1 de março de 2018 admin

Como ter uma mini-horta em sua casa

Nada mais charmoso do que preparar uma refeição com alguns produtos colhidos com as suas próprias mãos, não é? Por isso ter uma mini-horta em sua casa, espaços reservados para plantar e manter verduras, frutas e temperos dentro de casa, estão cada vez mais comuns. Além de práticos e super naturais, esses pequenos pedaços do campo são um sinônimo de saúde, frescor e beleza para a sua mesa.

E, apesar de parecer trabalhoso e complicado, ter uma mini-horta linda e bem cuidada não é uma tarefa impossível. Ao contrário, além de trazer cor e felicidade para sua casa, as hortinhas são ótimas para dar uma força na decoração, além de ser uma tarefa divertida e gratificante.

 

Um cantinho ensolarado

  Antes de mais nada, o ideal é encontrar um espaço arejado e iluminado pelo sol na sua casa. Pode ser uma varanda, um cantinho do jardim, uma janela grande na cozinha… Enfim, um local onde as plantinhas possam receber sol e ar fresco todos os dias.

Vasinhos, canecas ou latas

 Depois de determinar um local bacana, é hora de escolher os recipientes onde suas plantinhas irão viver. Podem ser latas de alumínio, xícaras, canecas, caixotes de madeira, vasos coloridos, vidros ou até garrafas PET e caixas de leite recicladas.

Você pode customizá-los com tinta lousa para escrever os nomes das ervas, pode pendurá-los nas paredes com suportes ou cordas ou pode misturar cores e estilos diferentes e compor a decoração do ambiente com muito charme.

SISTEMA DE HOME THEATER E AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL. CONSULTE E SMART.TOUCH. ATENDEMOS TODA A BAIXADA SANTISTA

Plantar e replantar

 Hoje em dia é bem simples encontrar sementes, fertilizantes e produtos para evitar pragas para hortas urbanas. Supermercados, lojas de produtos naturais e floriculturas já vendem alguns itens fundamentais para quem quer começar a ter plantinhas em casa.

Mas, você sabia que alguns dos alimentos que fazem parte de nossa lista de compras podem ser replantados para sempre? Selecionamos alguns deles para você comprar pela última vez, replantar e ter sempre em casa.

ATENÇÃO: Para desenvolver raízes novas nas pequenas mudas de ervas e plantas, separe um galho completo da erva, retire as folhas, deixando somente as do topo e coloque em um copo com água por alguns dias, trocando a água a cada dois dias. As raízes novas aparecerão em algumas semanas, dependendo da planta.

Hortelã, manjericão – Faça o processo para criar as raízes nas ervas. Quando estas atingirem 2 ou 3 cm, replante em um recipiente grande, pois necessitam de espaço, água diariamente e sol (o manjericão mais sol, a hortelã menos).

Alecrim e coentro – Faça uma mistura de duas partes de areia grossa para uma parte de terra musgo. Faça o processo para criar raízes em ambas as ervas e replante-as nessa mistura. Coloque os vasos em um local ensolarado e regue pouco, de duas a 3 vezes por semana.

Cebolinha, salsão e alho poró – Separe a raiz das folhas. O corte deve manter uma distância de 5 cm das raízes, mantendo ainda as pontinhas verdes. Coloque as raízes em recipientes com água até que comece a brotar folhinhas novas (processo de 5 a 7 dias). Replante-as em vasos com terra adubada e regue uma vez ao dia, molhando também as folhas para não ressecar.

Viu como é simples manter temperos e ervas frescas na sua casa? Além de dar um toque natural à decoração, as plantinhas ainda trazem alegria ao ambiente e são uma fonte a mais de nutrientes sempre a mão.

Cuidados

 Cada planta necessita de um cuidado especial. Algumas pedem mais sol, outras mais água e algumas precisam de poda constante e controle de pragas. Fique atento aos sinais na sua mini-horta e invista em conhecer o que você tem em casa, seja para cuidar bem e ter sempre a mão ou para embelezar receitas e pratos.

As hortas podem ser cultivadas em qualquer casa ou apartamento. Basta um pouco de dedicação e criatividade.

Nem precisa pensar muito. Leia e veja as vantagens de consumir seus próprios produtos orgânicos!

1. Evita problemas de saúde causados pela ingestão de substâncias químicas tóxicas.

2. Alimentos orgânicos são mais nutritivos. Solos ricos e balanceados com adubos naturais produzem alimentos com maior valor nutritivo.

3. Alimentos orgânicos são mais saborosos. Sabor e aroma são mais intensos – em sua produção não há agrotóxicos ou produtos químicos que possam alterá-los.

4. Protege futuras gerações de contaminação química.

5. Garantia de ser 100% orgânico! Você tem certeza de sua plantação é saudável e isenta de qualquer resíduo tóxico.