Fechadura inteligente é a nova realidade para sua casa

A cada dia que passa, a tecnologia vem avançando e oferece diversas vantagens para todos nós em muitos aspectos de nossas vidas, seja em relação ao trabalho, ao lazer, à praticidade e, claro, à segurança.

Para as portas das residências, escritórios e qualquer outro local que necessite de uma segurança maior, a tecnologia também avançou e, hoje, é possível encontrar as fechaduras inteligentes que oferecem algumas vantagens para quem a instala. Ter o máximo de segurança é um dos fatores mais importantes da vida, principalmente qualquer se trata da nossa residência, que é onde está nossos familiares e pessoas no qual amamos e queremos sempre o máximo de proteção, por isso, esse tipo de fechadura é a alternativa que está em alta.

Trata-se de uma tecnologia que permite que dois aparelhos se conectem em ponte de forma ágil. Dentre eles, destaca-se o uso de dispositivos celulares, com os atributos e capacidade no aplicativo, além de suas ferramentas, também não se descarta o uso dos cartões magnéticos. E o que anda bem aquecido no mercado e sempre nos faz imaginar que estamos a um passo do universo futurista é o uso das impressões digitais como forma de acesso.

20

 

 

Funcionamento da fechadura inteligente

Para que fique mais fácil a compreensão de como este produto funciona, vamos tratar um pouco mais sobre ele e, então, você irá perceber o quão benéfico ele pode ser.

Esse tipo de fechadura só permite o acesso ao local quando é aproximado algum cartão – ou outras formas de acesso – que está conectado a ela e, até mesmo, o seu smartphone, que está apto para destrancar a porta de forma instantânea, bastando aproximar o dispositivo.

Além disso, alguns modelos são compatíveis tanto com o smartphone, como com o cartão, sendo que algumas também oferecem a opção de abrir a fechadura com chaves tradicionais, caso aconteça a perda de algum dos dispositivos.

Outro fato importante sobre o seu funcionamento é que essas fechaduras contam com a opção de revogar qualquer acesso que seja, em qualquer momento, então, caso o seu smartphone ou cartão seja perdido ou roubado, não terá como ele ser usado para abrir a sua porta

Veja algumas das vantagens de utilizar uma fechadura inteligente

Não é necessário tirar cópias de chaves

Um dos problemas em relação às portas tradicionais são as chaves e sua terrível facilidade de perda, além disso, cada membro da residência precisa ter pelo menos uma cópia de cada. Com as fechaduras inteligentes, a liberação de acesso é mais eficiente, por meio de biometria, códigos ou senhas digitadas na própria fechadura, reconhecimento facial e outras maneiras que dispensam o uso dos chaveiros tradicionais.

Cenários diferentes para cada acesso

Algo muito inteligente que essa fechadura oferece para o ambiente e para as pessoas que escolhem instalá-las em sua residência são os cenários diferentes para cada pessoa que tem esse acesso.

Por exemplo, quando uma pessoa específica entrar na casa ela poderá escolher alguma lâmpada que irá acender ao mesmo tempo em que ela abre a porta. Isso funciona de formas diferentes para cada morador, basta que cada um escolha qual cômodo deseja que tenha claridade ao entrar.

Como criar uma sala Home Theater de alta definição?

Existem diversas opções para você montar um sistema de Home Theater para sua sala, desde soluções mais básicas e compactas até sistemas Hi-End para aqueles que desejam áudio e vídeo de altíssima definição.

Assim como qualquer tecnologia (computadores, celulares, carros, etc), o preço de cada equipamento evolui conforme os recursos oferecidos. Recomendo que você veja e escute pessoalmente para conhecer as diversas soluções no mercado para montar uma sala Home Theater de alta definição.

A primeira pergunta é se você pretende ter uma sala dedicada para o Home Theater ou se você utilizará um ambiente integrado com a sala de estar ou de jantar. É importante essa definição para avançarmos para a próxima fase, onde basicamente seu sistema de Home Theater será divido em duas partes: Áudio (Caixas Acústicas) e Vídeo (TV e Projetor).

Como criar uma sala Home Theater de alta definição

 

Como escolher caixas acústicas para uma sala de Home Theater?

Tão importante como a qualidade do Áudio, é o design das Caixas Acústicas para a sua Home Theater da sua sala. É fundamental que você goste do design e que as Caixas Acústicas valorize a decoração do seu ambiente.

A configuração básica de Áudio para uma sala Home Theater é o sistema 5.1, ou seja, 5 Caixas Acústicas e 1 Subwoofer (existem outras configurações, como 2.1, 7.1 e 7.2). Cada uma das 5 caixas acústicas do Home Theater tem uma função especifica para reproduzir de maneira real som que você está escutando, por isso elas são diferentes fisicamente.

É formado por uma Caixa Central, duas Caixas Frontais e Duas Caixas Surrounds (traseiras). Já o Subwoofer pode ficar localizado na frente ou atrás da sua sala, e este equipamento tema função de reproduzir o som mais grave.

Listamos abaixo os modelos disponíveis de Caixas Acústicas para uma sala Home Theater:

  • Caixas Acústicas Torre
  • Caixas Acústicas Bookshelf
  • Caixas Acústicas Compactas
  • Caixas Acústicas In Ceiling (gesso)

    Como criar uma sala Home Theater de alta definição

 

Projetor, TV ou ambos no seu projeto de Home Theater

Através do projetor para Home Theater é possível criar uma tela muito maior que um Televisor, ou seja, 100 polegadas, 120 polegadas, 150 polegadas e por ai em diante, como em uma sala de cinema. Estes Projetores precisam ser de Alta Definição para que a qualidade seja diferenciada e você possa ter um efeito fantástico na sua sala de Home Theater.

A imagem dos Televisores possuem mais brilho, e diferentemente dos Projetores, funcionam muito bem em um sala com iluminação mais clara. Por esse motivo, caso você não tenha uma sala Home Theater dedicada e que possa ser fechada quando você for utilizar seu sistema, recomendamos a utilização de Projetor e TV no mesmo ambiente.

Atualmente já existem Televisores acima de 85 polegadas no mercado brasileiro, porém ainda é uma tecnologia com preços mais elevados.

Outros equipamentos para compor seu sistema de Home Theater

Após a definição das Caixas Acústicas e o sistema de Vídeo para sua sala Home Theater, será necessário um Receiver (amplifica e distribui o Áudio e Vídeo) e demais equipamentos a serem conectados no seu Home Theater, como Blu-Ray/DVD Player, Apple TV, Video Game, Computador, etc.

De uma forma básica, o Receiver é definido através da potência que ele possui para alimentar as Caixas Acústicas e pela quantidade de entradas e saídas de vídeos (digitais e analógicas) para conectar seus equipamentos complementares.

Recomendamos também a utilização de um Condicionador de Energia para proteger todos seus equipamentos de uma oscilação bruta de energia que possa causar danos aos seus
equipamentos na sala de home theater.

Automação residencial: sua casa com mais inteligente

As evoluções tecnológicas estão cada dia mais presentes em nosso cotidiano. Elas não só facilitam nossa rotina como também trazem maior mobilidade e agilidade na hora de executar tarefas do dia-a-dia. As evoluções tecnológicas estão cada dia mais presentes em nosso cotidiano. Elas não só facilitam nossa rotina como também trazem maior mobilidade e agilidade na hora de executar tarefas do dia-a-dia.

Quer uma casa mais moderna, inteligente e repleta de tecnologia? A aposta da vez é a automação residencial via wi-fi. Conheça um pouco mais sobre o assunto.

Uma solução inovadora, que utiliza a tecnologia e está transformando a maneira como as pessoas se relacionam com a casa, é a automação residencial via wi-fi.
O que parecia algo distante, já faz parte da realidade de muitas pessoas e garante mais conforto e segurança para os moradores. Uma família com rotina agitada pode utilizar a automação residencial para facilitar e garantir o conforto dos moradores, além de proporcionar a esses maior movimento e vida à casa.

Mas afinal, o que é Automação Residencial com wi-fi?

Explicando de forma resumida, automação residencial é um sistema que controla e integra entretenimento, conforto, segurança e todo o tipo de conveniência doméstica. Com isso, você consegue criar experiências personalizadas e únicas. Imagine o conforto de chegar em casa e com um simples toque criar um cenário aconchegante, de forma simples, interativa e divertida. Livre de dezenas de controles remotos, você pode ligar o som ambiente, o ar condicionado, desligar um conjunto de luzes, acender os lustres e os abajures, tudo ao mesmo tempo e automaticamente.

Com a Automação Residencial Wireless é possível levar esta facilidade e conforto para uma amplitude maior de ambientes, sem a necessidade de quebrar paredes ou fazer reformas para adequar a casa ao serviço.

 

Selecionamos 5 motivos para você apostar  na automação residencial. Conheça as vantagens de contar com essa tecnologia para ter uma casa inteligente:

  1. Estilo e qualidade de vida: com a automação você terá mais conforto, tranquilidade e economia;
  2. Maximizar o uso dos ambientes: com a facilidade que os cenários oferecem, os ambientes podem se transformar com apenas um toque;
  3. Controle integrado do sistema de som: escolha a playlist de acordo com o seu gosto e humor, de qualquer lugar da sua casa;
  4. Responsabilidade ambiental aliada à eficiência enérgica: evite o desperdício de energia e o controle da iluminação e dos aparelhos eletrônicos no seu dispositivo móvel, desligando-os quando necessário;
  5. Comodidade e praticidade: fornece acesso para controlar ou agendar o acionamento automático de diferentes dispositivos em sua casa, a partir de smartphones e tablets.

Hotéis para ficar em Nova York durante o Natal

Não há lugar no mundo como Nova York quando se trata de decoração de Natal. Dos telões da Quinta Avenida a maior árvore do mundo, no Rockefeller Center, não há comparações possíveis. Os hotéis locais reconhecem isso e fazem com que a estadia dos visitantes seja a mais mágica possível, com pacotes para o final de ano e experiências especiais.

The Plaza Hotel

Conta com a opção de passeios por diversos pontos turísticos durante o feriado. É possível escolher entre inúmeros pacotes se escolher passar o Natal nesse local impressionante.

Aproveite a estadia no estilo de “Eloise” (livro de Kay Thompson sobre uma menina de 6 anos que mora no hotel The Plaza) com o pacote “Rawther Fancy Holiday”, que inclui créditos na loja “Eloise Boutique”, uma sessão de fotos com o Papai Noel e a entrega de leite e biscoitos no quarto para concluir a noite.

Se a sua família gosta mais do estilo da série de filmes “Esqueceram de Mim”, o pacote “Home Alone 2: Escape to New York” pode se encaixar como uma luva. Ele inclui um presente com a temática do filme, um sundae com 10 bolas de sorvete, um “fast pass” (cartão utilizado para evitar filas), uma experiência de compras personalizada e um cartão de presente da loja de brinquedos FAO Schwarz.

Ainda existem outras opções. Há diversas alternativas para o jantar das festas de final de ano, com uma “entrega do Papai Noel” na noite de Natal, coquetéis festivos no The Rose Club e uma sessão de autógrafos com Michael Storrings, escritor de livros temas natalinos.

Mandarin Oriental New York Hotel

Se você sempre quis relaxar com decorações festivas extravagantes na privacidade da sua suíte, o Mandarin Oriental New York Hotel é uma boa opção.

Com a chegada do 31 de dezembro, você poderá reservar o pacote “Holiday Winter Wonderland Suite Escape”, com uma estadia de duas noites,

Que decoração festiva pode ser encontrada no quarto do hotel? Uma árvore de três metros decorada com ornamentos vermelhos, bordô e dourado, pinhas naturais, hortênsias, luminárias brancas, neve artificial e muito mais. Além disso, há uma coroa de flores, quebra-nozes, meias penduradas, outra árvore de Natal em tamanho menor etc.. Você também receberá algumas guloseimas deliciosas, como chocolate quente com o licor Grand Mariner, biscoitos, bastões de doces, pirulitos e uma casinha de gengibre.

Lotte New York Palace Hotel

O hotel é conhecido como uma das propriedades mais luxuosas da cidade. Neste ano, os hóspedes poderão desfrutar de algumas experiências clássicas de férias em alto estilo. Se você ficar hospedado entre 1 e 24 de dezembro, poderá aproveitar o calendário de final do ano da empresa Molton Brown, de produtos de beleza. Os hóspedes serão convidados a levar um presente por dia, como cortesia da marca, até o Natal.

As famílias também podem se divertir com a experiência das cartas para Papai Noel. As crianças são convidadas a deixar suas cartinhas na caixa de correio do lobby principal. Depois disso, cada criança recebe uma surpresa entregue diretamente pelo Papai Noel.

The Peninsula New York Hotel

O local oferece um upgrade de luxo às tradições clássicas de final de ano. Durante o mês de dezembro, as crianças podem viver seus sonhos festivos ao participar do chá da tarde “Nutcracker’s Holiday Tea”. Essa experiência inclui bebidas, como chocolate quente, e uma sessão de leitura de livros. E não há necessidade de comparecer bem vestido, já que as crianças são convidadas a vestir seus pijamas favoritos.

Além disso, a família inteira é convidada para a aula de decoração de casinhas de gengibre, liderada pela equipe de confeitaria do hotel. Famílias com crianças de 6 a 12 anos podem participar da diversão. Um chá é oferecido aos adultos acompanhantes.

Fones de ouvido para consumidores exigentes e usos extremos

É natural que, quanto mais caro o gadget, mais dedicado a nichos específicos e entusiastas ele é. Utilitário no talo, os headsets têm passado por um momento de grande variedade. Modelos versáteis tomam as lojas, e tem até fones para quem procura uma melhor noite de sono ou quer sobreviver ao ambiente de um coworking.

Abaixo listamos alguns lançamentos de peso que seguram a onda (e o bom som) mesmo quando a situação não está para música:

Este fone é feito para não cair mesmo durante exercícios de alto desempenho e conta com um mecanismo permite ajustar os fones conforme a prática esportiva – o encaixe pode ser feito dentro do ouvido ou atrás da orelha. Além disso, a estabilidade e conforto são garantidos também por outras tecnologias, entre elas a Twistlock, que possibilita um ajuste seguro, e as ponteiras Flexsoft, produzidas com um material macio em silicone. Nada sujeito a ser estragado pelo suor. E se umidade ainda assim for um problema, ou se sua rotina de treino for tão rústica quanto aquela montagem de Rocky IV, o JBL Endurance RUN conta com classificação IPX5 contra respingos d’água. Preço: R$ 119 | Onde comprar: site oficial

Beats Studio3 Wireless Skyline

Beats Studio3 Wireless Skyline (Foto: Divulgação)

Com 40 horas de duração de bateria e investimento pesado em tecnologia de cancelamento de ruído, este Studio3 Wireless quer ser o fone de ouvido essencial para viagens longas. As quatro cores de luxo – Midnight Black, Crystal Blue, Desert Sand e Shadow Grey – e os detalhes em dourado são só para cravar: ‘eu vim de primeira classe, baby!’

 

Uma tecnologia de cancelamento de ruído adaptável avalia em tempo real o ajuste e adequa o vazamento causado pelos cabelos, óculos, diferentes formas de ouvido e movimento da cabeça. É como um ouvido além dos seus, entendo o ambiente sonoro ao seu redor e cacelado o que precisar – até gritos dos bebês, segundo o comunicado dos caras. Vai saber. Com a função ligada, são 22 horas de autonomia, mas é possível realimentar a bateria com agilidade – 10 minutos para 3 horas de uso. Preço: R$ 2.499 | Onde comprar: site oficial

Nuraphone

Nuraphone (Foto: Divulgação)

Diferente dos outros dois, o dispositivo da Nura não é perfeito nem para viagens, nem para o treino. Mas mesmo assim, a empresa australiana planejou um fone de ouvido para todos. O Nuraphone conta com um potente microfone capaz de ouvir as emissões sonoras dos ossos que compõem o sistema auditivo. O aparelho usa esse som como um ‘feedback’ para entender que tipo de áudio é ideal para o usuário. De forma automática e em tempo real, garante a empresa. Preço: US$ 399 | Onde comprar: site oficial

JBL Endurance RUN

Quais as cores que vão estar em alta na decoração em 2019

O ano de 2019 vai chegar cheio de novidades na área da decoração e a nova tendência de cores deve ser marcante, forte e intensa. Se você está querendo dar aquela renovada em sua casa vai precisar ficar por dentro de tudo. O Pantone Color Institute, nos Estados Unidos (responsável pela conhecida “Cor do Ano”), não bateu o martelo ainda, mas já está em fase de definição, e adiantou que é bem provável que as cores que vamos falar a seguir serão as escolhidas de muitos decoradores para os projetos residenciais de 2019. Foram duas paletas destacadas: Clássico e Cravings. Elas marcaram a volta do estilo clássico, mas com tons super incríveis.

Tendências de cores: bordô

Pode até ser que o vermelho signifique paixão, mas o bordô também é muito apaixonante e intenso. Ele deixa o visual elegante, requintado e lindamente sofisticado. Mesmo sendo uma cor que passa sobriedade, ela deixa o quarto com visual quente e acolhedor.

Tendência de cores: verde azulado

A “mistura” perfeita. Uma cor que carrega sobriedade, mas por nos trazer à lembrança os elementos ligados a natureza, acaba por se tornar leve e se encaixar de uma maneira graciosa nas áreas internas da casa. A tranquilidade vem por conta do azulado, que misturado ao verde ameniza o tom e traz sensação de paz.

Tendência de cores 2019: cinza flanela

Mais que um tom sóbrio, o cinza também é neutro e acaba indo bem com tudo. Ele já vem resistindo a várias temporadas e continua na moda. Faz tempo que esta cor deixou de ser considerada triste e depressiva, longe disso. Atualmente com seus novíssimos fundos, que tendem para tons mais quentes, ela é uma escolha super indicada para deixar ambientes mais acolhedores.

Tendência de cores 2019: cinza flanela

Tendências de cores: capuccino

O capuccino é uma outra opção de cor neutra que acaba sendo um coringa para cômodos que precisam de mais conforto, como salas ou quartos. Esta cor cria um visual tranquilo e fica muito bem quando colocada num cômodo inteiro. Pode arriscar que você não vai errar.

decoração com nichos embutidos e cores neutras EssentialHome

Tendência de cores: chocolate

É bastante interessante como todas as cores que lembram algum tipo de alimento acabam trazendo para as pessoas uma experiência sensorial. No caso do chocolate é impossível  não ter uma sensação agradável, aprazível e quente. Sem falar que é uma cor intensa e vibrante que traz mais personalidade à decoração.

decoração para sala com móveis modernos e tons de chocolate Pinterest

Automação Residencial: Saiba como pode transformar sua casa

Os filmes vêm mostrando há décadas o que seria uma “casa do futuro”. Com a automação residencial, o futuro é agora e o controle sobre as casas está, literalmente, na palma das nossas mãos.

Afinal, o que é automação residencial?

Basicamente, automação residencial é a possibilidade de usar a tecnologia para controlar e automatizar os aparelhos eletrônicos de uma casa. Pode ser que você conheça isso por outros nomes, como smart home ou casa inteligente.

Se nós estamos conectados 24 horas por dia, por que não usar isso também para facilitar a nossa vida, não é mesmo? Com o surgimento de várias opções de sistema de automação residencial, é possível ter mais conforto e segurança estando dentro ou longe de casa.

Automação Residencial

Como a automação residencial pode transformar a casa?

Existem vários “níveis” de automação residencial, já que você pode controlar só um objeto ou um ambiente inteiro. Um exemplo já bem conhecido é o sistema de irrigação programado para ativar sempre no mesmo horário.

Porém, hoje é também possível controlar a temperatura dos ambientes com um sistema de automação residencial e até mesmo acionar o sistema de home cinema, ligando todos os equipamentos necessários com apenas um toque.

 Todo o conforto do home cinema fica ainda melhor com a praticidade da automação residencial.

Há ainda a possibilidade de programar o acionamento de um aparelho ou acioná-lo em um clique ou ainda fazer esse controle por um interruptor ou mesmo por um smartphone ou tablet.

O que posso controlar com a automação residencial?

Atualmente, a resposta para essa pergunta é quase tudo. Com a automação residencial de iluminação, por exemplo, você tem o controle integrado de toda a iluminação da casa, podendo, inclusive, definir “cenas” para ocasiões especiais, como para um jantar romântico ou para o momento de leitura.

 Com um controle de automação residencial no quarto, você pode controlar a iluminação com um clique. Projeto de One Touch

Já com um sistema de sonorização, o som ambiente é completamente planejado e controlável. As caixas de som são estrategicamente posicionadas de acordo com o tamanho e as características dos ambiente.Outra funcionalidade interessante é a automação da climatização, controlando aquecedores e ares-condicionados e podendo até mesmo criar funções como ligar e desligar em horários definidos. O controle de automação residencial em interruptor pode também ser usado para controlar a temperatura do ambiente.

Automação Residencial em santos

Tenha mais segurança com a automação residencial

Tem muito mais que é possível comandar com a automação residencial, mas um grande trunfo dessa tecnologia é dar mais segurança às pessoas. Isso pode ser feito de diversas maneiras, como com a visualização à distância de imagens de câmeras de monitoramento na casa ou com a abertura de portas com leitor biométrico.

Automação residencial: o conforto de ter uma casa inteligente

A rotina das pessoas está cada vez mais agitada e a luta contra o relógio é diária, uma vez que a lista de tarefas para cumprir em um dia costuma ser extensa e fatores comuns das grandes cidades – como distância e trânsito, por exemplo – dificultam a realização das tarefas com agilidade. Para aqueles que têm filhos, a situação pode ser ainda mais complexa. É preciso conciliar maneiras de realizar todas as obrigações e ainda ter tempo para aproveitar e cuidar das crianças. Você já imaginou como seria se a tecnologia nos auxiliasse a controlar todas essas situações?

Automação residencial: o conforto de ter uma casa inteligente

Se você está pensando que já utiliza a tecnologia para otimizar o dia a dia de sua família utilizando os grupos de conversa on-line, por exemplo, você está enganado. Claro que essas funcionalidades são grandes facilitadores da comunicação, no entanto, existem outras soluções, ligadas à internet das coisas (IoT), que permitem que os responsáveis de uma casa consigam controlar todos os cômodos do imóvel – em tempo real – mesmo estando a quilômetros de distância. Essa automatização garante segurança e conforto de quem a adota.

Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside), esse mercado projetou um crescimento anual de 11,36% entre 2014 e 2020. Claro que ainda existe um grande potencial para ser explorado no Brasil mas, atualmente, os arquitetos e engenheiros já estão desenvolvendo seus projetos voltados para essas exigências. Por outro lado, as pessoas também estão passando a olhar a inclusão dessas facilidades como algo que vai muito além de um custo, já que proporcionam uma melhor qualidade de vida e auxiliam na redução de gastos com luz e água.

O investimento de um projeto como esse também é percebido quando olhamos para o aumento de segurança que ele propicia com o uso de câmeras de monitoramento. Com a instalação dos equipamentos é possível acompanhar pelo celular tudo o que está acontecendo em sua casa e, caso seja necessário, com apenas um comando é possível autorizar ou bloquear a entrada das pessoas. Mais um benefício das câmeras é o acompanhamento de tudo o que está acontecendo em tempo real, ou seja, é possível verificar se as crianças estão fazendo algo que não deveriam ou se o animal de estimação está com algum problema. Nas escolas o monitoramento também é possível. Existem algumas delas que já estão equipadas e os pais podem ter acesso às imagens a qualquer momento do dia, de maneira remota.

E os benefícios das casas inteligentes não param por aí. É possível verificar até mesmo as gavetas! Quando é preciso controlar o horário dos remédios de quem está em casa, por exemplo, pode-se programar o lugar em que eles estão guardados para que você seja avisado caso a gaveta não seja aberta no momento em que a medicação precise ser tomada. Se para você o problema é com o filho adolescente que sempre se atrasa para ir para escola, ou com o controle de horário de idosos, isso também pode ser evitado, já que com a programação dos colchões, você pode saber se a pessoa acordou no horário correto.

Para evitar o desperdício, existem as programações de inúmeros utensílios, como os chuveiros, torneiras, janelas e televisões. Com isso, ao detectar que algo está ligado sem utilização, os equipamentos são automaticamente desligados. E com a programação de abertura de cortinas e persianas, a luz natural pode ser melhor aproveitada, diminuindo a necessidade da utilização de energia.

Portanto, a automação de forma integrada pode proporcionar inúmeros benefícios para a população, garantindo uma supervisão quase impossível de ser alcançada de outra forma. Vale ressaltar que a tecnologia pode ser uma grande facilitadora, mas é fundamental a inteligência humana para analisar as situações e tomar as decisões mais adequadas para cada momento.

Receiver : o cérebro e o músculo do home theater

Para ajudar aqueles que querem saber um pouco mais sobre equipamentos de áudio e vídeo para residências, resolvi abordar esses assuntos de uma forma bem simplificada. Nesta postagem falaremos sobre receivers para home theater. Espero que gostem.

O QUE É UM RECEIVER

Sabemos que o receiver é um dos equipamentos mais importantes de uma sala de home theater. Mas afinal, o que é um receiver?
A palavra receiver significa receptor e foi utilizada, primeiramente, para nomear amplificadores integrados estéreo que eram capazes de receber sinais de rádio AM/FM, os famosos receivers estéreo.
Quando os videocassetes se tornaram populares, a idéia de ter, em sistemas domésticos, a qualidade de áudio parecida ou pelo menos próxima a dos cinemas da época, ganhou força.
A Dolby, percebendo este nicho de mercado, lançou o codec Dolby Estéreo que consistia basicamente em utilizar um receiver com suporte ao formato quadrifônico, onde era possível amplificar quatro caixas acústicas diferentes com áudio distintos (três canais frontais e um canal traseiro).
O formato quadrifônico não fez o sucesso esperado, no entanto abriu as portas para a criação dos receivers de audio e vídeo atuais, que nada mais são que equipamentos dedicados a conexão de fontes de áudio e vídeo (Decoder de TV por assinatura, Blu-ray Player, Apple Tv, etc.), processamento de sinais de áudio e vídeo vindos dessas fontes, envio dos sinais de vídeo para a TV ou projetor, processamento e amplificação dos sinais de áudio.
Receiver : o cérebro e o músculo do home theater

RECEIVER: O CÉREBRO E MÚSCULOS DE UM HOME THEATER

O receiver pode ser considerado o cérebro de um home theater e sua principal função é receber os sinais de áudio e vídeo vindos de fontes distintas. Essas fontes são conectadas ao receiver pelas entradas digitais ou analógicas chamadas de inputs (IN), enquanto os conectores de saída de áudio ou vídeo digital ou analógico presentes no receiver são chamados de outputs (OUT).
O número e tipo de conectores de áudio e vídeo presentes no receiver está diretamente ligado ao tipo de processador utilizado pelo mesmo. O receiver decodifica e processa os sinais de áudio e vídeo que entram pelos conectores “IN” e envia, através das saídas “OUT” os sinais de vídeo processados para a TV ou Projetor e de áudio processados, amplificados e separados por canal através dos conectores de saída “Audio OUT” para as caixas acústicas.
Basicamente o receiver é formado por duas partes: O processador de áudio e vídeo e o amplificador de áudio multicanal.
Receiver : o cérebro e o músculo do home theater

• PROCESSADOR DE ÁUDIO E VÍDEO

Uma das funções do processador é aplicar a decodificação específica para os sinais de vídeo. Nesta decodificação são aplicados os padrões para se obter a melhor imagem possível. Atualmente a melhor conexão de vídeo digital é a HDMI pois ela permite que, através do mesmo cabo, sejam enviados sinais de áudio e vídeo de alta definição. Outros tipos de conectores de vídeo que podem ser encontrados em um receiver são: VGA, DVI, S-Vídeo, RGB, Vídeo Componente e Vídeo Composto.
Em uma fase separada, no mesmo processador, é feita a decodificação de áudio. As principais marcas de codecs de áudio para receivers são a Dolby, a DTS e a THX, e os principais codecs destas marcas são, respectivamente, o Dolby TrueHD, o DTS HD Master Áudio e o próprio THX. Esses codecs dividem os sinais de áudio para termos o efeito surround, detalhe que veremos mais a frente.
O processador aplica cada decodificação de áudio de acordo com a escolha do próprio usuário ou da pré-calibração automática do receiver.
Os principais tipos de conectores de áudio digital presentes em um receiver é o HDMI, o Digital Coaxial e o Digital Óptico. Já entre os principais conectores de áudio analógico presentes em um receiver estão o RCA e o XLR, além dos conectores de saída de áudio para as caixas acústicas.
Fora os codecs da Dolby, da DTS e da THX presentes na maioria dos receivers, podemos contar também com alguns presets se áudio como o Stereo (onde o áudio é reproduzido apenas nas duas caixas frontais do home theater. Este preset é ideal para audição de músicas de CDs, toca-discos e audio digital estéreo) e 5 Stereo ou 7 Stereo (onde todas as caixas, exceto o subwoofer, tocam o mesmo áudio. Este preset é ideal para festas.).
Existem outros tipos de codecs e presets que não abordaremos por enquanto ok.

• AMPLIFICADOR MULTICANAL

Após aplicar o codec ou preset de áudio, o processador envia estes sinais, separados por canal, para o amplificador multicanal, também presente dentro do receiver. Essa separação de canais pode ser 5.1 (quanto temos cinco caixas acústicas e um subwoofer), 7.1 (quando temos sete caixas acústicas e um subwoofer), 5.1.2 (o famoso Dolby Atmos, quando temos cinco caixas acústicas na altura dos ouvidos, um subwoofer e duas caixas no teto chamadas de canais Height), 5.1.4 (também Dolby Atmos, quando temos cinco caixas acústicas na altura dos ouvidos, um subwoofer e quatro caixas no teto sendo duas frontais e duas traseiras). Existem diversas outras tipos de separação de canais de áudio para salas de home theater, no entanto, estes são os mais comuns.
Esse amplificador multicanal, por sua vez, recebe esses sinais de áudio e aplica a potência elétrica, o que garante ganho de volume pelo mesmo.
Vale ressaltar que não basta o amplificador multicanal de um receiver apresentar altos valores de potência. Os melhores receivers, além de aplicar uma boa potência, geram o mínimo de distorção harmônica para cada faixa de frequência que passa por ele.
Outro ponto que você deve prestar atenção é na impedância de trabalho do amplificador do receiver. Normalmente este tipo de amplificador trabalha com 4 Ohms, 6 Ohms ou 8 Ohms de impedância. Especialistas recomendam que utilizemos a mesma impedância para o amplificador e para as caixas acústicas de seu home theater, afim de evitarmos fadiga e queima do amplificador.

Dicas de iluminação para a casa

No entanto, um projeto luminotécnico bem elaborado é capaz de te ajudar a destacar diversos objetos, transmitir acolhimento e até mesmo dar a sensação de amplitude em um cômodo.

Para que o seu resultado seja satisfatório é preciso pensar em uma série de detalhes, como a lâmpada que será utilizada e a quantidade de luminosidade que o cômodo precisa para ser agradável e oferecer o máximo de bem-estar aos moradores.

Criamos um guia completo para que você saiba o passo a passo de como iluminar da melhor forma os seus ambientes internos e também os externos. Confira!

Entenda a importância da iluminação para a casa

Muitos não imaginam, mas a iluminação é uma das principais etapas de um bom projeto de decoração. Afinal, esse detalhe tão importante é capaz de valorizar a arquitetura, a decoração e ainda transmitir sensações de amplitude e aconchego para qualquer ambiente do lar.

Ao pensar em um planejamento luminotécnico no início do seu projeto, você terá muito mais facilidade e, provavelmente, mais economia com futuros gastos. Por isso, assim que decidir as dimensões dos cômodos da casa, procure pensar na iluminação. Esse passo é essencial para que o projeto seja espetacular e do jeito que você desejou.

Contudo, uma série de detalhes contribuem para um resultado impecável. Investir em lâmpadas corretas, luminárias que estejam de acordo com o restante da decoração e a distribuição de luz de maneira adequada são alguns dos principais pontos a serem pensados.

O equilíbrio é o segredo! Tome cuidado ao incluir muita ou pouca luz no seu ambiente. A iluminação para a casa precisa ser harmônica, confortável e qualquer excesso deve ser descartado.

Busque um visual que esteja relacionado ao seu cotidiano, horários e hábitos. Afinal, de nada adianta uma composição intimista quanto se trata de um quarto infantil, certo?

As regras para um projeto luminotécnico completo foram pensadas e estipuladas a partir de estudos de higiene visual e fatores científicos, industriais e comerciais. Por isso, considere cada etapa, procurando unir a estética à funcionalidade da sua casa.

iluminação para a casa

Conheça os principais tipos de lâmpadas

Além de exagerar na distribuição de pontos de luz, um dos erros mais comuns nos projetos de iluminação é a escolha de lâmpadas erradas. Defina qual é o melhor produto para o seu espaço a partir de fatores como a temperatura da luz que você deseja, a quantidade de energia a ser gasta e a sua durabilidade.

Atualmente, é possível encontrar no mercado uma grande variedade de lâmpadas — principalmente as fluorescentes, de LED e halógenas. Saiba qual a melhor opção para o seu espaço:

Halógenas

As lâmpadas halógenas são classificadas como incandescentes, mas com o bulbo reduzido. Na sua parte interna, elas possuem elementos como o bromo ou iodo, o que tornam essa opção bastante eficaz em funcionamento e durabilidade.

Elas transmitem uma luz amarela, quente e oferecem um foco direcionado, sendo constantemente utilizadas em projetos de decoração com finalidades variadas, como, por exemplo, dar destaque a quadros e espelhos (halógena PAR), realçar objetos (halógena dicroicas) ou iluminar jardins, garagens e portões e demais áreas externas (halógenas AR).

LED

As lâmpadas de LED são modernas e bem recentes. Ultimamente, essa opção vem sendo bastante procurada por sua característica sustentável, uma vez que ela tem um consumo de energia baixo. Outro ponto a ser destacado é a durabilidade de 15 mil horas da lâmpada de LED, maior do que muitos outros modelos.

Além disso, ela possui diferentes designs e a sua composição não permite a aproximação de insetos ao redor. Em geral, são indicadas para destacar ambientes residenciais e comerciais. São ótimas quando utilizadas em spots, arandelas, balizadores ou na iluminação de fachadas.

Lâmpadas fluorescentes

Também conhecidas como lâmpadas eletrônicas, as fluorescentes são consideradas a opção mais econômica do mercado. Refletindo uma luz clara, podem ser adaptadas para espaços como cozinhas, escritórios, banheiros e sala de jantar.

Esse modelo é encontrado, principalmente, em duas versões: a amarela e a branca azulada. A branca é indicada para espaços que necessitam de mais luz, como a cozinha ou o banheiro.

A amarela, por sua vez, é ideal para quartos ou para a sala de estar, ambientes que transmitem a sensação de acolhimento. Há também a sua versão na luz negra, geralmente utilizada em festas noturnas.

Fibra óptica

Produzida a partir do vidro e demais materiais poliméricos capazes de transmitir luminosidade, a fibra óptica é uma fonte moderna para gerar luz em diversos ambientes.

Para causar o visual esperado, a luz ultrapassa, em alta velocidade, todo o cabo da fibra por meio de repetidas reflexões, chegando na extremidade e iluminando o espaço. Por esse motivo, essa é uma escolha econômica, que não transmite ruídos e calor, além de necessitar de pouca manutenção.

Com muitas vantagens, a fibra óptica é constantemente adaptada em diferentes decorações, proporcionando efeitos de céu estrelado, chão de estrelas ou cortina de luz. Ela possui cabos bem finos e a sua instalação é feita de modo embutido em forros de gesso, móveis, painéis e alguns nichos.

Aprenda a iluminar a sala de estar

Agora que você já sabe quais são as principais lâmpadas para cada ambiente, chegou a hora de aprender como iluminar os cômodos da sua casa. Que tal começar pela sala de estar?

Essa sala é um espaço que necessariamente precisa passar uma grande sensação de agradabilidade e conforto, uma vez que lá recebemos os convidados e tiramos alguns minutos para relaxar. Para criar esse efeito, a dica é apostar em lâmpadas com a tonalidade amarelada.

Caso você queira destacar algum canto ou objeto especial, utilize os modelos refletores, também conhecidos como dicroicos. Essa opção vai te ajudar a dar um toque mais sofisticado ao ambiente.

Porém, tenha todo cuidado na hora de posicionar a sua lâmpada. Escolha um ponto estratégico, com a intenção de distribuir a luz de modo uniforme em todo o local. Se você quiser um efeito bem uniforme, aposte em mais de uma luminária suspensa. Para isso, posicione o objeto sobre mesas de centro, mesas laterais ou quadros.

Lembre-se: nunca coloque um ponto de luz sobre sofás, pufes ou poltronas! Assim, você evita que as pessoas se incomodem em vez de relaxar. Para intensificar a luminosidade dessas áreas, inclua abajures ou luminárias nas laterais dos sofás ou poltronas, criando verdadeiros cantos de leitura.

LEIA TAMBÉM: SISTEMA DE AUTOMAÇÃO ECONOMIZA ENERGIA COM CONTROLE DE LUZES E CORTINAS

Escolha as luminárias ideais para a sala de jantar

Você está pensando em inovar na iluminação? A sala de jantar é o lugar ideal! Por se tratar de um ambiente de convivência durante os almoços de família, jantares românticos ou outras ocasiões especiais, você tem a chance de mudar o jogo de luzes para obter um clima diferente.

Utilizando dois focos de luz centralizados sobre a mesa, por exemplo, você terá um ambiente mais convidativo e intimista. Já para momentos em família, que pedem por uma iluminação mais ampla, a luz difusa é a alternativa perfeita.

Quando se trata da sala de jantar, é preciso dar prioridade à iluminação da mesa. Por isso, a dica é investir em um lustre que siga o estilo de decoração do restante do espaço. Para fazer a escolha certa, busque modelos que fiquem entre 75 centímetros e 1 metro da superfície da mesa.

Esse detalhe fará com que a luz não seja refletida nas pessoas durante as refeições, evitando possíveis incômodos. Caso a sua mesa seja retangular ou muito longa, você pode incrementar a composição adaptando pontos de luz auxiliares ao redor. Ainda assim, tome cuidado com os exageros!

Guia completo de iluminação para a casa

Invista em uma boa iluminação para o quarto

O quarto é o ambiente da casa reservado para o descanso. Sendo assim, nada melhor do que incluir um projeto de iluminação que seja suave e confortável, com uma luz indireta e uniforme. Para criar esse visual, as luminárias de vidro fosco ou com filtros de acrílico são uma ótima opção.

Outro fator importante é a disposição de objetos no espaço. Há uma escrivaninha para estudos? Então, invista em um ponto de luz exclusivo para essa área. Você costuma ler em uma poltrona? Para isso, as luminárias de chão são ótimas e muito estilosas!

Inclua iluminações direcionadas com luminárias ou abajures, de acordo com os seus hábitos e atividades. Ao considerar a rotina dos habitantes da casa, todo o projeto de iluminação fica ainda mais prático e funcional.

Na hora da escolha do modelo, procure opções de abajures com cúpula translúcida ou luminárias reguláveis. Desse modo você terá mais praticidade para realizar diferentes atividades com uma iluminação apropriada.

Se você quiser investir ainda mais, o recurso de dimerização vem sendo bastante utilizado no mercado do design de interiores e pode ser muito útil para o seu ambiente.

Para esse efeito é utilizado o dimmer: ele é um dispositivo variador de luminosidade, que permite o ajuste da intensidade de luz da lâmpada. Assim você poderá ajustar a intensidade conforme a sua necessidade. Incrível, não é mesmo?

Valorize a iluminação da cozinha

Não há dúvidas, a cozinha precisa ser totalmente iluminada! Afinal, é nesse espaço que manuseamos alimentos e outros objetos pontiagudos e cortantes, como facas e abridores. Então, para que além de belo o seu ambiente seja funcional, dê preferência aos modelos de lâmpadas com alto Índice de Reprodução da Cor (IRC).

Entenda melhor: lâmpadas com o IRC mais próximo de 100 costumam reproduzir com mais precisão as cores que vemos com a luz do dia. Nessas situações, as melhores opções são as halógenas e as dicroicas. Já em relação às cores, prefira opções brancas azuladas, capazes de transmitir a sensação de limpeza no ambiente.

Guia completo de iluminação para a casa

Na hora de posicionar a luminária, busque uma instalação no teto com direcionamento para a parte de baixo dos armários, sobre as mesas e bancadas e, principalmente, sobre o fogão.

Para aperfeiçoar a iluminação sobre este último, ainda há a possibilidade de adquirir um depurador de ar com iluminação embutida. Além de um resultado estético impecável, a sua cozinha ficará completa para o dia a dia.

Os produtos mais procurados por quem quer inovar no projeto luminotécnico da cozinha são as luminárias de trilho, as embutidas no teto ou as pendentes.

Por último, não se esqueça de escolher materiais que sejam fáceis para limpeza. Por se tratar de um ambiente com mais umidade e maior índice de acúmulo de gordura, esse detalhe será muito útil para uma boa manutenção do seu espaço.

Use as dicas também para banheiros e lavabos

Banheiros e lavabos necessariamente precisam de uma iluminação clara, intensa e completa. O primeiro passo é dar destaque aos cantos mais utilizados dentro desse cômodo, como a bancada da pia e o espelho. Neste último caso, evite utilizar lâmpadas que venham do teto e procure adaptar pontos de luz nas laterais do objeto.

Para isso, aposte em modelos de spots, arandelas e luminárias em vidro ou acrílico leitoso, bem como as lâmpadas difusoras. As opções menores e mais compactas também são recomendadas para esses espaços, principalmente quando colocadas acima da bancada. O efeito será muito agradável e toda a área de extensão do espelho ficará bem iluminada.

O seu banheiro ou lavabo tem uma metragem reduzida? Muitas vezes, esses casos dispensam uma luz de teto generalizada e as luminárias menores e com muita intensidade cumprem muito bem o papel da iluminação total do espaço.

Por outro lado, se o seu ambiente for mais amplo, invista nas alternativas fluorescentes tubulares ou luminárias que proporcionem uma luz difusa. Se preferir, acrescente novos pontos de luz em áreas mais baixas, como nas proximidades do box.

Porém, é indicado um cuidado redobrado para esse tipo de instalação! Para locais com mais chances de ficarem molhados, escolha os modelos de lâmpadas blindadas ou à prova d’água. As opções halógenas PAR são ideais para essa proposta.

Não se esqueça da iluminação da área externa

Seja para a garagem, fachada, piscina ou jardim — a iluminação da área externa precisa ser pensada com todo o cuidado para iluminar, auxiliar na segurança e ainda dar destaque e estilizar a arquitetura ou demais detalhes do local.

Diferentemente das estratégias dos ambientes internos, na área externa é buscado um resultado muito mais intenso, como os chamados “clarões”. Esse efeito se dá por meio de luminárias maiores e lâmpadas capazes de proporcionar ainda mais luminosidade ao espaço.

Porém, é preciso atenção, já que esse visual pode causar bastante desconforto aos moradores ou convidados quando adaptado de forma errada.

As opções mais utilizadas nesses ambientes são os pendentes com luz direcionada, as arandelas — que funcionam como um verdadeiro suporte para a lâmpada — e até mesmo os refletores, que possuem uma grande potência e ainda oferecem diversas possibilidades para a sua piscina ou jardim.

Piscina

Muitos não imaginam, mas a área da piscina pede por uma iluminação especial. Afinal, com uma luz direcionada no espaço correto, você terá efeitos incríveis e ainda garante que nenhum morador ou convidado sofra acidentes durante a noite.

Para isso, você pode encontrar uma infinidade de produtos, que vão desde a fibra ótica perimetral, capaz de iluminar toda a borda da piscina, aos mais tradicionais refletores — ideais para instalar ao redor da área.

Tenha em mente que você precisará iluminar pontos fundamentais do seu espaço, como as bordas da piscina, a área próxima às escadas e locais de inclinação e profundidade. Se desejar um bom resultado, considere o formato da sua piscina, uma vez que cada modelo possui uma particularidade diferente.

Uma das escolhas mais buscadas é a fibra ótica pontual. Moderna e segura, é uma ótima opção no que diz respeito à iluminação subaquática. Nesse caso, a luz é distribuída em todas as extremidades das bordas, sendo uma alternativa perfeita para piscinas de todos os formatos.

A sua piscina tem um formato diferente? Que tal apostar no famoso Sidelight? Esse modelo consiste na iluminação de fibra ótica perimetral, com o objetivo de realçar apenas o contorno da piscina. O efeito é incrível e ideal para piscinas já prontas.

Para quem busca uma iluminação segura e mais tradicional, os refletores são perfeitos! Ideais para qualquer formato e tamanho de piscina, eles proporcionam uma iluminação exclusiva para a água.

A vantagem é que você pode escolher entre os diversos tipos no mercado, de acordo com a composição do seu ambiente. No entanto, os dicroicos de 50 watts costumam apresentar durabilidade superior aos demais. Para essa opção é indicado planejar a instalação do ponto de luz com um espaçamento a cada 10 m².

Jardim

Por se tratar de um espaço cheio de degraus e algumas áreas escondidas, o jardim pede um bom projeto de iluminação. Como ele deve ser alegre e lúdico, esqueça a tradicional iluminação intensa e generalizada.

Aposte em diferentes jogos de luzes, transformando todo o ambiente de acordo com o seu objetivo. Spots no chão, postes de luz e arandelas com lâmpadas coloridas são as opções mais frequentes e que se encaixam perfeitamente nessa proposta.

Solte a sua criatividade e brinque com os variados efeitos de cor e sombra que você pode criar! Uma boa dica é dar destaque às plantas ou aos cantos que você mais gosta.

Instale luminárias nas paredes, nos postes, nas colunas, próximas aos bancos, no entorno de degraus, estátuas e fontes. Também não se esqueça de iluminar portões, caminhos e demais passagens do seu jardim.

No entanto, tenha cuidado na escolha da sua lâmpada! Para não prejudicar as plantas, busque produtos que não ofereçam muito calor, como os materiais de baixa tensão e que, consequentemente, não causem danos ao seu jardim.

Para escolher o melhor item, analise o Índice de Reprodução de Cor (IRC), a temperatura da cor (K), o fluxo luminoso e a durabilidade. O ideal é que a lâmpada reflita uma luz suave e aconchegante, com tonalidade branca quente (2700k a 3000k) ou branca fria (4000k a 6000k). Por isso, os modelos em LED são as melhores opções para essas áreas.

As lâmpadas halógenas também são muito procuradas para projetos luminotécnicos em jardins, uma vez que apresentam alto índice de reprodução de cor. Porém, ao utilizar esse modelo é preciso precaução, já que são itens quentes e que propagam muito calor ao ambiente, levando ao ressecamento de plantas.

Guia completo de iluminação para a casa

Portas, portões e garagem

A garagem costuma ser um dos locais mais esquecidos quando o assunto é a iluminação para a casa. Isso faz com que o ambiente se torne escuro e, até mesmo, sem ventilação em alguns casos. No entanto, não se preocupe! Você pode mudar essa situação adaptando alguns detalhes e deixando o espaço capacitado e com toda a visibilidade adequada.

Para que o visual seja completo, aposte em luzes de baixa voltagem para a entrada e passagem de carros. Se a sua garagem for ampla, considere a possibilidade de instalar sensores de movimento.

Essa ferramenta permite que as luzes acendam sempre que um carro ou pessoa estiver se aproximando. Como é muito prática e automática, essa também é uma ótima opção se você busca mais economia de energia.

Inclua tubos fluorescentes no teto e paredes ou garanta diferentes pontos de luz espalhados pelo espaço. Caso você pratique alguma atividade na garagem, procure posicionar uma luz específica no seu local de trabalho. Sem dúvidas, o seu rendimento será muito melhor!

Já para a fachada da casa, que inclui portas e portões, considere instalar alguns refletores de LED ou spots. Esses itens te ajudarão a iluminar e, consequentemente, a dar muito mais confiança e segurança para você e sua família.

Ao posicionar as luminárias, busque valorizar a construção da fachada com jogos de luz de sombra — em vez de apenas iluminar de forma generalizada. Nesse momento é interessante evitar o excesso de luz, também conhecido como o “efeito chapado”. O ideal é que exista harmonia entre o que você pretende iluminar e o entorno da área.