipamentos… Você tem que ter certeza de que são plenamente compatíveis, que todas as portas e conexões estão disponíveis, que os cabos de HDMI não são muito longos etc.?

A solução: contratar um especialista que possa ajudá-lo a projetar, especificar, adquirir, preparar a sala e instalar todo o sistema como projeto de luminotécnica ou de ar-condicionado. E este especialista em automação se preocupa, também, com o design, a beleza estética do conjunto, o móvel, as cores das paredes. Aqui na Smart.Touch temos parceiros  arquitetos e designers de interiores que auxiliam nossos clientes.  Agora sim, você tem um projeto de áudio, vídeo e design (e verá que não custou mais caro do que se fizesse tudo por conta própria)! Com tudo pronto e decorado você tem um home theatre tecnicamente equilibrado, plenamente funcional e onde pode relaxar e se divertir, seja ouvindo música, assistindo a shows e filmes ou curtindo seus esportes preferidos. Tudo isso na companhia da família e dos amigos. A etapa seguinte é trilhar uma pequena sequência de passos:

  • Decidir o que vai ouvir ou assistir; vamos supor que seja um filme.
  • Convidar os amigos e familiares.
  • Acertar a iluminação: dimmers em 30% no fundo e apagado na frente (use os interruptores 01 e 02 ao lado da porta).
  • Acertar o ar-condicionado: se hoje houver menos pessoas, pode ser mais fraquinho (controle remoto 02).
  • Preparar os equipamentos: ligar o receiver e escolher o padrão de som desejado (controle remoto 03); baixar a tela (interruptor 03); baixar e ligar o projetor (controle remoto 04); começar a exibição (controle remoto 03).
  • Filme longo, pausa para esticar as pernas, bebida, etc.; pausar a mídia; aumentar a iluminação.

E que tal dar uma automatizada nas tarefas? Aqui, também, você pode começar a resolver por conta própria adquirindo um controle-remoto universal. Não resolve “tudo”, mas começa a simplificar. A iluminação e a tela continuam a ser comandadas pelos interruptores, mas os aparelhos já estão em um único controle.

Um benefício das casas automatizadas é a sensação de segurança dada para a família. Com a automação residencial, você consegue controlar utensílios e até mesmo a luz de sua casa com um simples toque no seu celular. Outra boa utilidade dessa interação com a casa é conseguir certificar-se, com um único aparelho (smartphone) em mãos, quais eletrodomésticos estão ligados antes de você sair de casa!

Home Theater  pode ganhar um upgrade

Com um pequeno investimento, seu home theater ganhará um upgrade de conforto e tecnologia. O integrador verificará seus equipamentos, sua iluminação e ar-condicionado e poderá sugerir dois ou três fabricantes de sistemas de automação.

Ele também vai querer saber se você pretende expandir o sistema no futuro, para gerenciar a casa toda. Isto o ajudará a escolher o sistema mais adequado. Se não quiser expandir, tudo bem: há sistemas praticamente dedicados a um só ambiente.

Finalmente você poderá controlar tudo com simplicidade e de forma automática. Na hora de assistir a um filme, você simplesmente comandará “filme” em seu smartphone ou tablet (ou mesmo por meio de um interruptor específico na parede). O que acontece, então? Toda aquela sequência de ligar aparelhos, “setar” suas configurações, acertar a iluminação e o ar-condicionado serão executados automaticamente.

Agora não é mais um filme, e sim, um esporte? Comande “Esporte” e o projetor e a tela se recolherão. A TV será ligada, o canal a cabo será “setado”, a configuração de som será alterada e a iluminação aumentará, tudo automaticamente! E se, antes, com a contratação de um especialista, você tinha áudio, vídeo e design, agora, com a contratação de um integrador de sistemas, terá áudio, vídeo, design e automação. Muito mais conforto e modernidade!

CARREIRA -O mundo corporativo precisa de mais mulheres como mentoras

Pesquisas mostram que CEOs bem-sucedidos alcançam o topo porque encontram mentores ao longo do caminho. Em um estudo com 1.250 grandes executivas, dois terços contaram que tinham uma orientadora e 29% afirmam ter superado seus colegas que não possuíam uma. Entre as bem-sucedidas consultadas, todas afirmaram ter uma mentora.

Ter mentoria durante a carreira é fundamental em um cenário onde o progresso de mulheres em posições de destaque e na tomada de decisões nas empresas ainda está estagnado. Para ajudar a combater essa tendência, é necessário que mais mulheres sejam mentoras de outras mulheres.

A mentoria pode ser uma das experiências mais enriquecedoras durante a carreira. Ver outra pessoa se dedicar ao seu próprio crescimento e sucesso e ajudá-la passo a passo a alcançar seus objetivos pode revigorar a sua própria paixão peo seu trabalho. Outro benefício é entender melhor as funcionárias que você guia e como as motivar para as manter na empresa.

1. Descubra se está no caminho certo

Você saberá que está no caminho certo quando encontrar uma jovem com a qual se importa. Esse elemento precisa estar presente tanto para quem faz a mentoria quanto para quem recebe. Você não pode forçá-lo. De preferência, elas irão escolhê-la. Seja paciente. Se você estiver aberta para a possibilidade de uma mulher da sua organização ou rede de contatos se beneficiar da sua experiência, a oportunidade irá encontrá-la. Como afirma um velho ditado, “quando o professor está pronto, o aluno aparece”.

2. Divirta-se

Isso é válido para ambas as partes. Mantenha-se positiva e solícita. Não critique, apenas ensine ou corrija.

 

SIMPLIFGIQUE SUA VIDA COM A AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL DA SMART.TOUCH .Um benefício das casas automatizadas é a sensação de segurança dada para a família. Com a automação residencial, você consegue controlar utensílios e até mesmo a luz de sua casa com um simples toque no seu celular. Outra boa utilidade dessa interação com a casa é conseguir certificar-se, com um único aparelho (smartphone) em mãos, quais eletrodomésticos estão ligados antes de você sair de casa! SOLICITE ORÇAMENTO

3. Escute o tanto quanto fala

Você tem muito para oferecer, então, é tentador dominar a conversa, mas quem tem você como mentora também precisa falar. Seja como uma espécie de caixa de ressonância e informações. Procure, primeiramente, entender antes de ser entendida. Se você gastar a mesma quantidade de tempo para escutar e falar, agirá da maneira correta. Quando as pessoas ouvem alguém que consideram um especialista, neurologistas afirmam que a parte do cérebro que resolve problemas é inibida. Então, lembre-se de que quem recebe a mentoria aprende mais quando fala do que quando escuta.

4. Utilize atitudes assim como as palavras

Quem você pode apresentar para quem faz mentoria com você? Em quais eventos poderia levá-la? O que você fará por ela pode ser tão ou mais poderoso do que o que você diz. Abra novas portas. Crie novas conexões. Apoie novas experiências.

5. Seja uma modelo ao ser uma humana

Todos estão sempre ocupados, então, isso não é uma desculpa. Apareça na hora para demonstrar que valoriza quem recebe sua mentoria. Seja humana e compartilhe seus próprios medos, ansiedades e como faz para superá-los para que a orientada possa ver que ser perfeita não é um objetivo realista. Correr riscos e falhar faz parte do crescimento.

As maravilhas de Hong Kong em apenas 48 horas

Hong Kong é uma das raras cidades em que você nunca para de descobrir novos passeios. Com uma população de 7,3 milhões de pessoas distribuídas perfeitamente em pequenas áreas, é realmente uma cidade inspiradora. Repleta de restaurantes, bares e shoppings fantásticos, você irá querer explorar o máximo possível durante a viagem.

Viajantes têm duas opções sobre onde ficar: Kowloon ou na Ilha de Hong Kong, que apresenta um cenário mais voltado para os negócios. Em Kowloon, a experiência é mais autêntica, com mercados de rua, vendedores locais e luxuosos hotéis que oferecem as vistas mais espetaculares da paisagem urbana e do porto. Entre os melhores hotéis, estão o famoso Peninsula, o Intercontinental e o Rosewood.

PRIMEIRO DIA – 9h: Um passeio no teleférico Ngong Ping

Aproveite uma viagem de 25 minutos de teleférico para o topo da ilha Lantau e da Ngong Ping Village. O passeio fica distante da agitação da cidade e oferece vistas de tirar o fôlego, incluindo o Mar da China Meridional e o terreno montanhoso da ilha Lantau. Caminhe pela vila e visite o Grande Buddha, uma grande estátua de bronze, e o Mosteiro de Po Lin, ambos escondidos em exuberantes montanhas.

PRIMEIRO DIA – 15h: Chá da tarde no Hotel Peninsula

Não há nada mais elogiado do que os chás do Peninsula. O hotel foi há muito tempo reconhecido como um dos lugares mais elegantes em Hong Kong, com apresentações ao vivo de um quarteto de cordas.

Uma experiência única: em apenas um toque você a cria um ambiente de cinema começando com a iluminação, incorpora áudio de alta delidade, imagem de alta denição em uma tv ou em uma grande tela de projeção. SOLICITE ORÇAMENTO

PRIMEIRO DIA – 19h: Centro Cultural de Hong Kong

Localizado no Tsim Sha Tsui, o que costumava ser o maior show de luz e som, hoje, infelizmente, conta apenas com uma porção de prédios, e não um espetáculo como em anos anteriores. A maioria dos guias de viagem irão dizer que isso é algo imperdível, mas seu tempo será melhor aproveitado com coquetéis em um dos muitos bares rooftop e com a incrível paisagem urbana.

PRIMEIRO DIA – 20h: Aproveitar os drinques no Fu Lu Shou

Fu Lu Shou fica em um prédio antigo de Hong Kong, e o bar oferece o melhor da culinária do Oeste da China.

PRIMEIRO DIA – 21h: Jantar no restaurante Sevva

As melhores opções para comidas e bebidas na cidade são do terraço do Sevva, um ponto muito popular da região. Em uma cidade com mais de 61 restaurantes com estrelas Michelin, é difícil escolher onde jantar. Entre os melhores, estão 3 estrelas como o L’Atelier de Joël Robuchon (francês), o 8 1/2 Otto e Mezzo Bombana (italiano) e o Sushi Shikon (japonês). Ou você pode explorar lugares que são tendências como o popular o Ho Lee Fuk e o Little Bao.

PRIMEIRO DIA – 23h: Dançar no The Iron Fairies

Com uma decoração deslumbrante, esse é um bar popular da região. Repleto de ferramentas utilizadas para forjar metais preenchendo as paredes, a decoração também inclui compartimentos escondidos e milhares de borboletas penduradas do teto.

SEGUNDO DIA – 9h: Pegar uma balsa para Macau

Explore os vários complexos de cassino em Cotai, incluindo o futurístico complexo Studio City e outras marcas conhecidas em Vegas como The Venetian, The Wynn, MGM e mesmo a torre Eiffel, no The Parisian. Mas uma ótima maneira de explorar a cidade é caminhando em suas agitadas ruas. Hoje, Macau é uma mistura da arquitetura colonial portuguesa e chinesa. Comece a aventura com uma tradicional Egg Tart, espécie de torta de creme, e um expresso na Lord Stow’s Bakery antes de caminhar nas sinuosas esquinas, lojas e pelas famosas Ruínas de São Paulo.

SEGUNDO DIA – 12h: Almoço no Albergue 1601

Classificado entre os melhores restaurantes portugueses em Macau, o Albergue 1601 tem uma localização charmosa e mais de 100 anos. Serviu como um campo de refugiados para chineses durante a 2ª Guerra Mundial. Agora, é considerado um patrimônio

SEGUNDO DIA – 16h: Voo de helicóptero do Peninsula Hong Kong

Mesmo que você não seja um hóspede do Peninsula Hong Kong, ainda pode reservar o serviço de helicóptero por 15 minutos. Eles decolam do topo do icônico hotel e do único heliponto em um prédio da cidade.

SEGUNDO DIA – 20h: Jantar no Felix

No local mais ilustre da região, o restaurante Felix proporciona vista para o horizonte de Hong Kong e ultrapassa os limites da culinária com o comando do chef Yoshiharu Kaji. Localizado no 28º andar da torre do Peninsula Hotel, o Felix é uma criação do renomado designer Philippe Starck . Com um culinária europeia moderna feita com os mais frescos ingredientes da temporada, o restaurante oferece vistas impressionantes do porto Victoria, da ilha de Hong Kong e de Kowloon.

SOFTWARES QUE TODO ARQUITETO PRECISA CONHECER

Sem dúvida, um dos segredos de um bom projeto de arquitetura está nos softwares para arquitetos. É por meio dessa ferramenta eletrônica que se terá condições de elaborar a planta, os quadros decorativos e até mesmo o orçamento. Felizmente, há diversos softwares no mercado que podem facilitar a vida do arquiteto e garantir que ele entregue um bom projeto. Quer saber mais? Acompanhe este texto e conheça os cinco softwares mais conhecidos e essenciais para arquitetos. Confira!

1. Autodesk Autocad

Esse é um dos mais famosos softwares de projeto usados no mundo inteiro. O Autodesk Autocad tem ampla funcionalidade para  escritórios de arquitetura. Ele possui interface e comandos fáceis de serem utilizados, permitindo uma abordagem mais generalista do projeto.

Para se ter uma ideia, esse software possibilita que todas as etapas do projeto sejam feitas separadamente. Ou seja, você vai elaborar individualmente a planta, os cortes e as fachadas, por exemplo, garantindo maior detalhismo no seu trabalho.

2. Autodesk Revit

Esse software permite que todas as etapas do projeto estejam conectadas e modeladas em três dimensões. Por conta disso, determinada modificação em qualquer uma das dimensões já atualiza automaticamente as demais. Essa é uma vantagem vista por muitos arquitetos nesse software.

Além disso, o Autodesk Revit tem interface semelhante à do Autocad, no entanto possui mais ferramentas voltadas para a arquitetura. Por exemplo, com ele é possível evoluir um mero projeto para um protótipo em dimensões reais e precisas, com cálculo exato do orçamento da obra.

3. Graphisoft Archipad

Considerado um dos mais completos do mercado, o Archicad é uma combinação dos outros softwares apresentados anteriormente. Contudo, ele é ainda mais ágil e tem comandos mais simples que o Revit.

4. Myvirtualhome

Esse software possui uma parte gráfica que agrada muito os arquitetos. Devido à sua fácil compreensão e simplicidade de trabalhar, o Myvirtualhome é um dos mais queridinhos dos arquitetos.

Ele trabalha com ambientes já prontos, porém é possível configurar proporções das paredes e distribuir os móveis de acordo com o estilo de decoração.

Uma desvantagem do software é que ele não permite salvar fotos dos ambientes montados. Para isso, vai ser preciso dar screenshots.

5. Ikea Home Planner

Esse software possui uma interface simples, é de fácil utilização e ao mesmo tempo tem nível de detalhamento invejável. Ele é altamente recomendável para aquele arquiteto que procura fazer mudança de cores e de pequenos detalhes na decoração do projeto.

O Ikea Home Planner possui quatro abas na área de criação. Uma delas diz respeito à planta, a outra trabalha a planta com detalhamento de objetos, a terceira mostra a visualização em 3D e a quarta aba apresenta o orçamento dos objetos e móveis usados no projeto.

Esses são alguns dos mais conhecidos softwares para arquitetos. É importante que, antes de começar a trabalhar com os softwares, o arquiteto tenha uma concepção inovadora do projeto. Casas sustentáveis e fun design são algumas das tendências para o futuro da arquitetura.

TECNOLOGIAS QUE NÃO PODEM FALTAR EM UMA CASA INTELIGENTE

As casas inteligentes têm sido uma verdadeira revolução tecnológica nos últimos anos. Utilizando recursos de automação residencial, tornou-se possível manipular e criar diversas ambientações para o bem-estar e o conforto de sua família.

Pensando nisso, reunimos neste  os 5 aparelhos que não podem faltar em uma casa inteligente, explicando detalhadamente as funções desses dispositivos e suas vantagens para uma casa inteligente. Continue nos acompanhando para ficar por dentro do assunto!

1. Central de controle LCD

Já imaginou ter várias funções de controle de sua casa inteligente em uma tela central? Pois essa tarefa é formidavelmente desempenhada pelas unidades touch disponíveis no mercado.  Por meio dessas centrais de controle, é possível ter acesso a cenas de automação da iluminação de todos os cômodos da casa, bem como do controle das persianas, do sistema de som e TV, além do ar condicionado e outros itens. Inclusive, a comunicação por Wi-Fi entre a unidade controladora e os dispositivos controlados possibilita mais arrojo no design de sua casa inteligente, evitando fiações expostas.

2. Iluminação (dimerização)

A iluminação de sua casa pode ser programada para funções de liga e desliga ou de dimerização. Essa última diz respeito aos controles e programações de intensidade e suavização da luz do ambiente.

Além de promover a economia de energia, um sistema automatizado da iluminação de sua casa inteligente possibilita o acesso remoto a esses controles por meio de um dispositivo mobile, smartphone, tablet etc. O que ajuda até mesmo na segurança de sua residência. Afinal, por acesso remoto você poderá ativar as luzes simulando a presença de pessoas quando não houver ninguém em casa, reduzindo assim o risco de roubo.

É possível configurar várias cenas e padrões para se encaixarem na sua rotina, tudo de acordo com os seus horários e, além disso, seu smartphone ou tablet funcionará como uma central de comando no seu bolso, com todos os interruptores de luz integrados.

3. Sistema home theater e TV

Um bom sistema home theater com som surround, isto é, tridimensional, aliado a uma tela de tamanho considerável e altíssima resolução de vídeo já é uma excelente opção para entretenimento doméstico. Agora, imagine todo esse equipamento no contexto de automação da sua casa!

Você poderá criar um verdadeiro cinema em casa, incluindo as outras instâncias de automação da iluminação e temperatura. Apenas alguns toques em sua central de controle e sua sala estará climatizada para a exibição de um bom filme.

CONTROLE DE CORTINAS, PERSIANAS E AR CONDICIONADO
Do seu trabalho você pode ligar o ar condicionado, abrir as cortinas acender as luzes da sala e ligar a banheira entre muitas outras funções utilizando o seu dispositivo móvel. SOLICITE ORÇAMENTO

 

4. Persianas e cortinas automatizadas

Assim como a automação das lâmpadas, a automação das persianas pode resultar em mais conforto, praticidade e economia para sua casa inteligente. Ou seja, você poderá programá-las para a abertura em determinados horários do dia para iluminar o ambiente com a luz do sol ou, até mesmo, criar ambientes climatizados com o fechamento automático das persianas em horários em que o sol esteja forte.

5. Climatização automatizada

Seu sistema de ar-condicionado também pode se integrar à completa automação de sua casa inteligente. Integrado a outros dispositivos com essa função, como sistemas de piso aquecido, essa pode ser a cereja no bolo para uma casa inteligente completa.

TENDÊNCIAS EM ILUMINAÇÃO: SAIBA COMO UTILIZÁ-LAS EM SEUS PROJETOS

Apesar de muitas pessoas subestimarem a complexidade da iluminação, esse é um dos fatores que mais demandam atenção na hora de elaborar projeto residencial ou comercial. Se aplicadas do jeito certo, as luzes são capazes de mudar completamente um ambiente e deixá-lo mais harmônico e confortável.

E conhecer as novas tendências em iluminação pode fazer toda a diferença na hora de apresentar ao seu cliente as variedades disponíveis hoje no mercado. Com os avanços da tecnologia, existem ainda mais opções que você pode utilizar em seus projetos, sobretudo com vantagens em termos de economia e design.

Separamos aqui sete tendências que podem fazer a diferença em um projeto residencial ou comercial. Confira e aplique no seu dia a dia.

1. Iluminação automatizada: mais conforto e economia

Essa tendência chegou para facilitar a vida das pessoas e ainda gerar economia. É, portanto, perfeita para residências mais sustentáveis. A tecnologia permite acender ou apagar as luzes por meio de controles remotos ou dispositivos móveis, como smartphone ou tablet.

A automação também possibilita controlar a intensidade das luzes para deixar os ambientes ainda mais confortáveis aos moradores. Com a intensidade mais baixa, o espaço fica mais tranquilo e dá para economizar energia.  E caso a pessoa esqueça alguma luz acesa antes de sair para viajar, por exemplo, também é possível apagá-la à distância. Viu quantos bons motivos para você adotar a automação no seu próximo projeto de iluminação?

2. Modelos retrô: os queridinhos da decoração

Também conhecidas como lâmpadas de Edison, essas lâmpadas têm um design bonito e arrojado, decorando o ambiente sem grande esforço. São as queridinhas da iluminação nos projetos de decoração contemporânea.  Feitas de carbono e vidro âmbar, são perfeitas para quem quer dar aquele charme mais retrô ao local.

3. Lâmpadas LED: mais durabilidade e muita economia

Uma das mais conhecidas do mundo da arquitetura, as lâmpadas LED têm longa vida útil e consome menos energia do que as tradicionais. Do ponto de vista da eficiência energética, são a melhor opção. Seus modelos são encontrados nas mais variadas potências, cores, formatos e modelos, tornando-se excelente opção para projetos de iluminação, sejam comerciais ou residenciais.

4. Fitas LED: versatilidade na aplicação e muito mais

Os modelos em fita também são ótimas alternativas, pois iluminam e ainda dão um ar mais elegante ao ambiente. Além de todos os benefícios já citados das LED tradicionais, a principal vantagem das fitas é  que podem ser usadas pontualmente em estantes, debaixo das camas, nas escadas, no teto, nos corredores e muito mais. Ou seja, essa opção é muito versátil.

Essa dica vai bem para aquele seu cliente mais moderno e sofisticado.

5. Lustres, luminárias e pendentes: praticidade para qualquer canto

São sempre uma ótima pedida, pois sempre dão mais sofisticação ao ambiente.

Lustres e pendentes são, geralmente, utilizados na cozinha e na salas de jantar e estar, o que não significa, entretanto, que não possam ser instalados em outros ambientes. A dica aqui é pensar na harmonia com o restante do cômodo e, por conta disso, é necessário observar antes a decoração do ambiente.

No caso das luminárias, é preciso pensar ainda na sua aplicabilidade: maquiagem e estudos, por exemplo, demandam iluminação com mais potência. Considere também os estofados, móveis e acessórios que fazem parte do ambiente onde a luminária será instalada.

6. Peças ecológicas: uma tendência que só está começando

Se essa já é uma tendência na arquitetura em geral mundo afora, com a iluminação não poderia ser diferente.

Peças feitas com materiais naturais, mais conhecidas como eco friendly, estão invadindo o mercado de iluminação. Além de serem sustentáveis, esses produtos trazem mais aconchego aos espaços.

7. Concreto: ele também está na iluminação

O concreto agora está ganhando espaço em projetos de decoração, provando que não é só na estrutura que se pode abusar dele. As luminárias feitas com este material remetem ao estilo industrial e trazem uma combinação entre o clássico e o contemporâneo. É perfeito para os clientes mais moderninhos!

Automação residencial: a tecnologia que simplifica sua vida e valoriza o seu imóvel

automação residencial é o novo patamar de luxo do segmento imobiliário. A inclusão da tecnologia nas casas e apartamentos vai muito além de apenas facilitar o dia a dia dos moradores. Imóveis modernos e altamente digitais têm um valor de revenda maior do que os modelos simples e não equipados com acessórios tecnológicos. Mas, você sabe o que pode ser automatizado em sua casa? Neste artigo, vamos apresentar algumas possibilidades.

LEIA TAMBÉM:  AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL: SUA CASA INTELIGENTE E SUA VIDA SIMPLIFICADA

Incremento na segurança

Um dos pontos mais requisitados na automação residencial não é o conforto, mas sim a segurança. Através da automação da sua residência, você pode tornar o acesso a ela mais rigoroso. Isso é feito de diversas formas e as mais modernas são a liberação de acesso através da digital ou da íris. Além disto, aqueles simples itens de segurança, os sensores de presença, que só serviam para ativar alarmes, agora podem ser utilizados para notificar remotamente a movimentação dentro de sua casa.

Outro ponto incrível, mas simples, com o qual a automação residencial pode colaborar para a segurança da sua casa, é o acionamento remoto da iluminação e até de aparelhos de TV e áudio. Isso tudo simula a presença de pessoas no imóvel e inibe a ação de invasores.

 

Conforto na palma das mãos

Quem está conhecendo o mundo das residências autônomas logo pensa na comodidade de chegar em casa e encontrar a porta aberta pela aproximação do chaveiro, luzes acessas ou até o ar condicionado ou aquecedor ligados. Com a automação residencial, os moradores têm uma gama de opções, tais como persianas que abrem e fecham em determinados horários para regular a incidência do sol da manhã ou da tarde.

Economia automatizada

Apesar de logo remeter a investimentos altíssimos, a automação residencial pode promover economia e nem sempre demanda muitas cifras de investimento. Por exemplo, ao instalar sensores de presença nos ambientes, você tem a facilidade já adotada por muitas empresas e que reduzem drasticamente o consumo de energia: se não tem ninguém no ambiente, as luzes e climatizadores são desligados e novamente ativados quando alguém volta para o ambiente.

automação residencial em santos

A valorização do imóvel com a automação residencial

Ao melhorar a segurança, conforto e economia da casa ou apartamento, o proprietário agrega valor ao imóvel. Aliás, o valor agregado pode até ser maior do que o real. Afinal, qualquer pessoa fica impressionada com as vantagens de um sistema de automação residencial completo. E tal encanto ainda fica maior quando essa tecnologia apresenta uma economia real, tanto nas contas de água como nas de luz.

Conheça os melhores Apps de 2017 para arquitetos que usam android

Uma boa forma de auxiliar nosso trabalho como arquitetos é através de aplicativos. Seja para apresentar um projeto para um cliente, ajudar nas visitas à obra, ou para melhorar a produtividade do trabalho, o uso de aplicativos pode trazer muitos benefícios ao dia a dia de trabalho. Por esse motivo, selecionamos uma lista de 5 aplicativos em 2017  para arquitetos muito úteis para o dia a dia da maioria dos arquitetos. Vale a pena dar uma olhada!

SketchUp Viewer – Se você utiliza o SketchUp, essa é uma ótima opção para seu smartphone/tablet. Trata-se de um aplicativo de visualização de projetos do SketchUp. Ele não é gratuito, mas vale muito a pena. Desde sua criação, esse aplicativo tem sido melhorado, e sua versão atual conta com ferramentas de medição, texto, planos de corte e até visualização de animações por cenas. Se você utiliza o SketchUp como um modelo de informação de obra já está imaginando as vantagens de ter esse aplicativo.

AutoCad 360 – Aplicativo de visualização criação e edição de arquivos do AutoCad. Com uma interface bastante simples, ele permite que você possa não só medir, mas também desenhar e editar formas, escrever textos e compartilhar seus desenhos importados ou criados no próprio aplicativo.

Trello – O aplicativo trello é uma plataforma de gerenciamento de projetos. Não é uma ferramenta exclusiva para arquitetura, mas é uma das mais eficientes ferramentas de produtividade para gerenciamento de projetos. Com uma plataforma online, você pode montar grupos para gerenciar projetos, com metas e atribuição de tarefas.

Evernote – O Evernote é basicamente um banco de dados virtual, mas com uma interface bastante agradável e intuitiva. Assim como o trello, é uma plataforma multifuncional direcionada para a produtividade. Na arquitetura, ele pode ser utilizado para anotar informações de clientes ou fornecedores e acessar tanto pelo seu computador, celular ou tablet. É, .

Design Dimensions – É um banco de dados gigantesco de dimensões de móveis. Apresentado de forma bem ilustrada, ele fornece as principais dimensões, seja para propor o mobiliário de um espaço, ou para ter um referencial de medidas ao criar um móvel, ele quebra bem o galho na hora do projeto.

CONTROLE DE CORTINAS, PERSIANAS E AR CONDICIONADO
Do seu trabalho você pode ligar o ar condicionado, abrir as cortinas acender as luzes da sala e ligar a banheira entre muitas outras funções utilizando o seu dispositivo móvel. Arquitetos e design de interiores solicitem orçamento para seus clientes 13.4106.0578  –  99636.3013

ARQUITETO, ENGENHEIRO, DESIGNER DE INTERIORES, DECORADOR: ENTENDA AS DIFERENÇAS!

Durante a construção de uma casa, muitas dúvidas surgem a respeito da atuação de um arquiteto, um engenheiro, um designer de interiores e um decorador no projeto. Se você também quer saber quais são as diferenças básicas entre estes profissionais e em situações eles são mais requisitados, acompanhe nosso post de hoje.

1. O arquiteto

É um profissional formado em um curso de Arquitetura e Urbanismo, ou seja, além de entender de aspectos relativos a uma casa, ele tem competência para dimensionar toda uma cidade. Durante o curso, é possível aprender sobre história da arte, representação gráfica, arquitetura sustentável e características das construções, tais como resistência dos materiais e conforto térmico.

Com todo esse conteúdo, o arquiteto elabora e planeja o projeto de uma edificação, escolhendo a melhor maneira de aproveitar os espaços. Ele leva em consideração os princípios de paisagismo e as condições do ambiente, como iluminação e ventilação dos cômodos da casa.

2. O engenheiro civil

Com uma formação mais aprofundada em matemática e física, o engenheiro civil tem conhecimento mais voltado para a área de Ciências Exatas, diferente do que ocorre com os cursos de arquitetura, designer de interiores e decoração.

Esse profissional está mais capacitado para fazer cálculos relativos à parte estrutural de uma construção. Logo, ele elabora projetos levando em conta o solo do terreno, os materiais a serem utilizados e as dimensões da estrutura da obra, como por exemplo, os pilares e as vigas da construção. Além disso, ele trabalhar na reforma da casa.

Olhando assim, parece que arquitetos e engenheiros civis têm as mesmas funções. Em termos regulamentares, ambos profissionais podem atuar em uma edificação, no entanto, cada um oferece serviços específicos.

Os arquitetos geralmente são os encarregados de elaborar a concepção da obra. Isto é, alinhar os gostos dos clientes, criando um projeto de interiores e jardinagem, por exemplo. Já o engenheiro civil, pensará nos projetos estruturais e no hidro-sanitário.

3. O designer de interiores

Com um olhar mais aguçado, esse profissional elabora um espaço mais detalhado de acordo com o gosto cliente, concentrando-se nos aspectos de ergonomia, acústica e iluminação, por exemplo.

Tudo para fazer uma releitura do ambiente, adicionando efeitos cênicos e podendo até desenvolver peças exclusivas.Porém, ele só pode atuar em ambientes internos. E isso o difere do arquiteto. Aliás, o designer de interiores pode auxiliar o arquiteto em projetos complementares para a conclusão da obra.

Outro detalhe é que o designer de interiores nunca pode alterar a estrutura física do ambiente. Portanto, ele não derruba paredes ou constrói novas, mas nada impede que ele trabalhe na função de decorador.

CONTROLE DE CORTINAS, PERSIANAS E AR CONDICIONADO
Do seu trabalho você pode ligar o ar condicionado, abrir as cortinas acender as luzes da sala e ligar a banheira entre muitas outras funções utilizando o seu dispositivo móvel. SOLICITE ORÇAMENTO 13.4106.0578 – 99636.3013

4. O decorador

Para atuar nessa profissão, nem é preciso fazer um curso. Você pode aprender a ser um decorador por conta própria. Em relação às outras funções apresentadas, o decorador tem uma atuação mais limitada. Ele é muito requisitado para escolher acessórios, móveis ou dar indicação de cores para o ambiente, mas não pode haver modificação física do espaço, pois isso é trabalho do arquiteto ou do engenheiro civil.

E se for preciso elaborar um mobiliário, vai ser necessário contratar um designer de interiores.Em resumo, podemos dizer, basicamente, que o engenheiro civil elabora a estrutura para garantir a construção do projeto feito por um arquiteto. Depois, o design de interiores faz as intervenções acessórias importantes e funcionais. Por fim, o decorador vem preencher os espaços com arte e beleza.