Telas de projeção para Home Theater – Guia das Diferentes Superfícies

Ao planejar um ambiente específico como uma sala para Home theater para a realização de projeção de imagem, a escolha da tela de projeção pode ser mais importante até mesmo do que decidir qual projetor comprar.  A restrição orçamental, o tamanho da sala e o tipo de projeção que você realizará é o que irão determinar a primeira das segmentações de Tela: Tela Fixa, motorizada ou Suspensa.

No entanto, mais tão importante quanto o tipo de fixação da tela e o material com o qual ela é feita. Abaixo, comentarei sobre os diversos tipos de materiais e suas características. Com isso, você irá compreender qual se adapta melhor à suas necessidades.

Tela de Projeção de Alto Contraste –  Cinzento

A tela de alto contraste cinza é uma tela bastante comum na projeção front-end, o que significa que a imagem é projetada a partir do lado da tela que o público está ligado. O Alto contraste deste tipo de tela visa oferecer uma imagem de alta resolução e aumentar a profundidade do preto, mantendo a qualidade de cores mais claras. A classificação de baixo ganho de 0,8 fornece a este tipo de tela de projeção a capacidade de ser visualizada em um ângulo de 180 ° graus. O Ponto fraco é que este tipo de tela nos obriga a operar em um ambiente de pouca luz ambiente. Esta é uma espetacular escolha para quem quer montar um home theater em casa.

 Tela de projeção de Matte Branco

Mais de 80% de todas as telas de projeção são feitas de Matte Branco, principalmente por conta do seu baixo custo. Ela é capaz de projetar cores bastante vividas com um ganho de 1,1, e tem um ângulo de visualização médio de 100º.  Esse tipo de tela é composto por um laminado de PVC com base de sustentação em poliéster. No entanto, assim como telas de cinza de alto contraste, a iluminação da sala deve ser controlado para assegurar que a melhor imagem possível é projetada.

 

Telas brancas Matt pode ser usado na maioria das situações para entregar uma imagem forte e de qualidade, e por isso não é surpreendente que esta é a tela de projeção mais popular no mercado.

Telas de projeção ótica

As telas de projeção ótica tem como grande diferencial a sua capacidade de exibir imagens de alta qualidade em espaços com alta incidência de luz ambiente.  A imagem atravessa a tela, e um sistema de lente ópticas trabalha para focar e concentrar ainda mais a imagem antes que ela seja refletida de volta para a platéia . Outro ponto interessante desta tela é que ela pode ser usado tanto para projeção traseira quanto para projeção frontal.

Infelizmente esta qualidade vem com um preço, já que esse tipo de tela é bem mais caro do que os outros modelos falados anteriormente. Seu principal tipo de uso é em grande eventos, onde necessitam que grande quantidade de pessoas visualizem a projeção sem perda de qualidade pela alta incidência da luz.

LEIA TAMBÉM ESTÁ NA HORA DE FAZER UM “UPGRADE”: DO HOME THEATER A AUTOMAÇÃO

Tela de Projeção de Alto Ganho

A taxa de ganho de uma tela de projeção indica a refletividade dela. Quanto maior esta taxa, maior será a taxa de luz que será refletida de volta da fonte de imagem para o público.

Isso é vantajoso em alguns casos, já que oferece mais brilho para imagem. Infelizmente, temos de tomar cuidado para que não ocorra um fenômeno conhecido como “hotspotting”, onde o centro da tela aparece mais brilhando do que os lados, causando distração para as pessoas que estão vendo a apresentação.

Além disso, um alto ganho acaba gerando um ângulo de visão menor, ou seja, apenas aqueles posicionados diretamente na frente da tela serão capazes de ver a imagem ideal.

O principal uso para este tipo de tela é em situações onde um número limitado de pessoas está vendo a tela, tal como em escolas, pequenas palestras ou reuniões. Ela é bastante útil também para profissionais que viajam bastante e além de possuírem um projetor portátil – que provavelmente tem poucos ANSI lumens – tem de se adaptar a várias situações e ambientes. Com essa tela, eles podem ficar tranquilos de que a imagem será visível, independente da quantidade de luz da sala.

SOLUÇÕES EM ÁUDIO E VÍDEO PARA HOME THEATER. SOLICITE ORÇAMENTO

Tela de Projeção de Acrílico

A Pintura acrílica específica para projeção oferece um benefício claro na medida em que permite que qualquer superfície possa ser pintada para ser transformada em uma tela de projeção.

Esta é uma grande vantagem para usuários de projetor portátil, já que eles podem criar uma tela de projeção onde quer que vão, sem serem obrigados ter que carregar uma tela grande consigo.

Ele é usado principalmente em situações que exigem projeção traseira e em que o usuário não quer que o projetor apareça.

Para os entusiastas em home theater, telas de acrílico não é são uma opção aconselhável. Enquanto este tipo de equipamento é capaz de reduzir o custo, isso também significa que a clareza e o brilho da imagem projetada serão de um padrão muito menor do que a maioria das outras telas de projeção.

Tela de Projeção com Transparência Acústica

Este tipo de tela possuí uma superfície com centena de minúsculos furos. Isto permite que caixas acústicas possam ser escondidas atrás da tela, sem perda na qualidade do som. Outro ponto interessante é que com esse tipo de tela, é possível emular um pouco do som dos cinemas, que utilizam também sistema parecido.  Em termos de qualidade de imagem, este tipo de tela combina diversas propriedades ópticas bastante interessantes, já que produz um ângulo de visão de 180º sem perder brilho, o que deixa as imagens bastante brilhantes.

Automação Residencial agrega valor ao seu projeto de arquitetura ou design de interiores

A importância do design de interior e arquitetura tem crescido bastante nas residências brasileiras e a automação se aproxima para reforçar isso.Cada vez mais a população está usufruindo de sua própria residência para o lazer. Isso faz com que o investimento do usuário em estrutura, decoração e equipamentos para o conforto do lar se torne cada vez mais prioritário. Essa demanda aumenta proporcionalmente à medida que a idade e o número de membros na família aumenta.

agregue valor ao projeto arquitetônico

A sociedade está em transformação. E a residência deve acompanhar tais mudanças para seu benefício. A busca pelo bem estar é constante para as pessoas principalmente quando aliado à segurança e ao conforto. O designer ou arquiteto é responsável por edificar cada momento social do usuário viabilizando as necessidades técnicas, funcionais e estéticas de cada ambiente.

Portanto para desenvolver um projeto de design de interiores, o profissional harmoniza, em um determinado espaço, móveis, objetos e acessórios, procurando conciliar conforto, praticidade e beleza. Porém, é necessário ao profissional muito estudo em cada serviço e ainda inovar suas competências. O profissional deve fazer uso das melhores estratégias para manter-se em sintonia com as demandas do mercado de trabalho e do público, tendo em vista o crescimento e a diversificação das atividades ligadas ao design de interior e arquitetura.

A velocidade de lançamentos de novas tecnologias, a grande variedade de produtos e a intensificação da concorrência têm gerado a necessidade de investir em novos conhecimentos aos profissionais. A automação se apresenta como uma ótima ferramenta para fazer esse diferencial e agregar valor ao serviço, pois além de incorporar tecnologia ao projeto a automação residencial irá salientar ainda mais cada detalhe da decoração, do projeto arquitetônico, de iluminação e principalmente a sensação de conforto de tudo isso para o cliente.

Benefícios da automação residencial para seu cliente:

Conforto e Praticidade

  • Controle de todas as funcionalidades da residência de um só dispositivo (Smartphone, tablet ou interruptor).
  • Controle através de cenas
(acionamento conjunto de equipamentos).
  • Efeitos luminotécnicos.

Segurança

  • Controle de acesso
(histórico de acesso à residência).
  • Visualização de câmeras pelas interfaces (Tablets e Smartphones).

Sustentabilidade

  •  Diminuição da ilha de calor, do efeito de tempestades e poluição luminosa.
  •  Reuso da água
  •  Diminuição do consumo de energia por gestão 
do consumo – monitoramento e atuação
  •  Qualidade interna do ambiente

CONHEÇA AS SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL DA SMART.TOUCH. SOLITICE ORÇAMENTO

Aos arquitetos e designers cabe a responsabilidade de projetar e edificar o ambiente habitado pelo ser humano, isto é, materializar espacialmente a cultura, a história e a necessidade do usuário para seu ambiente. Neste sentido, a automação surge para dar maior dinâmica e personalização ao projeto de acordo com o dia a dia do usuário. A automação não é produto, mas uma forma de agregar a praticidade e a atuação orgânica do residente à habitação.
A casa passa a atuar de acordo com os hábitos de cada pessoa.

Para realizar um projeto de automação é necessário à contratação de um especialista da área, o integrador de sistemas. Sua formação provém de uma grande variedade de áreas de conhecimento e diferentes experiências. O integrador deve oferecer opções de acordo com o perfil do usuário, apresentando as melhore soluções. Normalmente o designer ou arquiteto estrutura uma parceria duradoura com a empresa de automação, pois o integrador é uma peça importante no projeto de elétrica, rede e home theater da residência.

A cada dia a automação ganha novos adeptos. Em parte pela redução do custo dos equipamentos, mas principalmente pelos benefícios que a automação residencial gera aos profissionais de arquitetura, design de interior e, claro, os clientes usuários. Portanto, invista neste conhecimento para multiplicar os benefícios de seu serviço em prol do bem estar de seus clientes.

Como funcionam as caixas acústicas sem fio para home theater?

As caixas acústicas wireless para home theater surgiram nos mesmos padrões nos quais as caixas de som convencionais foram criadas. Então, surge a dúvida: como elas funcionam e o que faz com que elas sejam tão especiais?  Vamos entender um pouco mais sobre isso.

Vantagens  das caixas de som com wireless

Além de não ter nenhum fio na conexão das caixas de som, o wireless ajuda a simplificar o seu ambiente, pois você pode posicionar as caixas onde quiser sem se preocupar em tropeçar ou precisar esconder os fios.

Entendendo o básico

Já parou para pensar em como o som se propaga nessas simples caixas? Entenda: a peça que vibra com a saída do som é chamada de cone ou diafragma, uma superfície flexível que se move para fora e para dentro. É o diafragma que vai criar as mudanças na pressão atmosférica, vibrando e “criando” o som.

Como ocorre a vibração

No centro do cone fica acoplado um eletroímã, chamado de bobina. Existe também o ímã permanente, que mantém o campo magnético sem eletricidade, localizado atrás da bobina do outro lado do cone. O ímã do centro do diafragma e o que fica atrás da bobina fazem com que as caixas de som tenham força para puxar e empurrar na hora da propagação do som.

Isso acontece porque os ímãs têm dois polos: o norte e o sul. O ímã permanente tem sempre os mesmos polos norte e sul, mas os eletroímãs podem ter polos variados, que mudam de acordo com o fluxo da eletricidade. Essa variação faz com que o campo magnético do ímã permanente empurre e puxe a bobina, induzindo o diafragma a fazer o seu trabalho.

HOME THEATER

 

Os atuais padrões de transmissão e o sistema wireless

Os sistemas atuais trabalham com a transmissão de um protocolo chamado SKAA, um padrão de alta qualidade que usa dispositivos portáteis como fontes de sons. Esses sistemas podem ser conectados a qualquer gadget sem fio que tenha o suporte SKAA.

Por operar na banda de frequência de 2,4 GHz, amplamente usada por aparelhos eletrônicos sem fio em todo o mundo, o SKAA adotou um protocolo patenteado, denominado Walking Frequency Diversity (WFD) para evitar conflitos com outros equipamentos.

As caixas acústicas têm sido refinadas de várias formas com o passar dos anos. As peças agora são desenhadas geometricamente com o auxílio de um software que ajuda a encontrar o seu melhor formato. Elas são revestidas em cerâmica anodizada com ouro, uma modelagem que melhora a alta frequência da saída do som.

Os principais condutores são feitos de material rígido, originalmente desenvolvido para motores a jato. Os fabricantes garantem que são altamente resistentes a flexões ou dobras.

 

 

Netflix – Lançamento para dezembro 2017

A Netflix traz diariamente várias novidades no seu catálogo, e em dezembro isso não será diferente. São 45 estreias já confirmadas para o próximo mês no serviço de streaming, 20 apenas no dia 1º de dezembro, e só aqui você confere em primeira mão os lançamentos Netflix em dezembro de 2017 que já foram confirmados.

Aproveite e programe-se para não perder nenhuma novidade dos lançamentos Netflix em dezembro de 2017.

Lançamentos Netflix em dezembro de 2017

Dia 1º de Dezembro

A Noite da Realeza

All Things Must Pass

Broken Vows

Dark

Doutora Brinquedos 1ª Temporada

Easy 2ª temporada

Forbidden Games: The Justin Fashanu Story

Homem de Ferro e Hulk – Super-Heróis Unidos

Liv e Maddie 4ª temporada

Lucknow Central

Monster Island

O Príncipe E Eu

O Último Caçador de Bruxas

Paz, Amor e Muito Mais

Princesinha Sofia: Era Uma Vez

Saúdem Todos o Rei Julien 5ª Temporada

Scandal 6ª temporada

Virando a Noite

Voyeur

Zig & Sharko 2ª Temporada

Dia 2 de Dezembro

Fate/Apocrypha

Dia 3 de Dezembro

O Natal dos Coopers

Dia 5 de Dezembro

Je compte sur vous

Sam Was Here

Scribe

Dia 6 de Dezembro

Tarzan – A Evolução da Lenda

Your Name

Dia 7 de Dezembro

A Vida de uma Mulher

Encontro Marcado

A Smart.Touch desenvolve para seus clientes projetos de Home Theater e instalação de sistemas de áudio e vídeo personalizados e customizados, seja qual for seu estilo. Solicite orçamento

Dia 8 de Dezembro

Olaf’s Frozen Adventure

The Crown 2ª temporada

Dia 10 de Dezembro

Reign Temporada 4

Dia 11 de Dezembro

A Colina Escarlate

Dia 15 de Dezembro

Caçadores de Trolls 2ª temporada

Erased

The Ranch Parte 4

Ultimate Beastmaster: No Surrender 2ª temporada

Wormwood

Dia 18 de Dezembro

Indian Detective

Dia 19 de Dezembro

Terrace House: Opening New Doors

Dia 22 de Dezembro

Bright

Dia 26 de Dezembro

Puffin Rock – Contagem Regressiva para o Ano Novo

Dia 28 de Dezembro

Larva: New Year’s Eve Countdown 2018

Pororo the Little Penguin: New Year’s Eve Countdown 2018

Uma playlist para ouvir e se deliciar

Os discos listados abaixo são verdadeiras guloseimas para se ouvir com fones de ouvido. De estilos radicalmente diferentes, cada um pode ser considerado um marco importante na história da produção fonográfica.  Vamos nos lambuzar!

 

John Coltrane, A Love Supreme, 1965 – Diz a lenda que a obra foi composta em um final de semana e gravada em uma única sessão. Técnicas minimalistas de gravação da época com os microfones Neumann U47 dão um palco sonoro sensacional. Música para relaxar e meditar, com certeza um dos 10 discos para se levar para uma viagem a Marte.

 

A Smart.Touch simplifica sua vida: troque a música do som ambiente de seu dispositivo móvel. SOLICITE ORÇAMENTO 13.4106.0578 – 99636.3013

 

 

Jimi Hendrix, Are You Experienced, 1967 – Como Odisseu, Hendrix cruzou o Atlântico para retomar o rock and roll de Clapton, Page, Townsend e cia. Solos de guitarra passeando entre os canais esquerdo e direito, distorções e efeitos eletrônicos inovadores para a época resultam em uma verdadeira tour de force sonora em 4 canais. ‘Scuse me while I kiss the sky!’

 

Soft Machine, Third, 1970 – Obra-prima do jazz rock psicodélico da famosa “Escola de Canterbury”. Lançado originalmente como um álbum duplo com uma faixa por lado. Destaque para “Slightly All The Time”, ideal para ouvir em casa depois de um dia de trabalho daqueles… Outro disco para a primeira missão a Marte.

 

 

Sex Pistols, Never Mind The Bollocks, Here’s The Sex Pistols, 1979 – Lançado no ano do Jubileu de Prata da rainha Elizabeth II e com uma proposta alternativa para o hino nacional da Inglaterra, foi o disco que salvou o rock and roll do tédio e dos excessos do final dos anos 70. Gravação tosca, mas com uma agressividade e um timbre de guitarra inigualáveis. God Save The Queen!

 

 

Donald Fagen, The Nightfly, 1981 – Uma das primeiras produções a utilizar um gravador digital, no caso uma máquina de 32 canais desenvolvida pela 3M, a mesma fabricante das fitas cassete e demais milhares de produtos. Disco muito utilizado nos anos 90 para testar e calibrar os sistemas de sonorização utilizados nos grandes shows. Obra-prima sonora do fundador do Steely Dan, provavelmente uma das gravações mais perfeitas da história.

 

 

Kraftwerk, Computer World, 1981 – Se Trans Europe Express, outra pérola do Kraftwerk, influenciou o movimento Rap / Hip Hop no final dos anos 70, este disco deu origem ao movimento Techno e todas as suas derivações. Sons sintéticos exclusivos da banda que projetava os seus próprios sintetizadores e baterias eletrônicas. It’s more fun to compute!

 

Frank Zappa, Shut Up and Play Your Guitar Vols.1,2 & 3, 1982 – Album triplo de solos do guitarrista, maestro e mais importante compositor americano desde Cole Porter, acompanhado por um dream team composto de Steve Vai, Jean Luc Ponty e Terry Bozzio, entre outros. Um disco para quem leva a sua coleção a sério.

 

Andy Summers & Robert Fripp, Bewitched, 1984 – Segunda colaboração entre o guitarrista do Police e o líder do King Crimson, é a trilha sonora perfeita para aquela longa viagem de avião. O contraste entre o minimalismo de Summers com as texturas complexas de Fripp e os seus racks de efeitos “Frippertronics” são uma agradável surpresa para os ouvidos. O primeiro disco da dupla “I Advance Masked” também entraria nessa lista.

 

 

Public Enemy, It Takes a Nation of Millions to Hold us Back, 1988 – Uma montanha russa sonora intensa de uma hora com samples de Isaac Hayes, Stevie Wonder e James Brown entre outros. E uma aula de história da música negra norte americana contemporânea, certamente o disco mais importante do Rap / Hip Hop. Um disco para testar os graves do seu fone. Bring the noise!

 

 

Jeff Buckley, Grace, 1994 – Com uma carreira e uma vida tragicamente curtas, deixou um dos discos mais lindos da década de 1990. Os vocais são tão intimistas que parece que você está do lado dele durante a gravação. Destaque para a versão de “Hallelujah” de Leonard Cohen. A trilha sonora perfeita para fazer as pazes com a sua cara metade.