Projetores LED para home Theater: Sinônimo de economia 

Em primeiro lugar, queremos apresentar a você a tecnologia dos projetores de LED para home Theater e são tantas as vantagens, que você precisa ter um desse em casa. Os projetores de LED têm a capacidade superior aos projetores convencionais,  pois oferecem resistência e ótimo desempenho.

Projetores de LED para home Theater: Sinônimo de economia 

Uma lâmpada normal tem vida útil média de 3 mil horas, enquanto que a de LED dura até 40 mil horas a mais e custa até 3 vezes menos. Dessa forma o seu custo com manutenção é reduzido.

A lâmpada de LED também é um produto mais amigável com o meio ambiente. Uma vez que ela não possui mercúrio e 98% dos materiais que a compõem são recicláveis, facilitando assim seu descarte.

Além dessas vantagens, os projetores de LED não emitem calor. Isso ajuda ainda na diminuição do consumo de energia do aparelho de ar condicionado que trabalhará menos tempo para climatizar um ambiente.

Projetores de LED para home Theater: Sinônimo de economia 

Projetores de LED para home Theater: Alta qualidade de imagem

Lâmpadas comuns também sofrem queda na qualidade de cor e brilho enquanto as LEDs, mesmo depois de milhares de horas de uso, não apresentam essa deterioração.

O projetor de LED Casio XJ V2A, por exemplo, possui uma estrutura de bloqueio de poeira. Essa proteção, ajuda a reduzir a deterioração da luminosidade do projetor que geralmente é atribuída ao pó.

Em comparação com os projetores com lâmpada de mercúrio, esses modelos requerem pouca ou nenhuma manutenção.

Os projetores de LED ligam e desligam de forma imediata, pois não exigem tempo para aquecerem ou esfriarem. Por conseguinte, seu consumo de energia é extremamente baixo.

Projetores LED para home Theater: Sinônimo de economia 

Tecnologia LED e Laser

Em 2010, a Casio tornou-se a primeira empresa no mundo a desenvolver Fontes de luz LED e laser para projetores.

Desenvolvida em resposta às necessidades ambientais, econômicas e utilitárias da época, esta tecnologia de fonte de luz Laser&LED está sendo rapidamente difundida em todo o setor de projetores como a nova fonte de luz padrão.

Diversidade de usos dos projetores de led

No geral, esses projetores de LED são surpreendentemente compactos, mais leves e mais silenciosos, possibilitando assim, que sejam transportados facilmente.

O mini projetor MN800 da Brilens, também possui a tecnologia LED e surpreende pela alta qualidade de imagem, pelo seu tamanho compacto e pelo preço baixo. Ele possui 22,5 x 14 x 7cm e apenas 900 gramas. É um projetor muito versátil, podendo ser transportado com facilidade para diversos ambientes.

Home theater: como melhorar a acústica de sua sala

A acústica do ambiente é uma das grandes preocupações na hora de montar uma sala de home theater, principalmente para quem mora em apartamento. Ter aquele vizinho chato reclamando do “barulho” causado pelos sons de seu subwoofer ou ter sons externos atrapalhando enquanto você tenta ouvir suas músicas preferidas são situações que, com certeza, você vai querer evitar.

Home theater: como melhorar a acústica de sua sala
CONFIRA ABAIXO ALGUMAS DICAS DE COMO MELHORAR A ACÚSTICA DE SUA SALA DE HOME THEATER:

Primeiro darei dicas de como melhorar o isolamento acústico de sua sala de home theater e, em uma segunda parte, como melhorar a absorção de áudio em sua sala de home theater.
Lembrando que o isolamento acústico serve para não deixar o som passar de dentro para fora, nem de fora para dentro do ambiente. É ideal para cômodos barulhentos (para não incomodar os outros) e também cômodos que você quer que sejam silenciosos (como quarto e sala de estar). Já a absorção acústica serve para não deixar o som refletir nas paredes, teto e chão, evitando eco e reverberação. É ideal para estúdios e salas de home theater.

DICAS DE ISOLAMENTO ACÚSTICO PARA SALA DE HOME THEATER

1 – Em primeiro lugar, há uma máxima: onde entra ar, entra som. Portanto, em primeiro lugar deve-se investir na vedação do ambiente, principalmente em vão de portas e janelas.
2 – Geralmente, as portas de madeira compensada colocadas nos apartamentos pelas construtoras são péssimas, tanto em questão de acústica quanto em questão de segurança. Portanto, é um investimento muito válido trocar pelo menos a porta da frente por uma porta de madeira maciça, que é imensamente superior tanto em acústica quanto em segurança.
3 – Pense em todas as divisões externas de sua sala, principalmente as paredes que fazem divisão com outros apartamentos, elevador e escadarias. Uma solução é revestir tais paredes com novas paredes de gesso acústico, ou dry walls, revestidas com lã de vidro ou lã de rocha. Apesar de roubar cerca de 10cm do seu cômodo, isto vai ajudar muito o som não entrar nem sair daquele cômodo pelas paredes que forem construídas.
Home theater: como melhorar a acústica de sua sala
4 – Pense na divisão com o apartamento de cima, e caso necessário, uma solução é instalar um forro de gesso acústico, revestido com lã de vidro ou lã de rocha. Funciona da mesma maneira que a dry wall.
5 – Pense na divisão com o apartamento debaixo, e caso necessário, uma solução é instalar um piso acústico como o piso vinílico ou emborrachado, que além de ajudarem com o isolamento, absorvem os impactos e tem alta durabilidade. Em casos extremos, instale um contrapiso com algum material isolante, como lã de vidro ou lã de rocha. Evite laminados de madeira, eles só aumentam o barulho pois o impacto é ecoado.
6 – Pense no isolamento das janelas. Existem janelas acústicas que são compostas por camadas de vidro em suas esquadrias, preenchendo tais estruturas para evitar a passagem do som.
7 – Ainda nas janelas, pode-se considerar trocar o vidro por um vidro mais grosso, de pelo menos 8 milímetros, por exemplo Blindex. Vidro mais grosso irá segurar mais o som.

O QUE É DOLBY ATMOS, HOME THEATER 5.1 CANAIS E HOME THEATER 7.1 CANAIS  

Você já deve ter ouvido falar de home theater com Dolby Atmos, home theater 5.1 canais, home theater 7.1 canais, home theater 5.2 canais e assim por diante. Mas afinal o que isso significa? Neste post você poderá conferir o que é Dolby Atmos, home theater 5.1 canais, home theater 7.1 canais e qual é pode ser melhor para sua sala de home theater.

O QUE É DOLBY ATMOS, HOME THEATER 5.1 CANAIS E HOME THEATER 7.1 CANAIS

Basicamente um sistema de home theater é composto por um receiver (ou pré-amplificador + amplificador(es) em sistema mais robustos), fontes de entrada (blu-ray player, decoder de tv por assinatura, Apple Tv, etc.), projetor, tela de projeção, TV e caixas acústicas.
Quando nos referimos a um home theater Dolby Atmos, 5.1, 7.1, etc. estamos falando da divisão dos canais de áudio que esse sistema foi configurado.

HOME THEATER 5.1 CANAIS

Um sistema 5.1 canais, por exemplo, é composto por:
• CAIXAS FRONTAIS
Duas caixas frontais, uma a esquerda (Left ou L) e uma a direita (Right ou R) em relação a tela de projeção ou da TV. As caixas frontais são responsáveis pela ambientação da cena, trilha sonora e diálogos secundários. Muita gente acredita que as caixas frontais são as mais importantes em uma sala de home theater, o que na prática não é verdade. É o que veremos mais a frente.
HOME THEATER DOLBY ATMOS ONDE COMPRAR EM SANTOS
• CAIXA CENTRAL
Uma caixa central (Center ou C) que deve ficar alinhada horizontalmente a TV ou tela de projeção. A caixa central é responsável, principalmente, pelos diálogos principais em primeiro plano e pelos principais sons centralizados. Sua qualidade deve ser compatível com a das caixas frontais para que o áudio reproduzido pelas caixas da frente sejam harmoniosos.
Um erro comum em muitas salas de home theater é utilizar caixas centrais com largura e profundidade muito menores que a das caixas frontais ou escolher caixas centrais de menor qualidade do que as frontais de seu home theater.
• CAIXAS SURROUNDS
Fora as caixas frontais e caixa central, temos também duas caixas traseiras, chamadas caixas surrounds.
As caixas surrounds tem como principal função reproduzirem o áudio do que está acontecendo atrás do camera man durante a cena. Isso permite com que tenhamos a sensação de estarmos dentro da cena ou na plateia de um show por exemplo. As caixas surrounds são as grandes responsáveis pela maior imersão durante uma sessão de filmes, shows, séries de TV, jogos de vídeo game e, por isso, possuem tanta importância quanto as caixas frontais e central.
As caixas surrounds devem ficar posicionadas alinhadas verticalmente as frontais e atrás, nas laterais ou sobre o sofá. Jamais a frente do sofá pois isso acabaria com o efeito surround tão importante em uma sala de home theater.
• SUBWOOFER
Por último, mas não menos importante, temos o subwoofer (o .1 do 5.1). Basicamente o subwoofer é responsável por tocar os sons mais graves que as caixas frontais não são capazes de reproduzir ou estão configuradas para não reproduzirem.
Em sistemas de home theater de alta performance, normalmente, os subwoofers são ativos. Isso quer dizer que possuem um amplificador integrado a eles.
Isso se dá pois, para reproduzir sons mais graves, é necessário uma maior potência e, caso se o mesmo dependesse do receiver, poderia comprometer todo o sistema.
Em média os subwoofers possuem potência RMS de 150w, 200w, 300w, 500w, 1000w, 1500w e até incríveis 3800w, que é o caso do extraordinário Gothan G213 da JL Audio, uma verdadeira obra de arte em subwoofer.

HOME THEATER 7.1 CANAIS

Em um sistema de home theater 7.1 canais temos os mesmos canais do 5.1, porém adicionamos mais duas caixas traseiras chamadas surrounds back. Essa configuração é interessante quando montamos salas dedicadas (cinemas residenciais) com dois lances de sofá ou poltronas, onde utilizamos um par de caixas surrounds para cada lance de sofá ou poltrona. Em home livings não vejo muita necessidade da utilização do 7.1 canais, já que a maioria dos blu-rays e DVDs são gravados em 5.1 canais.
Caso queira e seu projeto permita, você pode adicionar mais subwoofers para uma melhor reprodução dos sons mais graves. Dessa forma poderíamos ter as seguintes configurações: 5.2ch, 5.3ch, 5.4ch ou 5.5ch. E, no caso de sete canais, podemos ter: 7.2ch, 7.3ch, 7.4ch e assim por diante até termos 7.7ch.
Esse tipo de configuração não é muito comum pois demanda maior conhecimento técnico e o investimento se torna muito maior.

HOME THEATER DOLBY ATMOS

A Dolby é a desenvolvedora do codec Dolby Atmos que promete uma imersão de áudio ainda maior pois, além dos canais de áudio convencionais (5.1ch, 5.2ch, 7.1ch ou 7.2ch), são adicionados canais de áudio no teto para dar a impressão de efeito surround sound 360°.
As configurações do sistema de home theater Dolby Atmos mais comuns são:
– 5.1.2 = Duas caixas frontais, uma central, duas caixas surrounds, um subwoofer e duas caixas frontais height (caixas frontais no teto);
– 5.2.2 = Duas caixas frontais, uma central, duas caixas surrounds, dois subwoofers e duas caixas frontais height (caixas frontais no teto);
– 5.2.4 = Duas caixas frontais, uma central, duas caixas surrounds, dois subwoofers, duas caixas frontais height (caixas frontais no teto) e duas caixas surrounds height (caixas surrounds no teto);
– 7.2.4 = Duas caixas frontais, uma central, duas caixas surrounds, duas caixas surrounds back, dois subwoofers, duas caixas frontais height (caixas frontais no teto) e duas caixas surrounds height (caixas surrounds no teto); Ufa!!! Quanta caixa hein?!

Saiba como montar uma sala de cinema em casa

Após um dia cansativo, nada melhor do que assistir a um filme na sala de TV. Entretanto, para que a experiência seja relaxante e prazerosa, é preciso otimizar o ambiente.Existem alguns truques capazes de tornar o cômodo uma verdadeira sala de cinema, como colocar a TV a uma distância correta do sofá. Quer saber mais detalhes sobre o assunto? Então, confira as nossas dicas para criar um ambiente bonito e aconchegante!omo montar uma sala de cinema em casa

Tenha atenção ao tamanho da TV

Sem dúvidas, a TV é a estrela da sala. No entanto, além de escolher um modelo moderno e com configurações que atendam às suas necessidades, é importante prestar atenção no tamanho da tela.

De nada adianta comprar uma TV de muitas polegadas se a sua sala é pequena. Nesse caso, o telespectador perde o foco da imagem, comprometendo a experiência. O ideal, portanto, é adquirir um televisor que seja compatível com o espaço disponível.

Para isso, o ideal é medir a distância entre o sofá e a TV. Feito isso, confira as dicas:

  • 32 polegadas: de 1,2 a 2,4 metros;
  • 37 polegadas: de 1,4 a 2,8 metros;
  • 40 polegadas: de 1,5 a 3 metros;
  • 42 polegadas: de 1,6 a 3,2 metros;
  • 46 polegadas: de 1,75 a 3,5 metros;
  • 50 polegadas: de 1,9 a 3,8 metros;
  • 55 polegadas: de 2,1 a 4,2 metros;
  • 60 polegadas: de 2,2 a 4,6 metros.

Invista em um bom home theater

Se o seu objetivo é criar verdadeiras sessões de cinema, apenas a TV não é o suficiente. É preciso investir em sistemas de som que envolvem o telespectador. Nesse sentido, o home theater é a melhor opção. Composto por um conjunto de caixas acústicas, o objetivo do aparelho é melhorar a ambientação sonora.

Assim como a TV, o home theater — que, em português, significa “cinema em casa” — deve ser escolhido de acordo com o tamanho da sala. Os modelos mais comuns são compostos por cinco caixas — ideais para cômodos médios, entre 15 e 25 m².

Entretanto, também existem aparelhos que contam com sete canais acústicos, sendo indicados para salas acima de 25 m². Há, ainda, o modelo soundbar, constituído por um único equipamento. Ele é recomendado para ambientes pequenos com menos de 15 m².

Além disso, a potência também deve ser considerada. Nesse momento, fique atento à sigla RMS (Root Mean Square), que condiz com a real eficácia do som.

Saiba como escolher a potência ideal:

  • salas de até 15 m²: até 500 W RMS;
  • salas entre 15 e 25 m²: entre 500 W e 1.000 W RMS;
  • salas acima de 25 m²: a partir de 1.000 W RMS.

como montar uma sala de cinema em casa

Não se esqueça dos sofás e almofadas confortáveis

Além dos aparelhos eletrônicos, uma boa sala de estar deve possuir sofás e outros móveis para um maior conforto. Por isso, invista em modelos largos, acolchoados e, sempre que possível, retráteis.

Os últimos oferecem diversas posições ao assistir a um filme (deitado, sentado etc.), tornando a experiência mais agradável. Além disso, eles costumam ter um tamanho diferenciado, permitindo que toda a família participe do momento.

Entretanto, se a sua sala é muito pequena, modelos grandes podem não ser boas opções. Nesse sentido, uma boa ideia é usar puffs como apoio para os pés. Em todo o caso, não se esqueça das almofadas! Além de proporcionar ainda mais conforto aos usuários, elas são excelentes peças para compor a decoração.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA AS INCRÍVEIS CAIXAS ACÚSTICAS REVEL PARA HOME THEATER

Escolha cortinas que bloqueiam a passagem da luz

Sala de cinema e escurinho são quase sinônimos, não é mesmo? Por isso, sempre que possível, aposte em cortinas ou persianas que impedem a passagem da luz — como aquelas feitas com tecidos sobrepostos, blackout ou as chamadas rolô.

Além disso, é importante adquirir um modelo que ultrapasse as bordas da janela, de forma que a cortina obstrua a passagem de luz por frestas.

Aposte em uma iluminação indireta na sala de TV

Além das cortinas, as lâmpadas também merecem uma atenção especial. A iluminação frontal ou traseira pode provocar reflexos na tela, comprometendo a experiência de quem assiste à TV.

Uma saída simples é apostar em uma iluminação indireta, embutida no próprio mobiliário. Além de funcional, esse recurso é extremamente elegante.

Não se esqueça da importância dos móveis

Escolher os móveis certos é primordial para a sala de TV. Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que o cômodo é um dos lugares mais frequentados da casa. Por isso, é muito importante optar por mobiliários de qualidade, duráveis e de fácil manutenção.

Depois, é necessário verificar a quantidade de itens que o ambiente acomoda facilmente. Em salas menores, um painel de TV e uma mesa de centro é o suficiente.

Saiba como montar uma sala de cinema em casa

Já em locais maiores, você pode investir em aparadores, mesas laterais, estantes e outros móveis que valorizam o espaço. Além disso, sempre aposte em materiais que favorecem a acústica do ambiente — como a madeira, os tapetes e as cortinas de tecido.

Na hora de escolher onde acomodar a TV, também é preciso tomar cuidado. Os racks são ótimas opções para espaços médios e grandes. Além de funcional, o móvel permite acomodar alguns itens decorativos em sua superfície, sofisticando ainda mais o ambiente.

Entretanto, em salas pequenas eles podem ser dispensáveis, já que podem prejudicar a circulação. O ideal, nesses casos, é optar por um painel de TV. Elegantes, eles contam com uma infinidade de modelos (amadeirado, rústico, com nichos, prateleiras etc.). Basta escolher aquele que mais combina com o estilo de decoração da residência.

Para ter uma sala ainda mais funcional e única, uma boa opção são os móveis exclusivos. Adaptados para caber perfeitamente no espaço disponível, esses mobiliários refletem a personalidade dos moradores, criando um ambiente requintado e aconchegante.

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

Lançado oficialmente há três anos, Dolby Atmos  traz  o som de cinema para o seu Home Theater. Esse sistema representa uma das inovações mais importantes no áudio desde a introdução do surround. Pode parecer exagero, mas o Dolby Atmos tem futuro promissor: os sons se movem em torno dos ouvintes dentro de um espaço tridimensional, capaz de realçar o realismo com caixas menos visíveis.

Com o som vindo de caixas acústicas frontais, central e surround, agora se pode ter áudio por cima da cabeça, ou seja, na área mais alta do ambiente. Engenheiros de mixagem passam a ter mais liberdade de colocar sons individuais em qualquer lugar acima e ao redor dos ouvintes, e no plano vertical, resultando em uma experiência muito mais imersiva do que o surround tradicional, baseado em canais horizontais.

Baseado na ideia de objetos de áudio (object-based), no Dolby Atmos qualquer som pode ser mixado como um elemento individual no espaço – com largura, altura e profundidade. Metadados descritivos acompanham cada trilha sonora, especificando a localização e o movimento exatos de cada som. Um receiver equipado com processador Atmos é capaz de ler esses dados com informações sobre o sinal – que pode estar destinado a até 34 canais; caixas acústicas bem posicionadas instaladas ajudam a recriar tudo com maior precisão.

Dolby Atmos  traz  o som de cinema para o seu Home Theater

 

No áudio tradicional, o cineasta decide quais caixas devem reproduzir os sons criados para cada cena; no Atmos, eles determinam exatamente onde o áudio irá se originar e se mover à medida que a ação se desenvolve. O sobrevoo de um helicóptero, uma alarmante tempestade, assobios de pássaros numa floresta etc… os sons acompanham toda a atmosfera naquele momento, ampliando a sensação de realismo e envolvimento.

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

Mas, atenção: não adianta sair instalando caixas no teto e achar que terá todos esses efeitos, como já ouvimos sugestões de alguns leitores. Outras tecnologias de áudio – mesmo aquelas que adicionam informações de altura, como Dolby Pro Logic IIz e Audyssey DSX – não criam esses efeitos sonoros.

Dolby Atmos suporta até 128 “objetos” de áudio independentes e simultâneos, mas muitos desses sons são estacionários e reproduzidos através de todas as caixas, como efeitos ambientais ou fundo musical. O conteúdo masterizado inclui os detalhes da trilha sonora codificados para localização em um espaço tridimensional. Esses detalhes podem ser reproduzidos com caixas instaladas no teto ou com “módulos Atmos” instalados sobre caixas convencionais . Dependendo do tamanho da sala, é possível obter efeitos mais preciso com maior quantidade de caixas acústicas.

EQUIPAMENTOS

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

Quase todos os fabricantes de receivers dispõem de uma linha variada com Dolby Atmos, incluindo modelos básicos, de 7.1 canais, ou 5.1.2, onde o “2” se refere aos dois canais no teto. Há ainda modelos com 11 canais de amplificação, o que permite configurações até 7.1.4.

A codificação Atmos vem “empacotada” em processador Dolby TrueHD (no caso de trilhas de filmes em Blu-ray) ou Dolby Digital Plus (se for de conteúdos por streaming), permitindo obter os efeitos mesmo com um Blu-ray player convencional, desde que ligado a um receiver Atmos via HDMI. Basta ir ao menu do player e selecionar a saída de áudio como Bitstream (fluxo digital). Se o disco possui codificação Atmos e o receiver ainda não estiver preparado, o processamento será realizado em Dolby TrueHD 5.1 ou 7.1 canais, dependendo da trilha.

Para quem não quer instalar caixas de teto, ou tem sala com pé-direito irregular (acima de 4m30 ou abaixo de 2m30), fabricantes como Definitive Technology e Klipsch produzem caixas preparadas para Dolby Atmos e módulos complementares. A alimentação é separada como se fosse para canais diferentes; os falantes são voltados para cima, a fim de refletir as ondas no teto, chegando aos ouvintes como som aéreo.

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

CONFIGURAÇÕES

Qualquer sistema Atmos requer, ao menos, duas caixas de teto, ou modelos preparados para Atmos. Para que os sons localizados sejam mais precisos e realistas, a Dolby recomenda o uso de quatro caixas adicionais. Em geral, caixas de embutir oferecem melhor percepção dos efeitos espaciais e não dependem tanto da acústica do ambiente. Vale lembrar que todos os receivers Atmos trazem saídas para dois subwoofers, possibilitando completar o impacto dos efeitos em grandes ambientes.

Documentários – no que ficar de olho e assistir

A Netflix é popularmente conhecida pelo seu ótimo serviço de streaming por causa dos ótimos filmes, séries e desenhos que fazem parte do catálogo, mas não param por aí as possibilidades da plataforma. Os documentários disponíveis já foram candidatos de peso nas grandes premiações do gênero, além de apresentarem assuntos que às vezes não são tão comuns ao público.

Confira a lista com sugestões de documentários que podem despertar seu desejo por conhecer melhor o estilo.

Empire of Dreams: The Story of Star Wars Trilogy

Para quem é cinéfilo e fã de Star WarsEmpire of Dreams é um prato-cheio. O documentário passeia pelos bastidores que envolveram todo o sucesso da trilogia original do universo criado por George Lucas. Há várias entrevistas com os atores que participaram dos longas, como Harrisson Ford, Mark Hamill e a saudosa Carrie Fisher. O filme mostra como foram criados vários elementos que pareciam impossíveis para os efeitos visuais da época e como aquelas inovações mudaram Hollywood.

Malala

Este documentário sobre a adolescente paquistanesa baleada por defender o direito das mulheres de seu país à educação retrata sua história, sua luta por sobrevivência e seus constantes esforços para alterar o status quo. Netflix

Martin Luther

A Ideia Que Mudou o Mundo: Documentário dramatiza a vida de Martinho Lutero, o monge alemão que há 500 anos enfrentou a cúpula da Igreja Católica, deu início à Reforma Protestante e mudou a civilização ocidental para sempre.  Netflix .

TENHA UM CINEMA EM CASA.CONHEÇA AS SOLUÇÕES EM HOME THEATER DA SMART.TOUCH. EM SANTOS AGENDE UMA VISITA EM NOSSO SHOWROOM (13) 4106-0578

Amy

O longa biográfico da cantora Amy Winehouse mostra os bastidores da vida conturbada que a artista teve pouco antes de explodir musicalmente e detalha os problemas pessoais que a envolviam, ao mesmo tempo que coloca nos holofotes sua genialidade musical. A narrativa do documentário dá vida a uma Amy de que a imprensa não tinha conhecimento, principalmente levando em conta que, quanto mais doente ela ficava por causa do vício em drogas, mais a mídia sensacionalista aproveitava sua imagem debilitada para criar notícias. A produção foi elogiada pela crítica especializada internacionalmente, o que rendeu diversos prêmios, inclusive no Oscar.

Codegirl

Ainda sobre programação, este documentário apresenta o trabalho em equipe de várias garotas ao redor do mundo que se unem para criar aplicativos que geram benefícios para as suas comunidades. A narrativa detalha como elas tiveram a ideia do projeto, todo o conceito que ele possui e os benefícios que poderiam trazer para a sociedade. Além disso, elas participam da competição do Technovation. O espectador acompanha jovens de locais totalmente diferentes, como Guadalajara, São Francisco, Bangalore, Recife etc.

Projetor para Home Theater X Televisão: quais são as diferenças e os benefícios

A tecnologia para a exibição de filmes, jogos e programas de TV aumenta a cada dia. Nunca sabemos, de fato, qual o melhor equipamento para atender nossas necessidades ou, muito pior, nossas futuras necessidades. Portanto, hoje vamos falar sobre Projetor para home theater X Televisão: Entenda as Diferenças e os Benefícios

PROJETOR PARA HOME THEATER X TELEVISÃO:

Ao comprar uma TV, por exemplo, você pode já estar comprando algo obsoleto, uma vez que as pesquisas avançam rapidamente para a descoberta de novas tecnologias que possam melhorar a qualidade do som e da imagem.

Nas lojas de eletroeletrônicos, você certamente fica “namorando” aquela televisão gigante, com promessas de alta resolução, 3D, som com qualidade digital, entre outras coisas. Mas o que a maioria das pessoas não sabe é que existe uma opção ainda melhor para quem quer assistir filmes e jogar videogame em altíssima resolução: o projetor.

O QUE É UM PROJETOR:

Um projetor é um aparelho que utiliza lâmpadas (convencionais ou de LED) para transformar os estímulos que o computador ou outro aparelho de vídeo transmite em imagem numa superfície de projeção. Eles costumam ser mais utilizados por palestrantes para transmitir as apresentações de slides ou em cinemas, onde o público tem mais contato com eles.

No entanto, uma nova onda de mudança no modo como as pessoas assistem seus programas e filmes favoritos, vem fazendo com que as pessoas deixem de comprar TVs superpotentes e passem a comprar projetores cada vez mais poderosos. E há alguns motivos bem claros para que isso aconteça.

PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE PROJETOR E TELEVISÃO:

Existem diferenças fundamentais entre um projetor e uma televisão. Tais diferenças mostram que é possível trocar as TVs por um projetor sem dúvidas. Em primeiro lugar, um projetor pode proporcionar uma “tela” muito maior do que as maiores TVs disponíveis, por preços muito mais baixos. Há projetores que prometem resoluções de até 300 polegadas, enquanto as maiores TVs acessíveis não chegam a 90 polegadas.

O consumo de um projetor é menor do que o de uma televisão superpotente. Isso faz com que você economize energia ao usar um projetor. Ao assistir programas direto da internet, seu projetor apresentará uma resolução muito melhor.

5 BENEFÍCIOS DO PROJETOR:

Há várias vantagens em comprar um projetor no lugar de uma televisão superpotente. Veja os principais:

1 – CUSTO:

Um projetor custa menos do que uma TV: em alguns casos, um projetor equivalente chega a custar mais de mil reais a menos do que a televisão;

2 – QUALIDADE DE IMAGEM:

Resolução melhor: algumas TVs possuem resolução tão alta que acabam atrapalhando na hora de exibir um programa ou filme. O projetor compensa isso;

3 – VIDA ÚTIL:

Longa vida útil: se você souber utilizar seu projetor para ver filmes e jogar videogames com inteligência, poderá utilizar seu projetor por muitos anos;

A Smart.Touch desenvolve para seus clientes projetos de Home Theater e instalação de sistemas de áudio e vídeo personalizados e customizados, seja qual for seu estilo. SOLICITE ORÇAMENTO

4 – IMERSÃO TOTAL:

Maior imersão no filme ou jogo: com telas maiores, você aproveita mais o filme ou jogo. Você vai ficar muito mais próximo da ação, pode acreditar!

5 – AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL:

Nos projetos de Automação Residencial que desenvolvemos, sempre inserimos um projetor, principalmente no Home Theater ou sala de vídeo. Inclusive, com a Distribuição de Vídeo HD, conseguimos inserir todos os equipamentos eletrônicos provedores de VÍDEO do cliente no projetor, sem que cabos ou emendas sejam necessário.

Telas Double Screen para Home Theater

O QUE SÃO TELAS DOUBLE SCREEN E POR QUE USAR NO PROJETO DE AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL?

Você decidiu que quer fazer um projeto de automação residencial e, no meio de tantas opções de telas, TV’s e projetores, não consegue escolher a melhor? Fique tranquilo! No artigo de hoje vamos explicar o que são telas Double Screen e porque usar no seu projeto de Automação Residencial.

Tela de projeção para home theater

MAS AFINAL, O QUE SÃO TELAS DOUBLE SCREEN?

Telas Double Screen são telas de vidro temperado, geralmente com 10 mm de espessura, revestidas com uma película para projeção de imagem em altíssima resolução, permitindo que você assista as imagens em suas duas faces.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS DAS TELAS DOUBLE SCREEN?

E é exatamente por esta característica é que elas são chamadas de talas DoubleScreen. Essa versatilidade ajuda você, no momento do projeto, a escolher bem os locais onde vai instalar seus sistemas de Áudio e Vídeo, economizando na hora de investir e tornando o ambiente mais moderno e aconchegante!

A Smart.Touch desenvolve para seus clientes projetos de Home Theater e instalação de sistemas de áudio e vídeo personalizados e customizados, seja qual for seu estilo. SOLICITE ORÇAMENTO

BELEZA INCOMPARÁVEL:

Como já falamos, uma das principais vantagens está no belíssimo visual que elas proporcionam a qualquer ambiente. Devido ao seu design clean e moderno, elas podem transformar sua casa em lugar com muito mais requinte e bom gosto. Além de deixarem o ambiente com muito mais personalidade.

OTIMIZAÇÃO DE ESPAÇO:

Elas também são uma excelente opção para quem busca por uma otimização de espaços. Por isso mesmo elas têm se tornado as queridinhas dos arquitetos e designers de interiores mais antenados com as novidades do mercado. Elas podem perfeitamente ser usadas na divisão de ambientes como lofs, quartos ou grandes salas.

VERSATILIDADE:

As telas Double Screen podem ser colocadas em qualquer lugar e não requerem instalação elétrica para serem usadas dos dois lados. Ficam incríveis quando são embutidas em uma parede, móvel, ou onde mais sua imaginação desejar! São perfeitas para serem usadas junto a Home Theaters e podem ser automatizadas.

As telas Double Screen estão disponíveis nos formatos 16:9 e 4:3, e em diversos tamanhos. Além disso, elas podem ser totalmente customizadas, ou seja, podem ser feitas sob medida e cortadas de acordo com o seu projeto, sem dificuldades.

Telas de projeção para Home Theater – Guia das Diferentes Superfícies

Ao planejar um ambiente específico como uma sala para Home theater para a realização de projeção de imagem, a escolha da tela de projeção pode ser mais importante até mesmo do que decidir qual projetor comprar.  A restrição orçamental, o tamanho da sala e o tipo de projeção que você realizará é o que irão determinar a primeira das segmentações de Tela: Tela Fixa, motorizada ou Suspensa.

No entanto, mais tão importante quanto o tipo de fixação da tela e o material com o qual ela é feita. Abaixo, comentarei sobre os diversos tipos de materiais e suas características. Com isso, você irá compreender qual se adapta melhor à suas necessidades.

Tela de Projeção de Alto Contraste –  Cinzento

A tela de alto contraste cinza é uma tela bastante comum na projeção front-end, o que significa que a imagem é projetada a partir do lado da tela que o público está ligado. O Alto contraste deste tipo de tela visa oferecer uma imagem de alta resolução e aumentar a profundidade do preto, mantendo a qualidade de cores mais claras. A classificação de baixo ganho de 0,8 fornece a este tipo de tela de projeção a capacidade de ser visualizada em um ângulo de 180 ° graus. O Ponto fraco é que este tipo de tela nos obriga a operar em um ambiente de pouca luz ambiente. Esta é uma espetacular escolha para quem quer montar um home theater em casa.

 Tela de projeção de Matte Branco

Mais de 80% de todas as telas de projeção são feitas de Matte Branco, principalmente por conta do seu baixo custo. Ela é capaz de projetar cores bastante vividas com um ganho de 1,1, e tem um ângulo de visualização médio de 100º.  Esse tipo de tela é composto por um laminado de PVC com base de sustentação em poliéster. No entanto, assim como telas de cinza de alto contraste, a iluminação da sala deve ser controlado para assegurar que a melhor imagem possível é projetada.

 

Telas brancas Matt pode ser usado na maioria das situações para entregar uma imagem forte e de qualidade, e por isso não é surpreendente que esta é a tela de projeção mais popular no mercado.

Telas de projeção ótica

As telas de projeção ótica tem como grande diferencial a sua capacidade de exibir imagens de alta qualidade em espaços com alta incidência de luz ambiente.  A imagem atravessa a tela, e um sistema de lente ópticas trabalha para focar e concentrar ainda mais a imagem antes que ela seja refletida de volta para a platéia . Outro ponto interessante desta tela é que ela pode ser usado tanto para projeção traseira quanto para projeção frontal.

Infelizmente esta qualidade vem com um preço, já que esse tipo de tela é bem mais caro do que os outros modelos falados anteriormente. Seu principal tipo de uso é em grande eventos, onde necessitam que grande quantidade de pessoas visualizem a projeção sem perda de qualidade pela alta incidência da luz.

LEIA TAMBÉM ESTÁ NA HORA DE FAZER UM “UPGRADE”: DO HOME THEATER A AUTOMAÇÃO

Tela de Projeção de Alto Ganho

A taxa de ganho de uma tela de projeção indica a refletividade dela. Quanto maior esta taxa, maior será a taxa de luz que será refletida de volta da fonte de imagem para o público.

Isso é vantajoso em alguns casos, já que oferece mais brilho para imagem. Infelizmente, temos de tomar cuidado para que não ocorra um fenômeno conhecido como “hotspotting”, onde o centro da tela aparece mais brilhando do que os lados, causando distração para as pessoas que estão vendo a apresentação.

Além disso, um alto ganho acaba gerando um ângulo de visão menor, ou seja, apenas aqueles posicionados diretamente na frente da tela serão capazes de ver a imagem ideal.

O principal uso para este tipo de tela é em situações onde um número limitado de pessoas está vendo a tela, tal como em escolas, pequenas palestras ou reuniões. Ela é bastante útil também para profissionais que viajam bastante e além de possuírem um projetor portátil – que provavelmente tem poucos ANSI lumens – tem de se adaptar a várias situações e ambientes. Com essa tela, eles podem ficar tranquilos de que a imagem será visível, independente da quantidade de luz da sala.

SOLUÇÕES EM ÁUDIO E VÍDEO PARA HOME THEATER. SOLICITE ORÇAMENTO

Tela de Projeção de Acrílico

A Pintura acrílica específica para projeção oferece um benefício claro na medida em que permite que qualquer superfície possa ser pintada para ser transformada em uma tela de projeção.

Esta é uma grande vantagem para usuários de projetor portátil, já que eles podem criar uma tela de projeção onde quer que vão, sem serem obrigados ter que carregar uma tela grande consigo.

Ele é usado principalmente em situações que exigem projeção traseira e em que o usuário não quer que o projetor apareça.

Para os entusiastas em home theater, telas de acrílico não é são uma opção aconselhável. Enquanto este tipo de equipamento é capaz de reduzir o custo, isso também significa que a clareza e o brilho da imagem projetada serão de um padrão muito menor do que a maioria das outras telas de projeção.

Tela de Projeção com Transparência Acústica

Este tipo de tela possuí uma superfície com centena de minúsculos furos. Isto permite que caixas acústicas possam ser escondidas atrás da tela, sem perda na qualidade do som. Outro ponto interessante é que com esse tipo de tela, é possível emular um pouco do som dos cinemas, que utilizam também sistema parecido.  Em termos de qualidade de imagem, este tipo de tela combina diversas propriedades ópticas bastante interessantes, já que produz um ângulo de visão de 180º sem perder brilho, o que deixa as imagens bastante brilhantes.

Projetores 4K para home theater: é hora das imagens high-end

Imagine ver em casa imagens de até 150 polegadas com níveis de detalhamento e profundidade surpreendentes em um projetor 4K para home theater ? Se a sua sala tem dimensões a partir de 25m2, saiba que vale a pena investir em um projetor 4k para Home Theater com resolução de 3.840×2.160 pixels. Já são 14 modelos de diferentes características e preços distribuídos oficialmente, com garantia e suporte técnico, no país.

Alguns possuem processadores de vídeo avançados com upscaling de imagem HD para 4K e compatibilidade com sinais codificados em HDR, além dos padrões DCI-P3 (cinema digital) e BT.2020 de maior gama de cores para 4K. Cada fabricante trabalha com um tipo de tecnologia para produzir essas imagens, seja DLP, LCD ou LCoS, que é importante conhecer.

Outros, como o BenQ X12000, operam com LEDs de alta durabilidade para gerar saídas de luz puras e distintas em verde, vermelho e azul e ficar praticamente livre de manutenção. Há ainda características, como contraste, ajustes, recursos e conexões, que devem ser avaliadas por quem pretende ter imagens em tela gigante, mais próxima à do cinema, porém em Ultra Alta Definição.

A Evolução do Cinema em Casa com projetor 4k

A Evolução do Cinema em Casa com projetor 4k para Home Theater

O Pro Cinema LS10000 utiliza tecnologia de projeção com laser refletor 3LCD para oferecer uma qualidade de imagem e luminosidade da cor espetaculares que convertem qualquer tela em uma verdadeira experiência cinematográfica. Através da combinação de painéis refletores 3LCD e uma fonte de luz laser, esse projetor gera pretos mais intensos, cores mais luminosas e reais, com um dos espectros de cores mais amplo do mercado. Com a tecnologia de realce 4k é possível desfrutar todos os detalhes captados originalmente pelos diretores de cinema com toda a claridade e nitidez. Epson oferece a perfeição do cinema em casa.

      • 1500 lumens de brilho em branco
      • 1500 lumens de brilho em cores
      • Realce 4K
      • Relação de contraste com preto absoluto