Persiana automatizada: não é somente estética é uma questão de praticidade

A Persiana  é um elemento decorativo fundamental em qualquer casa. E a sua função não é somente estética, pois uma casa sustentável precisa de uma ótima ventilação com o uso correto de cortinas e persianas. Mas você já pensou em abrir e fechar as suas cortinas sem nem precisar colocar as mãos nela? Toda essa praticidade parece mágica, mas é automação dentro da suas casa! Isso é possível ao automatizar as suas cortinas. Simples, né?! E tem vários modelos pra escolher. Quer saber mais sobre essa inovação? Vem comigo!

Vantagens da Persina na Automação

Persiana automatizada tem um motor que abre e fecha ela automaticamente. E dá pra controlar o motor de duas maneiras basicamente: o contato seco (que é um interruptor na parede) e por radiofrequência (controle remoto). Mas será que nós queremos controlar as cortinas e as persianas somente pelo controle remoto e o interruptor? Ou queremos controlar também utilizando o smartphone e comandos de voz pelo Google Home e pela Alexa??

Não existe segredo! Uma vez que as suas cortinas estão motorizadas você pode adicioná-las facilmente ao resto da automação da casa. Isso porque os motores conseguem se comunicar com o seu celular e automação da casa por  placas Bluetooth e Wi-fi.

E o que você pode fazer com as suas cortinas do futuro? O único limite é a imaginação! É possível programar as cortinas pra abrir num determinado horário, por exemplo. Ideal pra você acordar já com o sol entrando no quarto! Consegue imaginar uma sensação mais gostosa?

Além disso, dá pra programar vários níveis de abertura da cortina! Ela pode ficar meio aberta no horário mais quente ou fechar totalmente depois que o sol se põe. Outra vantagem incrível é a possibilidade de escolher qualquer tipo de tecido para sua cortina! E fique tranquilo quanto a durabilidade da sua cortina, pois com a automação a cortina não sofre o estresse físico de ser puxada! O que aumenta a sua vida útil.

Atendemos em Santos, Riviera de São Lourenço e litoral norte

Qual tela de projeção escolher para o seu home theater?

Resumidamente, você se preocupa com a qualidade da imagem do seu cinema em casa? Então você precisa obter uma tela de projeção para o seu home theater! Para desfrutar de uma imagem muito melhor do que simplesmente projetar em uma parede.

O melhor tamanho de tela dependerá da preferência pessoal e da distância de visualização. Uma recomendação comum para a visualização da distância é 1-1/2 vezes a diagonal da tela para um projetor HD e uma vez a diagonal para 4K. Existem dois tipos básicos de estrutura: quadro fixo e retrátil. As telas retráteis podem ser motorizadas ou manuais. Ao escolher o material, alguns fatores podem ajudar a garantir a melhor correspondência com seu projetor e sala:

  • Ganho – Afeta o brilho da imagem; quanto maior o ganho mais clara é a imagem.
  • Cor – As telas coloridas geralmente são brancas ou um pouco de cinza. Telas cinza podem aumentar o contraste e fornecer pretos mais profundos.
  • Textura – As telas podem revelar todos os detalhes em vídeo HD de até 1080p. Algumas telas têm uma textura mais fina ou “grit” e podem ser usadas com projetores 4K.
  • As telas especiais de “rejeição de luz ambiente” podem fornecer uma imagem nítida e colorida mesmo com as luzes da sala acesas.
  • As telas acusticamente transparentes permitem que o som passe, para que você possa instalar os alto-falantes atrás da tela para ter uma aparência limpa.

tela de projeção para home theater - riviera de são lourenço

Por que uma tela de projeção para o seu home theater  funciona melhor que uma parede?

Muitas vezes, quando alguém obtém seu primeiro projetor, ele pula a tela de projeção para economizar dinheiro e simplesmente projeta em uma parede. Uma tela de boa qualidade aumenta o custo de uma configuração do projetor, mas melhora a qualidade da imagem e o prazer geral, permitindo o cinema entregar todo o seu potencial, tanto que a tela é considera um item absolutamente essencial para o projeto.

Qual tamanho você deve escolher?

Quando se trata de TVs, geralmente sugerimos que você use a maior tela que caiba em seu espaço e orçamento. No entanto, para telas de projetor, o espaço é o principal fator limitante. Porque enquanto há uma grande diferença de preço entre uma TV de 60 “e uma de 75”, não há muita diferença entre uma tela de 106 “e uma de 120”.

Mas não estou sugerindo que maior é sempre melhor. Projetar uma imagem muito grande pode produzir uma imagem com brilho menor do que o ideal ou uma estrutura de pixels perceptível. Então o tamanho da sua tela determinará a que distância você deve se sentar para uma visualização ideal. Para um projetor HD 1080p, a regra geral para a visualização da distância é 1-1/2 vezes a diagonal da tela. Portanto, se a diagonal da sua tela for de 120″ (aproximadamente 3 metros), você deve se sentar a cerca de 4,5 metros da tela.

Se você tem um projetor 4K Ultra HD, pode ficar tão próximo quanto uma vez a diagonal da tela. Isso é muito mais próximo do que a maioria das pessoas está acostumada. Mas quando você senta mais perto, é mais fácil ver detalhes e profundidade de imagem mais precisos do 4K.

tela de projeção para home theater - riviera de são lourenço

Dois tipos básicos: quadro fixo e retrátil

Existem apenas dois tipos básicos de tela: quadro fixo e retrátil. Uma tela de quadro fixo requer uma grande parte do espaço vazio na parede, por isso é mais comum em cinemas domésticos dedicados.

Telas retráteis são enroladas em um estojo quando não estão em uso. Você pode escolher entre telas retráteis manuais baratas e as elétricas. As telas elétricas são mais sofisticadas, com um motor elétrico embutido para abaixar e elevar, conhecido como lift.

Escolhendo o material correto

Uma vez que você tenha decidido sobre a o tamanho e tipo de tela, sua próxima consideração deve ser qual o material da tela. É importante porque o material é onde você pode escolher algo que funciona especialmente bem com seu projetor e/ou sala. Os aspectos materiais da tela em que nos concentramos são ganho, cor e textura.

 

  • O que é ganho de tela?

A quantidade de luz do seu projetor que é refletida de volta para os espectadores é chamada de “ganho”. Maior ganho significa mais luz refletida e uma imagem mais brilhante. Para obter-se diferentes valores de ganho são utilizados diferentes revestimentos de  material de tela de vinil como base. Um ganho maior pode ajudar a fornecer uma imagem mais brilhante. Característica necessária para telas muito grandes ou em salas com luz ambiente significativa.

  • Que cor de tela devo escolher?

A cor do tecido afeta principalmente o contraste da imagem projetada. As telas brancas são o padrão da indústria devido ao seu brilho, enquanto as telas cinzas são melhores para lidar com tons mais escuros.

As telas cinzas, também conhecidas como telas de “alto contraste”, se tornaram populares devido aos projetores com menos recursos de contraste do que os atuais projetores de home theater.

O CONTROLE DE VOZ ESTARÁ EM TODA PARTE

A tecnologia de automação residencial se move rapidamente e não mostra sinais de desaceleração. O que está dirigindo essa mudança rápida? Avanços contínuos em silício barato, aplicativos de software baseados em nuvem e inteligência artificial estão permitindo que novos e antigos fornecedores de soluções domésticas adicionem inteligência a praticamente qualquer função em sua casa.

Com o enorme show de tecnologia de consumo da CES, que será lançado em 2019, temos os mais novos dispositivos e sistemas inovadores para controle e automação residencial. Enquanto esperamos ver máquinas de café mais inteligentes, refrigeradores, controladores de sprinklers e máquinas de lavar, muitos dos avanços virão com dispositivos e tecnologia que já estão disponíveis, mas sua funcionalidade e facilidade de uso ficarão muito melhores do que nós. em última análise, dependendo deles, tanto quanto nossos smartphones e computadores.

Assistentes de voz como Amazon Alexa, Google Assistant e Siri da Apple continuam a crescer em popularidade à medida que ficam mais inteligentes com os avanços no aprendizado de máquina. Espere ver o controle de voz incorporado em mais dispositivos no próximo ano. Já as empresas de alto-falantes sem fio, como a Sonos, têm modelos como o Sonos 1, que integra o controle de voz Alexa da Amazon. TVs de fabricantes como Sony e LG são controláveis ​​através do Google Assistant, enquanto a Samsung incorpora seu próprio assistente de voz Bixby. Naturalmente, com sistemas de automação residencial como Crestron e Control4, você tem várias opções de controle de voz e pode controlar e automatizar sistemas domésticos por meio dessas plataformas, em vez de se preocupar com qual sistema de voz funciona com um dispositivo específico. O próximo lugar será fácil usar comandos de voz para controle de casa será seu carro e fabricantes como BMW, Ford e Toyota já estão atualizando sistemas de carro para ser compatível com assistentes como Alexa.

AUTOMAÇÃO AUMENTARÁ

Com mais dispositivos e funções ficando mais inteligentes, a capacidade de montar uma automação sofisticada em uma casa que antes era muito cara agora se tornou fácil de fazer. Termostatos inteligentes, iluminação e interruptores inteligentes e persianas motorizadas são soluções acessíveis que podem funcionar bem em conjunto. Se você quiser uma rotina matinal que o acorde suavemente, acenda suas luzes suavemente, aumente suas sombras, inicie sua cafeteira e ligue seu canal favorito, tudo isso será muito fácil de fazer com um comando de voz, um botão pressionado, ou no horário agendado de sua escolha. Viver um estilo de vida “Jetsons” do futuro é agora uma realidade que qualquer um pode desfrutar.

UM FOCO AUMENTADO NO DESIGN

As pessoas querem dispositivos inteligentes e tecnologia, mas querem que ela pareça boa. Espere um foco maior em excelente design e ergonomia em tecnologia inteligente. Isso pode tomar a forma de maneiras inteligentes de montar ou até mesmo ocultar alto-falantes, teclados e câmeras inteligentes, até telas de toque de controle mais bonitas que você deseja exibir, controles de toque elegantes e telas semelhantes a seu smartphone em aparelhos inteligentes. Você verá muitas opções elegantes para adicionar tecnologia sem sacrificar o design e a decoração que você deseja em sua casa.

INTEGRAÇÃO DO BEM-ESTAR

Toda essa tecnologia nos ajuda a levar uma vida mais saudável? Pode. Espere mais novos recursos de bem-estar em soluções de automação residencial. Por exemplo, sensores e equipamentos que monitoram e melhoram a qualidade do ar interno estão começando a ser vistos. Os wearables inteligentes da Apple, Fitbit e outros já monitoram uma ampla gama de atividades e dormem, e esses dispositivos coletam informações úteis que podem ser usadas de maneira inteligente. O aumento do estresse pode ser amenizado com boa música que melhora o humor. Os sons do sono podem ser programados nos alto-falantes domésticos para promover um sono mais tranqüilo. Wearables e automação residencial podem rastrear a atividade de pessoas com deficiência ou idosos, facilitando o controle de seu bem-estar. A automação também tem o benefício adicional de tornar mais fácil para pessoas com deficiência gerenciar funções domésticas.

OPÇÕES DE SEGURANÇA EM CASA MAIS INTELIGENTES

Já vimos tremendos avanços na frente de segurança doméstica. Fechaduras inteligentes, câmeras e sensores estão ajudando a monitorar muitas outras coisas em casa. Espere ainda mais em 2019, com mais inteligência sendo aplicada à informação. As câmeras inteligentes detectarão pessoas, animais e o caminhão de entregas, para que você seja notificado apenas se algo incomum estiver acontecendo. Os sensores inteligentes relatam todos os tipos de condições ambientais em casa e analisam e monitoram dados com inteligência ao longo do tempo, em vez de alertá-lo para cada pequena alteração.

Qual tela de projeção para home theater escolher para o seu cinema em casa?

Resumidamente, você se preocupa com a qualidade da imagem do seu cinema em casa? Então você precisa obter uma tela de projeção para o seu projetor! Para desfrutar de uma imagem muito melhor do que simplesmente projetar em uma parede.

O melhor tamanho de tela dependerá da preferência pessoal e da distância de visualização. Uma recomendação comum para a visualização da distância é 1-1/2 vezes a diagonal da tela para um projetor HD e uma vez a diagonal para 4K. Existem dois tipos básicos de estrutura: quadro fixo e retrátil. As telas retráteis podem ser motorizadas ou manuais. Ao escolher o material, alguns fatores podem ajudar a garantir a melhor correspondência com seu projetor e sala:

  • Ganho – Afeta o brilho da imagem; quanto maior o ganho mais clara é a imagem.
  • Cor – As telas coloridas geralmente são brancas ou um pouco de cinza. Telas cinza podem aumentar o contraste e fornecer pretos mais profundos.
  • Textura – As telas podem revelar todos os detalhes em vídeo HD de até 1080p. Algumas telas têm uma textura mais fina ou “grit” e podem ser usadas com projetores 4K.
  • As telas especiais de “rejeição de luz ambiente” podem fornecer uma imagem nítida e colorida mesmo com as luzes da sala acesas.
  • As telas acusticamente transparentes permitem que o som passe, para que você possa instalar os alto-falantes atrás da tela para ter uma aparência limpa.

 projeção para home theater

Por que uma tela funciona melhor que uma parede?

Muitas vezes, quando alguém obtém seu primeiro projetor, ele pula a tela de projeção para economizar dinheiro e simplesmente projeta em uma parede. Uma tela de boa qualidade aumenta o custo de uma configuração do projetor, mas melhora a qualidade da imagem e o prazer geral, permitindo o cinema entregar todo o seu potencial, tanto que a tela é considera um item absolutamente essencial para o projeto.

Qual tamanho você deve escolher?

Quando se trata de TVs, geralmente sugerimos que você use a maior tela que caiba em seu espaço e orçamento. No entanto, para telas de projetor, o espaço é o principal fator limitante. Porque enquanto há uma grande diferença de preço entre uma TV de 60 “e uma de 75”, não há muita diferença entre uma tela de 106 “e uma de 120”.

Mas não estou sugerindo que maior é sempre melhor. Projetar uma imagem muito grande pode produzir uma imagem com brilho menor do que o ideal ou uma estrutura de pixels perceptível. Então o tamanho da sua tela determinará a que distância você deve se sentar para uma visualização ideal. Para um projetor HD 1080p, a regra geral para a visualização da distância é 1-1/2 vezes a diagonal da tela. Portanto, se a diagonal da sua tela for de 120″ (aproximadamente 3 metros), você deve se sentar a cerca de 4,5 metros da tela.

Se você tem um projetor 4K Ultra HD, pode ficar tão próximo quanto uma vez a diagonal da tela. Isso é muito mais próximo do que a maioria das pessoas está acostumada. Mas quando você senta mais perto, é mais fácil ver detalhes e profundidade de imagem mais precisos do 4K.

 projeção para home theater

Dois tipos básicos: quadro fixo e retrátil

Existem apenas dois tipos básicos de tela: quadro fixo e retrátil. Uma tela de quadro fixo requer uma grande parte do espaço vazio na parede, por isso é mais comum em cinemas domésticos dedicados.

Telas retráteis são enroladas em um estojo quando não estão em uso. Você pode escolher entre telas retráteis manuais baratas e as elétricas. As telas elétricas são mais sofisticadas, com um motor elétrico embutido para abaixar e elevar, conhecido como lift.

Escolhendo o material correto

Uma vez que você tenha decidido sobre a o tamanho e tipo de tela, sua próxima consideração deve ser qual o material da tela. É importante porque o material é onde você pode escolher algo que funciona especialmente bem com seu projetor e/ou sala. Os aspectos materiais da tela em que nos concentramos são ganho, cor e textura.

 

  • O que é ganho de tela?

A quantidade de luz do seu projetor que é refletida de volta para os espectadores é chamada de “ganho”. Maior ganho significa mais luz refletida e uma imagem mais brilhante. Para obter-se diferentes valores de ganho são utilizados diferentes revestimentos de  material de tela de vinil como base. Um ganho maior pode ajudar a fornecer uma imagem mais brilhante. Característica necessária para telas muito grandes ou em salas com luz ambiente significativa.

 

  • Que cor de tela devo escolher?

A cor do tecido afeta principalmente o contraste da imagem projetada. As telas brancas são o padrão da indústria devido ao seu brilho, enquanto as telas cinzas são melhores para lidar com tons mais escuros.

As telas cinzas, também conhecidas como telas de “alto contraste”, se tornaram populares devido aos projetores com menos recursos de contraste do que os atuais projetores de home theater.

Conheça o primeiro toca-fitas bluetooth

40 anos atrás, o Walkman cravou o hábito de ouvir música fora de casa, na rua e nos ônibus. Ele também fez seu papel para tornar a fita cassete a mídia popular do momento, algo que durou pelo menos até a metade dos anos 80, quando os CDs começaram a tomar a cena. Tudo isso para dizer: tem startup querendo trazer o toca-fitas de volta. E com um plus: o It’s Ok é um aparelho portátil que, além de trazer a tradicional entrada de 3,5mm para fones e headsets, também dá suporte para headphones sem fio.

Em outras plavras: a fabricante NINM Lab, de Hong Kong planeja ter uma alternativa ao iPod para quem curte ouvir música sem precisar lidar com compressão digital.

O intuito é mesmo atender a quem ama os anos 80: as cores claras, a tampa transparente que mostra a fita cassete dentro do sistema, o fato dele ser alimentado por pilhas AA. Esse tipo de coisa. Além disso, o aparelho traz até um gravador, caso você tenha algumas sobrando em casa e esteja querendo bolar uma mixtape retrô. O It’s OK deve vir acompanhado de pelo menos uma fita de 60 minutos.

Casas inteligentes e projetos sustentáveis andam juntos

Casas inteligentes e arquitetura sustentável andam juntas, sabia?  Ambas são uma boa alternativa para automatizar os espaços e trazer funcionalidade ao seu dia a dia.

Ao longo desse artigo você compreenderá o que são casas automatizadas e quais as principais tendências de tecnologia, mas antes, vamos compreender melhor o que caracteriza um projeto de arquitetura sustentável?

Afinal, o que são projetos sustentáveis? Bom, a arquitetura sustentável leva em consideração todo o ciclo de vida da edificação, com base no tripé da sustentabilidade: econômico, social e ambiental.

E casas inteligentes, o que as caracteriza? Vamos entender melhor sobre esse conceito, olha só.

O que são casas inteligentes?

Casas inteligentes são espaços com soluções integradas de tecnologia, oferecendo uma infraestrutura automatizada e avançada, a modo de suprir necessidades relacionadas ao conforto, segurança, praticidade qualidade de vida dos proprietários.

Também conhecidas como casas conectadas, casas automatizadas, casas autônomas, Smart Home ou Connected Home, este conceito surgiu no início do milênio, em meados de 2000, evoluindo bastante desde então, acompanhando os avanços tecnológicos.

Esse tipo de casa funciona a partir da automação de tarefas domésticas, sistema audiovisual, segurança e controle de energia, por exemplo.

O que fazer para ter uma casa inteligente?

Para que sua casa seja inteligente, há diversas possibilidades, mas existem algumas consideradas básicas que não podem faltar, como:

Trancas biométricas

As trancas biométricas são práticas e seguras, já que dispensam o uso de chaves e garantem a entrada de pessoas com as digitais cadastradas apenas.

Iluminação dimerizável

Lâmpadas dimerizáveis são aquelas que permitem a regulagem da intensidade e do brilho, interferindo diretamente na climatização do ambiente.

Cortinas automatizadas

Cortinas e persianas automatizadas permitem a abertura e o fechamento elétrico, trazendo conforto e comodidade.

Climatização automática

Nesse caso, o ambiente é climatizado automaticamente conforme a temperatura externa.

Internet of Things e o futuro das casas inteligentes

Internet of Things (IoT – Internet das Coisas) é um conceito que surgiu nos anos 1970, com a ideia de internet embutida ou computação generalizada, mas que foi evidenciado por Kevin Ashton em 1999.

Foi em 2010 que a IoT ganhou popularidade, tendo como principal função a conexão de dispositivos com a internet, podendo ser aplicada em segurança e eletrodomésticos, por exemplo.

Segundo a Microsoft, Até 2020 serão 30 bilhões de dispositivos conectados e uma casa inteligente será capaz de gerar 50 GB de dados diários. Além disso, estão previstos cerca de 220 milhões de dispositivos domésticos inteligentes controlados por voz até 2021!

Falando em futuro, quais as principais tendências de casas inteligentes?

 

Como montar uma sala Home Theater de alta definição?

Existem diversas opções para você montar um sistema de Home Theater para sua sala, desde soluções mais básicas e compactas até sistemas Hi-End para aqueles que desejam áudio e vídeo de altíssima definição.

Assim como qualquer tecnologia (computadores, celulares, carros, etc), o preço de cada equipamento evolui conforme os recursos oferecidos. Recomendo que você veja e escute pessoalmente para conhecer as diversas soluções no mercado para montar uma sala Home Theater de alta definição.

A primeira pergunta é se você pretende ter uma sala dedicada para o Home Theater ou se você utilizará um ambiente integrado com a sala de estar ou de jantar. É importante essa definição para avançarmos para a próxima fase, onde basicamente seu sistema de Home Theater será divido em duas partes: Áudio (Caixas Acústicas) e Vídeo (TV e Projetor). Veja mais detalhes abaixo.

 

Como escolher caixas acústicas para uma sala de Home Theater?

Tão importante como a qualidade do Áudio, é o design das Caixas Acústicas para a sua Home Theater da sua sala. É fundamental que você goste do design e que as Caixas Acústicas valorize a decoração do seu ambiente.

A configuração básica de Áudio para uma sala Home Theater é o sistema 5.1, ou seja, 5 Caixas Acústicas e 1 Subwoofer (existem outras configurações, como 2.1, 7.1 e 7.2). Cada uma das 5 caixas acústicas do Home Theater tem uma função especifica para reproduzir de maneira real som que você está escutando, por isso elas são diferentes fisicamente.

É formado por uma Caixa Central, duas Caixas Frontais e Duas Caixas Surrounds (traseiras). Já o Subwoofer pode ficar localizado na frente ou atrás da sua sala, e este equipamento tema função de reproduzir o som mais grave.

Listamos abaixo os modelos disponíveis de Caixas Acústicas para uma sala Home Theater:

  • Caixas Acústicas Torre
  • Caixas Acústicas Bookshelf
  • Caixas Acústicas Compactas
  • Caixas Acústicas In Ceiling (gesso)

Através do projetor para Home Theater é possível criar uma tela muito maior que um Televisor, ou seja, 100 polegadas, 120 polegadas, 150 polegadas e por ai em diante, como em uma sala de cinema. Estes Projetores precisam ser de Alta Definição para que a qualidade seja diferenciada e você possa ter um efeito fantástico na sua sala de Home Theater.

imagem dos Televisores possuem mais brilho, e diferentemente dos Projetores, funcionam muito bem em um sala com iluminação mais clara. Por esse motivo, caso você não tenha uma sala Home Theater dedicada e que possa ser fechada quando você for utilizar seu sistema, recomendamos a utilização de Projetor e TV no mesmo ambiente.

Atualmente já existem Televisores acima de 85 polegadas no mercado brasileiro, porém ainda é uma tecnologia com preços mais elevados.

SALAS DE REUNIÃO INTELIGENTES: VEJA AS INOVAÇÕES QUE VOCÊ JÁ PODE INVESTIR!

O sucesso de uma organização está diretamente ligada à sua eficiência. Quanto menos tempo é desperdiçado no momento da produção, mais retorno ela dará. O mesmo vale para reuniões, quanto mais produtivas elas forem, melhores resultados apresentarão. Uma forma de garantir essa otimização é investindo em salas de reunião inteligentes.

Para assegurar essa melhoria no momento de reunir a equipe interna, ou mesmo receber e causar a melhor impressão nos clientes, há várias tecnologias que precisam ser consideradas. Foi-se o tempo em que apenas uma mesa com várias cadeiras em volta, uma tela e um datashow eram suficientes.

Nos dias atuais, é necessário aproveitar as novas tendências e tecnologia para garantir o melhor aproveitamento desses momentos importantes para as organizações, observando como está o mercado e garantindo que tudo sairá de acordo com o planejado.

Para esse sucesso é fundamental que as empresas tenham uma boa sala de reuniões, responsivas, funcionais e que apresentem soluções ideais para os participantes. Confira as principais inovações para as reuniões que listamos a seguir!

Tela

A sala de reuniões está cheia e nem todos conseguem ver claramente a tela de projeção. A cena é mais comum do que se imagina e uma forma de solucionar esse problema é fazendo uso de telas para projetar as informações.

Com elas, todos têm acesso às informações repassadas, de forma clara e com boa visibilidade. Além disso, há no mercado projetores interativos, que dispensam o uso do quadro para apresentações e podem ser manuseados apenas com o toque ou com caneta digital.

Mais acessibilidade

Cada vez mais as pessoas preferem usar seus smartphones, tablets ou laptops pessoais para o trabalho. Conhecida como BYOD (Bring Your Own Device), a medida vem se tornando comum nas organizações e deve ser encarada como benéfica ao trabalho.

O uso dos equipamentos pessoais facilita a apresentação de dados ou planilhas nas reuniões, mas é necessário que haja conectividade entre os aparelhos e os projetores via Bluetooth ou Wi-Fi. Para isso, não abra mão de investir em equipamentos que permitam essa conexão de forma rápida e facilitada, para que no momento mais importante da reunião não seja necessário chamar o técnico da TI para fazer a tela funcionar.

Na palma da mão

Assim como muitos preferem usar seus equipamentos pessoais para o trabalho, invista no compartilhamento de arquivos nos serviços em nuvem. Dessa forma, todos que têm permissão de acesso podem visualizar os arquivos, sugerir edições ou, até mesmo, inserir novas ideias.

O uso desse tipo de serviço também permite maior agilidade e eficácia durante as reuniões, evitando aqueles incômodos processos de copiar arquivos em pendrive ou tentar acessar a rede da empresa para mostrar os dados daquela planilha.

Além disso, empresas como Google Drive, Dropbox e One Drive têm investido maciçamente em segurança para evitar que pessoas não autorizadas tenham acesso.

Invista no audiovisual

Imagine aquela reunião perfeita, no tempo certo, envolvendo várias pessoas presenciais e via conferência. Pode parecer um sonho, mas é uma realidade mais fácil de ser alcançada do que se pensa, mas para isso é necessário investir na melhoria audiovisual de sua sala de reuniões.

Além disso, ao adquirir equipamentos próprios, deixa de existir a necessidade de aluguel e toda a burocracia e preocupação que envolvem o serviço, já que não é possível saber ao certo se o que você realmente precisa será entregue. Nesse sentido, considere adquirir os melhores equipamentos.

Como vimos até aqui, uma sala de reuniões perfeita garante maior produtividade para uma empresa, reduz tempo das reuniões, otimiza seus resultados e, ainda, dá a melhor impressão ao seu negócio perante colaboradores e clientes.

 

Saiba como deve ser o ar-condicionado no Home Theater

Assistir a um filme ou uma série em uma sala abafada torna a experiência cansativa e até desagradável. Quem está começando a montar um home theater e não abre mão de um bom clima no ambiente, saiba que o melhor local para a instalação do ar-condicionado é aquele em que ninguém nota a sua presença. Em outras palavras, que não sinta a ventilação atingindo diretamente o seu corpo e principalmente não ouça o ruído do aparelho. E caso o seu projeto contemple o projetor, a tela quando rebaixada não pode ser alvo do fluxo de ar.

Verifique com o técnico o quão distante poderá ficar a unidade condensadora na parte externa do ambiente, bem como eventuais dificuldades de passagem da tubulação. Estude com o profissional a instalação de uma tomada exclusiva, direto do quadro, próximo de onde ficará a unidade evaporizadora. Essa peça interna poderá ficar a uma altura entre 1m80 e 2m20, dependendo do modelo, e a uma distância mínima de 0,50m de qualquer parede.

E finalmente procure instalar o evaporizador o mais centralizado possível, voltado para a maior área da sala. Pode ficar no teto ou em uma das paredes laterais, mas distante da tela de projeção. Muitos instaladores fixam o evaporizador na parte traseira e pode ser interessante, caso a sala tenha um bom comprimento. Mas se não for o caso, nessa posição, provavelmente os espectadores no sofá ficarão com a cabeça “congelada”, tendo que programar o aparelho para um modo menos frio ou ligar e desligar a todo instante.

Como Funciona Dolby Atmos Home Theater 5.1.2, 5.1.4, 7.1.2 e 9.1.2

Na sua casa, o Dolby Atmos proporciona uma notável experiência de imersão sonora, bastante próxima às encontradas nas salas de projeção comerciais. Mas como será que esse codec funciona no seu home theater?

O Dolby Atmos reflete um salto na evolução do padrão de qualidade das gravações. Atualmente, como todas as marcas de receivers já estão com o codec incorporado ao equipamento, tem havido uma grande quantidade de projetos com a tecnologia.

No entanto, como ainda é vasta a curiosidade sobre o assunto, vale a pena prestar atenção nessas dicas da Audio Prime para usar o sistema em home theaters 5.1.2., 5.1.4, 7.1.2 e 9.1.2 e aproveitar ao máximo todos os recursos do Dolby Atmos.

O que é o Dolby Atmos

Criado pela Dolby Laboratories e lançado pela Pixar no filme “Valente”, em 2012, a plataforma é hoje considerada a maior inovação em tecnologia sonora desde o aparecimento do surround, em 1941 (em “Fantasia”, da Disney). O Dolby Atmos aumenta significantemente a imersão da experiência sonora. Fazendo uma analogia, podemos pegar, historicamente, padrões de comportamento de áudios.

Primeiramente os codecs decodificam o áudio em formato stereo, ou seja, em “L” e “R” (left e right, esquerdo e direito em inglês). Com o tempo e o desenvolvimento da tecnologia, surgiram os codecs que começaram a reproduzir os sistemas 5.1 e 7.1 – três caixas de som frontais (L, C e R) e duas ou quatro surround.

Essa disposição faz com que o som tenha um movimento circular na sala, envolvendo o ambiente em um plano horizontal em relação à imagem.

Maior verticalidade sonora

Já o Dolby Atmos aumenta a imersão sonora de forma vertical. Dessa forma, o primeiro requisito básico para o uso da tecnologia é a adição de caixas de som que façam com que o áudio venha de cima para baixo.

Com isso, o sistema oferece uma noção espacial circular horizontal, no 5.1, com a adição de, pelo menos, mais dois canais, gerando uma tridimensionalidade sonora.

Ou seja, fugindo do padrão 5.1, o Dolby Atmos começa a remeter um padrão de áudio vertical. Dessa forma, o áudio vem por todos os lados, proporcionando uma experiência de imersão muito mais completa em qualquer lugar da sala de projeção.

Como podem ser feitas as instalações no Dolby Atmos

As instalações do Dolby Atmos, portanto, podem ser feitas em 5.1.2, 7.1.2, 7.1.4 e 9.1.2. Esses são os padrões mais comuns e mais acessíveis para ter em casa. No entanto, o 9.1.2 é mais indicado para salas muito grandes, demandando um receiver muito maior, portanto não é bem o objeto desse conteúdo de hoje.

Conheça os tipos de caixas de som para o Dolby Atmos

Há hoje no mercado vários tipos de caixas de som: as do tipo torre, bookshelfs e as caixas de som de embutir, que podem ser anguladas ou não.

Como você está em um plano horizontal e precisa melhorar a experiência sonora vertical, o mais indicado é montar o Dolby Atmos sempre com caixas de som frontal, adicionando pelo menos duas caixas ao teto.

Dessa forma o som é propagado de cima para baixo, formando uma configuração básica para esse tipo de codec.

Por outro lado, hoje há caixas de som torre própria para Dolby Atmos, montada com os alto-falantes para frente e um alto-falante na parte de cima virado para o teto.

Essa configuração tem como objetivo fazer com que o áudio bata no teto e reflita em quem está assistindo o filme, aumentando a imersão. Também é possível usar caixa de som bookshelf própria para os sistemas, adaptada na parte superior justamente para fazer esse front high (canal frontal alto).

Hoje, no entanto, a maioria dos projetos segue uma linha clean, com a tendência de jogar os equipamentos para o teto.