Séries na Netflix aguardadas para outubro de 2018

 

  • Diário de Horrores: 1ª temporada – 04/10
  • Big Mouth: 2ª temporada – 05/10
  • Resultado de imagem para Dancing Queen: 1ª temporada serie netflix
  • Dancing Queen: 1ª temporada – 05/10
  • Terrace House: Opening New Doors: 4ª temporada – 09/10
  • Riverdale: 2ª temporada – 11/10
  • Resultado de imagem para A Maldição da Residência Hill: 1ª temporada serie netflix
  • A Maldição da Residência Hill: 1ª temporada – 12/10
  • The Flash: 4ª temporada – 12/10
  • Sal, Gordura, Acidez e Calor: 1ª temporada – 19/10
  • Resultado de imagem para Castlevania: 2ª temporadaserie netflix
  • Castlevania: 2ª temporada – 26/10
  • O Mundo Sombrio de Sabrina: 1ª temporada – 26/10

Confira os melhores aplicativos para arquitetos em 2018

Todos os jovens arquitetos, sabem de cor e salteado as palavras dos nossos colegas mais experientes quando se trata de tecnologia: “Antigamente tudo era muito mais difícil”. “Desenhávamos tudo à mão e um simples erro poderia por tudo à perder. Vocês, jovens, não sabem o que isso significa”.

Confira os melhores aplicativos para arquitetos em 2018

“Enjoados” talvez seja uma definição severa demais. Mas é fato que trabalhar com arquitetura hoje em dia é completamente diferente de como era décadas atrás. Empresas de tecnologia trabalham diariamente para desenvolver programas e aplicativos que procuram facilitar a nossa vida. Entretanto, com a infinidade de aplicativos disponíveis é até difícil acompanhar as novidades. Para ajudá-los, montamos uma lista dos principais aplicativos de arquitetura disponíveis no mercado no momento.

A360 (iOS/Android)

Guardar no Meu ArchDaily

Confira os melhores aplicativos para arquitetos em 2018

A360

Você se lembra como era difícil ter que esperar até chegar no escritório para poder abrir um arquivo de CAD, porque era impossível abri-los em seu smartphone? A Autodesk criou a solução perfeita para esse dilema quando recentemente lançou o aplicativo Autodesk A360. E qual é a grande novidade do A360? Você pode visualizar e fazer upload de desenhos 2D e 3D, independentemente do software usado para criá-los, navegar em modelos de grande escala, revisar e marcar os projetos, medir dimensões e áreas e acompanhar o status do projeto a qualquer momento e em qualquer lugar.

Autodesk Sketchbook (iOS/Android)

Guardar no Meu ArchDaily

Confira os melhores aplicativos para arquitetos em 2018

Autodesk Sketchbook

A Autodesk acredita que a criatividade começa com uma ideia e, geralmente, elas aparecem quando menos se espera. Pode ser à caminho do trabalho, sonhando acordado em reuniões ou palestras, ou na profana poltrona da sala de banho. Para garantir que as melhores ideias não se percam, a Autodesk desenvolveu um novo aplicativo com ferramentas inovadoras que transformarão à experiência do desenho técnico. Além de lápis, marcadores e mais de 190 pincéis personalizáveis, o aplicativo conta com ferramentas de simetria e previsão de traçado em 16 diferentes configurações que suavizam linhas e corrigem formas.

BIMx (iOS/Android)

Guardar no Meu ArchDaily

Confira os melhores aplicativos para arquitetos em 2018

BIMx

O premiado BIMx possui uma tecnologia única, integrando a navegação em projetos 2D e 3D. O recurso “hyper-model” ajuda os usuários a preencher a lacuna entre a atividade de desenho no escritório e o tempo real na obra. Clientes, arquitetos e construtores podem virtualmente percorrer e fazer ajustes de medição no modelo 3D sem a necessidade de acessar um software CAD. Os problemas podem ser controlados e revisados diretamente do canteiro de obras.

Concepts (iOS)

Guardar no Meu ArchDaily

Concepts

Concepts

Concepts app é basicamente um caderno de croquis digital, porém, turbinado. Com seu sistema em 64 bits e vários núcleos de renderização, o aplicativo é flexível, preciso e extremamente responsivo. Concepts é perfeito para arquitetos, ilustradores, designers de produtos e artistas visuais que gostam de explorar sua criatividade e esboçar tudo aquilo que lhes vem à mente, sem renunciar aos detalhes mais precisos.

Morpholio Trace (iOS)

Guardar no Meu ArchDaily

Morpholio Trace

Morpholio Trace

Um veterano nas listas dos “melhores aplicativos” do Archdaily, o Morpholio é o software dos sonhos para qualquer arquiteto e designer. O aplicativo possui uma ferramenta de desenho exclusiva que permite aos usuários trabalhar com fluidez em todo o processo de projeto. Além de permitir esboços bastante simples, é possível desenhar e desenvolver idéias com muita precisão, o aplicativo permite revisões em arquivos PDF e imagens e está continuamente adicionando novos recursos para tornar o processo de design muito mais fácil – incluindo uma grande novidade que deverá estar disponível em breve, a realidade aumentada.

Scala Architectural Scale (iOS)

Guardar no Meu ArchDaily

Scala Architecture Scale

Scala Architecture Scale

Um aplicativo de medição ilimitado, o Scala Architectural e o Engineering Scale permitem operar medições precisas em desenhos impressos de qualquer escala. O aplicativo é simples e fácil de usar, contando com escalas de arquitetura, engenharia e tantas outras, inclusive desconhecidas.

Sunseeker (iOS/Android)

Guardar no Meu ArchDaily

Sunseeker

Sunseeker

O seu nome já diz tudo. O “Sunseeker” fornece uma câmera em realidade aumentada com uma bússola plana para rastrear o percurso do sol, seus intervalos de horas e os solstícios de inverno e verão. Entre seus muitos recursos, o aplicativo usa um GPS e um magnetômetro para encontrar a posição e o caminho corretos da sua localização atual, permitindo ainda escolher qualquer ponto na Terra e acessar todos os seus detalhes, incluindo a elevação máxima do sol. O aplicativo não é apenas ideal para arquitetos, mas também é adequado para fotógrafos, avaliadores de imóveis, instaladores de painéis solares, jardineiros e todos os amantes do grande astro (levando seu bronzeamento natural a outro nível!).

Fonte:www.archdaily.com.br

11 ideias para receber bem

Para receber bem os seus convidados, é preciso pensar todos os elementos necessários para uma reunião caprichada, como é o caso da decoração de mesa. Afinal, um ambiente charmoso e organizado faz toda a diferença!

Selecionamos algumas dicas que vão ajudá-la na hora de planejar uma recepção completa. Confira:

1. Defina o seu estilo

O primeiro passo para criar uma decoração de mesa incrível, é definir o seu estilo. Para isso, pense na mensagem que você deseja passar aos seus convidados. O momento é para comemorar um casamento? Então, uma combinação mais clássica e romântica é sempre bem-vinda!

Quer inovar e levar um toque rústico à sua mesa posta? Elementos naturais, como a palha, o couro e a madeira devem estar presentes. Se preferir um visual moderno, as tonalidades neutras e objetos metalizados são essenciais.

Neste momento, a composição de cores e os demais acessórios devem ser pensados em conjunto para que o resultado seja harmônico.

2. Escolha um ambiente especial

Agora que você já definiu o seu estilo, que tal escolher um espaço para receber os seus convidados? Para quem quer inovar, as áreas externas são uma ótima opção. Neste caso, você pode criar a sua decoração exclusiva em um jardim, varanda ou área gourmet.

Para os ambientes internos, como a sala de jantar, certifique-se de que há lugar para todos os visitantes. Se houver crianças, reserve um local especial para elas, como uma mesa de refeições com temática infantil.

3. Considere o modelo da mesa

Seja quadrada, redonda ou retangular, uma bela composição pode ser feita em qualquer modelo de mesa. No entanto, é importante ter atenção ao escolher determinados itens. As toalhas, por exemplo, precisam ter as dimensões corretas para não ficarem curtas ou muito compridas.

Também é recomendado que os itens de decoração estejam em harmonia com o formato da mesa. Se o seu móvel for redondo, utilize peças redondas, como os jogos americanos ou vasos. Assim, haverá simetria e sua combinação ficará muito mais agradável!

4. Priorize um bom jogo de louça

Sem dúvidas, o jogo de louça é o grande protagonista de uma decoração de mesa. Por isso, dê preferência a itens de qualidade e que ofereçam um design de acordo com o seu estilo de composição.

Em geral, as louças em cores neutras são perfeitas, caso as suas peças sejam produzidas em cerâmica ou porcelana. Se você busca por um toque mais sofisticado para datas especiais, louças com detalhes em dourado são ideais.

Quanto mais completo o jogo, mais caprichada será a sua mesa. Por isso, pense em todos os elementos, incluindo os pratos, sousplat, talheres e taças.

Além disso, garanta uma boa disposição dos objetos. Copos são sempre colocados do lado direito e acima das facas — nesta ordem: copo de água, taça para vinho tinto, taça para vinho branco e taça para champagne.

5. Aposte em uma toalha de mesa ou jogos americanos

Após decidir pelo jogo de louça, é hora de escolher as toalhas ou jogos americanos para a sua mesa posta! Para combinações mais tradicionais, a toalha de mesa é sempre a primeira opção.

Invista em uma peça de qualidade e que possa ser usada em outras ocasiões! Algodão e linho são alternativas versáteis e muito sofisticadas para reuniões formais ou informais.

Já os jogos americanos trazem uma atmosfera mais moderna e despojada. No mercado, há uma variedade de modelos, tamanhos e formatos que você pode escolher de acordo com a sua proposta de recepção.

Para facilitar, utilize itens lisos ou com cores neutras. Porém, caso você queira investir nas estampas, dê preferência às padronagens pequenas e sem um grande mix de cores.

6. Inclua guardanapos especiais

Muito funcionais, os guardanapos podem ser usados de um jeito exclusivo e muito gracioso. Escolha entre itens de papel ou, para um evento mais sofisticado, os de tecido.

Capriche e faça uma apresentação especial! Para isso, aplique diferentes dobraduras ou combine as peças com porta-guardanapos e tenha um visual ainda mais surpreendente!

7. Capriche nos acessórios

Saleiros, bowls, talheres e taças — esses acessórios dão um destaque exclusivo ao ambiente! Por isso, não tenha medo de inovar na escolha desses itens — desde que sigam o seu tema de decoração.

Com equilíbrio e cuidado na disposição dos objetos, esses detalhes ajudam a incrementar a sua decoração.

8. Decore com flores

Delicadas, alegres e cheias de vida, as flores podem ser usadas em pequenos arranjos ou vasos mais sofisticados. Essa é uma forma acessível e charmosa de levar mais cor para qualquer composição.

Você quer criar um espaço mais despojado? Aproveite e transforme garrafas de vidro em vasos! Se a sua mesa posta tiver um contexto mais clássico, os vasos de cerâmica são um curinga. Escolha a sua flor preferida e encante a todos!

9. Use velas para um momento intimista

Está preparando um jantar especial ou, até mesmo, uma recepção no jardim? Incluir velas na sua decoração deixa o ambiente muito mais aconchegante e intimista. Você pode combinar velas pequenas e grandes, criando uma sensação de profundidade.

Em datas comemorativas, como no Natal ou Ano Novo, as velas podem ser usadas junto a outros elementos decorativos — como as flores, pinhas ou dentro de taças, jarras, potes metálicos, de vidro ou castiçais.

10. Agrade os seus convidados

Quem não gosta de receber agrados? Uma boa dica é oferecer pequenos mimos aos seus convidados.

Para que a sua recepção seja ainda mais encantadora, prepare doces em caixas personalizadas, fotografias, bilhetes com mensagens ou demais mimos.

Outra opção é customizar cartões com o nome de cada convidado, com a finalidade de marcar os lugares na mesa. Assim, você garante um momento único e inesquecível!

11. Saiba o que evitar

Assim como em qualquer ambiente, a decoração de mesa requer harmonia entre os objetos. Como em recepções há um grande fluxo de pessoas, evite o uso exagerado de itens decorativos, bem como de travessas de alimentos. Utilize apenas o necessário. Mantenha a funcionalidade enquanto os convidados se servem e garanta o conforto de todos.

Por fim, procure usar apenas arranjos e peças pequenas na sua composição. Deste modo, você evita que a comunicação e a visualização entre as pessoas sejam prejudicadas.

Saiba como montar uma sala de cinema em casa

Após um dia cansativo, nada melhor do que assistir a um filme na sala de TV. Entretanto, para que a experiência seja relaxante e prazerosa, é preciso otimizar o ambiente.Existem alguns truques capazes de tornar o cômodo uma verdadeira sala de cinema, como colocar a TV a uma distância correta do sofá. Quer saber mais detalhes sobre o assunto? Então, confira as nossas dicas para criar um ambiente bonito e aconchegante!omo montar uma sala de cinema em casa

Tenha atenção ao tamanho da TV

Sem dúvidas, a TV é a estrela da sala. No entanto, além de escolher um modelo moderno e com configurações que atendam às suas necessidades, é importante prestar atenção no tamanho da tela.

De nada adianta comprar uma TV de muitas polegadas se a sua sala é pequena. Nesse caso, o telespectador perde o foco da imagem, comprometendo a experiência. O ideal, portanto, é adquirir um televisor que seja compatível com o espaço disponível.

Para isso, o ideal é medir a distância entre o sofá e a TV. Feito isso, confira as dicas:

  • 32 polegadas: de 1,2 a 2,4 metros;
  • 37 polegadas: de 1,4 a 2,8 metros;
  • 40 polegadas: de 1,5 a 3 metros;
  • 42 polegadas: de 1,6 a 3,2 metros;
  • 46 polegadas: de 1,75 a 3,5 metros;
  • 50 polegadas: de 1,9 a 3,8 metros;
  • 55 polegadas: de 2,1 a 4,2 metros;
  • 60 polegadas: de 2,2 a 4,6 metros.

Invista em um bom home theater

Se o seu objetivo é criar verdadeiras sessões de cinema, apenas a TV não é o suficiente. É preciso investir em sistemas de som que envolvem o telespectador. Nesse sentido, o home theater é a melhor opção. Composto por um conjunto de caixas acústicas, o objetivo do aparelho é melhorar a ambientação sonora.

Assim como a TV, o home theater — que, em português, significa “cinema em casa” — deve ser escolhido de acordo com o tamanho da sala. Os modelos mais comuns são compostos por cinco caixas — ideais para cômodos médios, entre 15 e 25 m².

Entretanto, também existem aparelhos que contam com sete canais acústicos, sendo indicados para salas acima de 25 m². Há, ainda, o modelo soundbar, constituído por um único equipamento. Ele é recomendado para ambientes pequenos com menos de 15 m².

Além disso, a potência também deve ser considerada. Nesse momento, fique atento à sigla RMS (Root Mean Square), que condiz com a real eficácia do som.

Saiba como escolher a potência ideal:

  • salas de até 15 m²: até 500 W RMS;
  • salas entre 15 e 25 m²: entre 500 W e 1.000 W RMS;
  • salas acima de 25 m²: a partir de 1.000 W RMS.

como montar uma sala de cinema em casa

Não se esqueça dos sofás e almofadas confortáveis

Além dos aparelhos eletrônicos, uma boa sala de estar deve possuir sofás e outros móveis para um maior conforto. Por isso, invista em modelos largos, acolchoados e, sempre que possível, retráteis.

Os últimos oferecem diversas posições ao assistir a um filme (deitado, sentado etc.), tornando a experiência mais agradável. Além disso, eles costumam ter um tamanho diferenciado, permitindo que toda a família participe do momento.

Entretanto, se a sua sala é muito pequena, modelos grandes podem não ser boas opções. Nesse sentido, uma boa ideia é usar puffs como apoio para os pés. Em todo o caso, não se esqueça das almofadas! Além de proporcionar ainda mais conforto aos usuários, elas são excelentes peças para compor a decoração.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA AS INCRÍVEIS CAIXAS ACÚSTICAS REVEL PARA HOME THEATER

Escolha cortinas que bloqueiam a passagem da luz

Sala de cinema e escurinho são quase sinônimos, não é mesmo? Por isso, sempre que possível, aposte em cortinas ou persianas que impedem a passagem da luz — como aquelas feitas com tecidos sobrepostos, blackout ou as chamadas rolô.

Além disso, é importante adquirir um modelo que ultrapasse as bordas da janela, de forma que a cortina obstrua a passagem de luz por frestas.

Aposte em uma iluminação indireta na sala de TV

Além das cortinas, as lâmpadas também merecem uma atenção especial. A iluminação frontal ou traseira pode provocar reflexos na tela, comprometendo a experiência de quem assiste à TV.

Uma saída simples é apostar em uma iluminação indireta, embutida no próprio mobiliário. Além de funcional, esse recurso é extremamente elegante.

Não se esqueça da importância dos móveis

Escolher os móveis certos é primordial para a sala de TV. Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que o cômodo é um dos lugares mais frequentados da casa. Por isso, é muito importante optar por mobiliários de qualidade, duráveis e de fácil manutenção.

Depois, é necessário verificar a quantidade de itens que o ambiente acomoda facilmente. Em salas menores, um painel de TV e uma mesa de centro é o suficiente.

Saiba como montar uma sala de cinema em casa

Já em locais maiores, você pode investir em aparadores, mesas laterais, estantes e outros móveis que valorizam o espaço. Além disso, sempre aposte em materiais que favorecem a acústica do ambiente — como a madeira, os tapetes e as cortinas de tecido.

Na hora de escolher onde acomodar a TV, também é preciso tomar cuidado. Os racks são ótimas opções para espaços médios e grandes. Além de funcional, o móvel permite acomodar alguns itens decorativos em sua superfície, sofisticando ainda mais o ambiente.

Entretanto, em salas pequenas eles podem ser dispensáveis, já que podem prejudicar a circulação. O ideal, nesses casos, é optar por um painel de TV. Elegantes, eles contam com uma infinidade de modelos (amadeirado, rústico, com nichos, prateleiras etc.). Basta escolher aquele que mais combina com o estilo de decoração da residência.

Para ter uma sala ainda mais funcional e única, uma boa opção são os móveis exclusivos. Adaptados para caber perfeitamente no espaço disponível, esses mobiliários refletem a personalidade dos moradores, criando um ambiente requintado e aconchegante.

Dicas de iluminação para a casa

No entanto, um projeto luminotécnico bem elaborado é capaz de te ajudar a destacar diversos objetos, transmitir acolhimento e até mesmo dar a sensação de amplitude em um cômodo.

Para que o seu resultado seja satisfatório é preciso pensar em uma série de detalhes, como a lâmpada que será utilizada e a quantidade de luminosidade que o cômodo precisa para ser agradável e oferecer o máximo de bem-estar aos moradores.

Criamos um guia completo para que você saiba o passo a passo de como iluminar da melhor forma os seus ambientes internos e também os externos. Confira!

Entenda a importância da iluminação para a casa

Muitos não imaginam, mas a iluminação é uma das principais etapas de um bom projeto de decoração. Afinal, esse detalhe tão importante é capaz de valorizar a arquitetura, a decoração e ainda transmitir sensações de amplitude e aconchego para qualquer ambiente do lar.

Ao pensar em um planejamento luminotécnico no início do seu projeto, você terá muito mais facilidade e, provavelmente, mais economia com futuros gastos. Por isso, assim que decidir as dimensões dos cômodos da casa, procure pensar na iluminação. Esse passo é essencial para que o projeto seja espetacular e do jeito que você desejou.

Contudo, uma série de detalhes contribuem para um resultado impecável. Investir em lâmpadas corretas, luminárias que estejam de acordo com o restante da decoração e a distribuição de luz de maneira adequada são alguns dos principais pontos a serem pensados.

O equilíbrio é o segredo! Tome cuidado ao incluir muita ou pouca luz no seu ambiente. A iluminação para a casa precisa ser harmônica, confortável e qualquer excesso deve ser descartado.

Busque um visual que esteja relacionado ao seu cotidiano, horários e hábitos. Afinal, de nada adianta uma composição intimista quanto se trata de um quarto infantil, certo?

As regras para um projeto luminotécnico completo foram pensadas e estipuladas a partir de estudos de higiene visual e fatores científicos, industriais e comerciais. Por isso, considere cada etapa, procurando unir a estética à funcionalidade da sua casa.

iluminação para a casa

Conheça os principais tipos de lâmpadas

Além de exagerar na distribuição de pontos de luz, um dos erros mais comuns nos projetos de iluminação é a escolha de lâmpadas erradas. Defina qual é o melhor produto para o seu espaço a partir de fatores como a temperatura da luz que você deseja, a quantidade de energia a ser gasta e a sua durabilidade.

Atualmente, é possível encontrar no mercado uma grande variedade de lâmpadas — principalmente as fluorescentes, de LED e halógenas. Saiba qual a melhor opção para o seu espaço:

Halógenas

As lâmpadas halógenas são classificadas como incandescentes, mas com o bulbo reduzido. Na sua parte interna, elas possuem elementos como o bromo ou iodo, o que tornam essa opção bastante eficaz em funcionamento e durabilidade.

Elas transmitem uma luz amarela, quente e oferecem um foco direcionado, sendo constantemente utilizadas em projetos de decoração com finalidades variadas, como, por exemplo, dar destaque a quadros e espelhos (halógena PAR), realçar objetos (halógena dicroicas) ou iluminar jardins, garagens e portões e demais áreas externas (halógenas AR).

LED

As lâmpadas de LED são modernas e bem recentes. Ultimamente, essa opção vem sendo bastante procurada por sua característica sustentável, uma vez que ela tem um consumo de energia baixo. Outro ponto a ser destacado é a durabilidade de 15 mil horas da lâmpada de LED, maior do que muitos outros modelos.

Além disso, ela possui diferentes designs e a sua composição não permite a aproximação de insetos ao redor. Em geral, são indicadas para destacar ambientes residenciais e comerciais. São ótimas quando utilizadas em spots, arandelas, balizadores ou na iluminação de fachadas.

Lâmpadas fluorescentes

Também conhecidas como lâmpadas eletrônicas, as fluorescentes são consideradas a opção mais econômica do mercado. Refletindo uma luz clara, podem ser adaptadas para espaços como cozinhas, escritórios, banheiros e sala de jantar.

Esse modelo é encontrado, principalmente, em duas versões: a amarela e a branca azulada. A branca é indicada para espaços que necessitam de mais luz, como a cozinha ou o banheiro.

A amarela, por sua vez, é ideal para quartos ou para a sala de estar, ambientes que transmitem a sensação de acolhimento. Há também a sua versão na luz negra, geralmente utilizada em festas noturnas.

Fibra óptica

Produzida a partir do vidro e demais materiais poliméricos capazes de transmitir luminosidade, a fibra óptica é uma fonte moderna para gerar luz em diversos ambientes.

Para causar o visual esperado, a luz ultrapassa, em alta velocidade, todo o cabo da fibra por meio de repetidas reflexões, chegando na extremidade e iluminando o espaço. Por esse motivo, essa é uma escolha econômica, que não transmite ruídos e calor, além de necessitar de pouca manutenção.

Com muitas vantagens, a fibra óptica é constantemente adaptada em diferentes decorações, proporcionando efeitos de céu estrelado, chão de estrelas ou cortina de luz. Ela possui cabos bem finos e a sua instalação é feita de modo embutido em forros de gesso, móveis, painéis e alguns nichos.

Aprenda a iluminar a sala de estar

Agora que você já sabe quais são as principais lâmpadas para cada ambiente, chegou a hora de aprender como iluminar os cômodos da sua casa. Que tal começar pela sala de estar?

Essa sala é um espaço que necessariamente precisa passar uma grande sensação de agradabilidade e conforto, uma vez que lá recebemos os convidados e tiramos alguns minutos para relaxar. Para criar esse efeito, a dica é apostar em lâmpadas com a tonalidade amarelada.

Caso você queira destacar algum canto ou objeto especial, utilize os modelos refletores, também conhecidos como dicroicos. Essa opção vai te ajudar a dar um toque mais sofisticado ao ambiente.

Porém, tenha todo cuidado na hora de posicionar a sua lâmpada. Escolha um ponto estratégico, com a intenção de distribuir a luz de modo uniforme em todo o local. Se você quiser um efeito bem uniforme, aposte em mais de uma luminária suspensa. Para isso, posicione o objeto sobre mesas de centro, mesas laterais ou quadros.

Lembre-se: nunca coloque um ponto de luz sobre sofás, pufes ou poltronas! Assim, você evita que as pessoas se incomodem em vez de relaxar. Para intensificar a luminosidade dessas áreas, inclua abajures ou luminárias nas laterais dos sofás ou poltronas, criando verdadeiros cantos de leitura.

LEIA TAMBÉM: SISTEMA DE AUTOMAÇÃO ECONOMIZA ENERGIA COM CONTROLE DE LUZES E CORTINAS

Escolha as luminárias ideais para a sala de jantar

Você está pensando em inovar na iluminação? A sala de jantar é o lugar ideal! Por se tratar de um ambiente de convivência durante os almoços de família, jantares românticos ou outras ocasiões especiais, você tem a chance de mudar o jogo de luzes para obter um clima diferente.

Utilizando dois focos de luz centralizados sobre a mesa, por exemplo, você terá um ambiente mais convidativo e intimista. Já para momentos em família, que pedem por uma iluminação mais ampla, a luz difusa é a alternativa perfeita.

Quando se trata da sala de jantar, é preciso dar prioridade à iluminação da mesa. Por isso, a dica é investir em um lustre que siga o estilo de decoração do restante do espaço. Para fazer a escolha certa, busque modelos que fiquem entre 75 centímetros e 1 metro da superfície da mesa.

Esse detalhe fará com que a luz não seja refletida nas pessoas durante as refeições, evitando possíveis incômodos. Caso a sua mesa seja retangular ou muito longa, você pode incrementar a composição adaptando pontos de luz auxiliares ao redor. Ainda assim, tome cuidado com os exageros!

Guia completo de iluminação para a casa

Invista em uma boa iluminação para o quarto

O quarto é o ambiente da casa reservado para o descanso. Sendo assim, nada melhor do que incluir um projeto de iluminação que seja suave e confortável, com uma luz indireta e uniforme. Para criar esse visual, as luminárias de vidro fosco ou com filtros de acrílico são uma ótima opção.

Outro fator importante é a disposição de objetos no espaço. Há uma escrivaninha para estudos? Então, invista em um ponto de luz exclusivo para essa área. Você costuma ler em uma poltrona? Para isso, as luminárias de chão são ótimas e muito estilosas!

Inclua iluminações direcionadas com luminárias ou abajures, de acordo com os seus hábitos e atividades. Ao considerar a rotina dos habitantes da casa, todo o projeto de iluminação fica ainda mais prático e funcional.

Na hora da escolha do modelo, procure opções de abajures com cúpula translúcida ou luminárias reguláveis. Desse modo você terá mais praticidade para realizar diferentes atividades com uma iluminação apropriada.

Se você quiser investir ainda mais, o recurso de dimerização vem sendo bastante utilizado no mercado do design de interiores e pode ser muito útil para o seu ambiente.

Para esse efeito é utilizado o dimmer: ele é um dispositivo variador de luminosidade, que permite o ajuste da intensidade de luz da lâmpada. Assim você poderá ajustar a intensidade conforme a sua necessidade. Incrível, não é mesmo?

Valorize a iluminação da cozinha

Não há dúvidas, a cozinha precisa ser totalmente iluminada! Afinal, é nesse espaço que manuseamos alimentos e outros objetos pontiagudos e cortantes, como facas e abridores. Então, para que além de belo o seu ambiente seja funcional, dê preferência aos modelos de lâmpadas com alto Índice de Reprodução da Cor (IRC).

Entenda melhor: lâmpadas com o IRC mais próximo de 100 costumam reproduzir com mais precisão as cores que vemos com a luz do dia. Nessas situações, as melhores opções são as halógenas e as dicroicas. Já em relação às cores, prefira opções brancas azuladas, capazes de transmitir a sensação de limpeza no ambiente.

Guia completo de iluminação para a casa

Na hora de posicionar a luminária, busque uma instalação no teto com direcionamento para a parte de baixo dos armários, sobre as mesas e bancadas e, principalmente, sobre o fogão.

Para aperfeiçoar a iluminação sobre este último, ainda há a possibilidade de adquirir um depurador de ar com iluminação embutida. Além de um resultado estético impecável, a sua cozinha ficará completa para o dia a dia.

Os produtos mais procurados por quem quer inovar no projeto luminotécnico da cozinha são as luminárias de trilho, as embutidas no teto ou as pendentes.

Por último, não se esqueça de escolher materiais que sejam fáceis para limpeza. Por se tratar de um ambiente com mais umidade e maior índice de acúmulo de gordura, esse detalhe será muito útil para uma boa manutenção do seu espaço.

Use as dicas também para banheiros e lavabos

Banheiros e lavabos necessariamente precisam de uma iluminação clara, intensa e completa. O primeiro passo é dar destaque aos cantos mais utilizados dentro desse cômodo, como a bancada da pia e o espelho. Neste último caso, evite utilizar lâmpadas que venham do teto e procure adaptar pontos de luz nas laterais do objeto.

Para isso, aposte em modelos de spots, arandelas e luminárias em vidro ou acrílico leitoso, bem como as lâmpadas difusoras. As opções menores e mais compactas também são recomendadas para esses espaços, principalmente quando colocadas acima da bancada. O efeito será muito agradável e toda a área de extensão do espelho ficará bem iluminada.

O seu banheiro ou lavabo tem uma metragem reduzida? Muitas vezes, esses casos dispensam uma luz de teto generalizada e as luminárias menores e com muita intensidade cumprem muito bem o papel da iluminação total do espaço.

Por outro lado, se o seu ambiente for mais amplo, invista nas alternativas fluorescentes tubulares ou luminárias que proporcionem uma luz difusa. Se preferir, acrescente novos pontos de luz em áreas mais baixas, como nas proximidades do box.

Porém, é indicado um cuidado redobrado para esse tipo de instalação! Para locais com mais chances de ficarem molhados, escolha os modelos de lâmpadas blindadas ou à prova d’água. As opções halógenas PAR são ideais para essa proposta.

Não se esqueça da iluminação da área externa

Seja para a garagem, fachada, piscina ou jardim — a iluminação da área externa precisa ser pensada com todo o cuidado para iluminar, auxiliar na segurança e ainda dar destaque e estilizar a arquitetura ou demais detalhes do local.

Diferentemente das estratégias dos ambientes internos, na área externa é buscado um resultado muito mais intenso, como os chamados “clarões”. Esse efeito se dá por meio de luminárias maiores e lâmpadas capazes de proporcionar ainda mais luminosidade ao espaço.

Porém, é preciso atenção, já que esse visual pode causar bastante desconforto aos moradores ou convidados quando adaptado de forma errada.

As opções mais utilizadas nesses ambientes são os pendentes com luz direcionada, as arandelas — que funcionam como um verdadeiro suporte para a lâmpada — e até mesmo os refletores, que possuem uma grande potência e ainda oferecem diversas possibilidades para a sua piscina ou jardim.

Piscina

Muitos não imaginam, mas a área da piscina pede por uma iluminação especial. Afinal, com uma luz direcionada no espaço correto, você terá efeitos incríveis e ainda garante que nenhum morador ou convidado sofra acidentes durante a noite.

Para isso, você pode encontrar uma infinidade de produtos, que vão desde a fibra ótica perimetral, capaz de iluminar toda a borda da piscina, aos mais tradicionais refletores — ideais para instalar ao redor da área.

Tenha em mente que você precisará iluminar pontos fundamentais do seu espaço, como as bordas da piscina, a área próxima às escadas e locais de inclinação e profundidade. Se desejar um bom resultado, considere o formato da sua piscina, uma vez que cada modelo possui uma particularidade diferente.

Uma das escolhas mais buscadas é a fibra ótica pontual. Moderna e segura, é uma ótima opção no que diz respeito à iluminação subaquática. Nesse caso, a luz é distribuída em todas as extremidades das bordas, sendo uma alternativa perfeita para piscinas de todos os formatos.

A sua piscina tem um formato diferente? Que tal apostar no famoso Sidelight? Esse modelo consiste na iluminação de fibra ótica perimetral, com o objetivo de realçar apenas o contorno da piscina. O efeito é incrível e ideal para piscinas já prontas.

Para quem busca uma iluminação segura e mais tradicional, os refletores são perfeitos! Ideais para qualquer formato e tamanho de piscina, eles proporcionam uma iluminação exclusiva para a água.

A vantagem é que você pode escolher entre os diversos tipos no mercado, de acordo com a composição do seu ambiente. No entanto, os dicroicos de 50 watts costumam apresentar durabilidade superior aos demais. Para essa opção é indicado planejar a instalação do ponto de luz com um espaçamento a cada 10 m².

Jardim

Por se tratar de um espaço cheio de degraus e algumas áreas escondidas, o jardim pede um bom projeto de iluminação. Como ele deve ser alegre e lúdico, esqueça a tradicional iluminação intensa e generalizada.

Aposte em diferentes jogos de luzes, transformando todo o ambiente de acordo com o seu objetivo. Spots no chão, postes de luz e arandelas com lâmpadas coloridas são as opções mais frequentes e que se encaixam perfeitamente nessa proposta.

Solte a sua criatividade e brinque com os variados efeitos de cor e sombra que você pode criar! Uma boa dica é dar destaque às plantas ou aos cantos que você mais gosta.

Instale luminárias nas paredes, nos postes, nas colunas, próximas aos bancos, no entorno de degraus, estátuas e fontes. Também não se esqueça de iluminar portões, caminhos e demais passagens do seu jardim.

No entanto, tenha cuidado na escolha da sua lâmpada! Para não prejudicar as plantas, busque produtos que não ofereçam muito calor, como os materiais de baixa tensão e que, consequentemente, não causem danos ao seu jardim.

Para escolher o melhor item, analise o Índice de Reprodução de Cor (IRC), a temperatura da cor (K), o fluxo luminoso e a durabilidade. O ideal é que a lâmpada reflita uma luz suave e aconchegante, com tonalidade branca quente (2700k a 3000k) ou branca fria (4000k a 6000k). Por isso, os modelos em LED são as melhores opções para essas áreas.

As lâmpadas halógenas também são muito procuradas para projetos luminotécnicos em jardins, uma vez que apresentam alto índice de reprodução de cor. Porém, ao utilizar esse modelo é preciso precaução, já que são itens quentes e que propagam muito calor ao ambiente, levando ao ressecamento de plantas.

Guia completo de iluminação para a casa

Portas, portões e garagem

A garagem costuma ser um dos locais mais esquecidos quando o assunto é a iluminação para a casa. Isso faz com que o ambiente se torne escuro e, até mesmo, sem ventilação em alguns casos. No entanto, não se preocupe! Você pode mudar essa situação adaptando alguns detalhes e deixando o espaço capacitado e com toda a visibilidade adequada.

Para que o visual seja completo, aposte em luzes de baixa voltagem para a entrada e passagem de carros. Se a sua garagem for ampla, considere a possibilidade de instalar sensores de movimento.

Essa ferramenta permite que as luzes acendam sempre que um carro ou pessoa estiver se aproximando. Como é muito prática e automática, essa também é uma ótima opção se você busca mais economia de energia.

Inclua tubos fluorescentes no teto e paredes ou garanta diferentes pontos de luz espalhados pelo espaço. Caso você pratique alguma atividade na garagem, procure posicionar uma luz específica no seu local de trabalho. Sem dúvidas, o seu rendimento será muito melhor!

Já para a fachada da casa, que inclui portas e portões, considere instalar alguns refletores de LED ou spots. Esses itens te ajudarão a iluminar e, consequentemente, a dar muito mais confiança e segurança para você e sua família.

Ao posicionar as luminárias, busque valorizar a construção da fachada com jogos de luz de sombra — em vez de apenas iluminar de forma generalizada. Nesse momento é interessante evitar o excesso de luz, também conhecido como o “efeito chapado”. O ideal é que exista harmonia entre o que você pretende iluminar e o entorno da área.

Tendências de decoração para acompanhar até 2020

Arquitetos, designers e profissionais do setor moveleiro sempre estão definindo e apontando as principais tendências de decoração. Para quem gosta de ficar por dentro das novidades, essas informações são valiosas na hora de compor ambientes e criar arranjos.

E você? Quer saber o que poderá ser destaque no futuro? Mate a curiosidade agora e confira 9 tendências para acompanhar até o ano 2020!

1. Estilo atemporal

A arquitetura de interiores sempre foi marcada por estilos específicos que, vez ou outra, saem e retornam ao gosto popular. Mesmo com tantas mudanças, existe um tema que sempre está em voga — e não perde o seu valor com o passar dos anos.

Estamos falando da decoração atemporal, marcada pela simplicidade, tornando-a adequada para qualquer momento da história. É provável que cada vez mais pessoas adotem a atemporalidade como uma estratégia para manter a casa atualizada sem realizar grandes mudanças.

Tendências de decoração para acompanhar até 2020

2. Espaços menores

A moradia em espaços cada vez menores é um processo que já vem sendo praticado em diversos países. Com menos área disponível para construir, é provável que a oferta e procura por residências pequenas se mantenha em alta nos próximos anos. A construção de casas e apartamentos compactos traz a necessidade de se pensar novas configurações e divisões do espaço interno.

Nessa condição, a planta se torna livre para integrar ambientes, os armários e estantes se transformam em paredes divisórias e as cores claras predominam para dar amplitude.

3. Equipamentos inteligentes

A automação residencial continua surpreendendo e hoje está presente em qualquer ambiente utilizado pelo homem. Nas moradias, uma solução que ganha espaço é o desenvolvimento de sistemas inteligentes para o controle e otimização de tarefas cotidianas. Alguns desses produtos tecnológicos encontrados no mercado são: portas acionadas pelo toque, iluminação LED e corrediças invisíveis. A automação residencial já é realidade e permite integrar diversos equipamentos motorizados para agregar conforto, praticidade e design diferenciado a qualquer ambiente.

Tendências de decoração para acompanhar até 2020

4. Móveis multifuncionais

Moradias compactas precisam ser preenchidas com um mobiliário que ofereça mais do que a função básica. Nesse cenário, as peças multifuncionais vêm ganhando atenção da indústria moveleira, que agora se preocupa em produzir modelos versáteis sem deixar de lado a boa estética.

Existem diversas opções de móveis multifuncionais — e todas podem ser adaptadas aos cômodos de um domicílio. Veja alguns exemplos:

  • sofá-cama: oferece assentos e colchão improvisado;
  • painel com nichos e prateleiras embutidas: economiza espaço ao oferecer suporte para TV e objetos;
  • cama baú: o baú presente na base da cama traz espaço extra para armazenamento de objetos;

• mesa dobrável: economiza espaço quando dobrada e aumenta de tamanho conforme a necessidade.

Tendências de decoração para acompanhar até 2020

5. Itens customizados

O retorno à tradição através do trabalho manual também é uma tendência que promete ficar nos próximos anos. Isso se mostra com o surgimento de novos artesãos focados em vender diretamente para o consumidor final. Esse tipo de trabalho permite a criação de itens customizados, que atendam ao gosto e costume específico do cliente. Entre as principais procuras estão os móveis exclusivos, produzidos com técnicas artesanais para um ambiente com características únicas.

A originalidade da peça garante sofisticação ao local de moradia e acabamento impecável, satisfazendo os consumidores mais exigentes.

Tendências de decoração para acompanhar até 2020

6. Design sensorial

Na decoração, o sentido tato vem conquistando a mesma atenção da visão. Isso se prova com o desenvolvimento de novos produtos focados no design sensorial: tecidos e revestimentos com textura marcante e de fácil identificação pelo toque humano.

Uma forma simples de incluir o design sensorial em casa é apostar em modelos variados de tapetes, cortinas, mantas e itens com superfície texturizada. O efeito também pode aparecer nos materiais usados no piso, teto, parede e mobiliário.

A ideia é valorizar o aspecto original do produto a partir de um acabamento simples e discreto. Um exemplo prático está na peça de madeira que mantém os veios e nós — próprios desse material — aparentes.

7. Matéria-prima reciclada

O tema sustentabilidade já é incorporado aos projetos de design e arquitetura há alguns anos. Em um mundo cada vez mais consciente sobre a importância da preservação de recursos naturais, é bem provável que a adoção de práticas e técnicas sustentáveis se mantenha.

Inclusive, a tendência de usar matéria-prima reciclada para a criação de novos produtos deve ir além do ano 2020. O design continuará focado no desenvolvimento de móveis com madeira de demolição, estruturas de plástico reciclado e revestimentos com fibra de bambu.

8. Acessórios com toque pessoal

As casas pequenas não têm mais espaço para quinquilharias. Nesse novo modo de viver, as pessoas guardam arquivos, documentos e dados importantes na nuvem.

A tecnologia, portanto, é uma grande aliada da organização e permite que coisas importantes sejam transferidas do mundo físico para o virtual.

Apesar disso, o pouco que sobra para manter em casa será cada vez mais visível, e não escondido. A tendência é transformar acessórios e pertences em verdadeiros protagonistas da decoração.

Coleções de livros, quadros da família, painéis de fotografias antigas e obras de arte serão exibidos para transmitir a personalidade de quem vive no local.

Tendências de decoração para acompanhar até 2020

9. Materiais de origem natural

Vivemos em um mundo globalizado e recheado de estímulos e informações. Nessa situação, é comum a procura por formas de vivenciar a simplicidade e experimentar uma época em que tudo era mais tranquilo.

Para atingir esses efeitos e sensações, o uso de materiais de origem natural é ideal porque traz o toque da natureza ao local de moradia. Móveis e objetos feitos com madeira, bambu, lã e couro são os preferidos para uma decoração que aproxima o homem da sua essência.

Além disso, as cores básicas da natureza — marrom, verde, azul — também são boas apostas para dar vida a elementos ou espaços sem identidade.

Tem muita coisa legal chegando por aí, não é? Se você acha que são muitas tendências para incluir em casa, a dica é começar aos poucos com a adição de peças simples e atemporais. Depois, você pode testar elementos das outras apostas em alguns cômodos e decidir qual estilo de decoração combina mais com a sua personalidade.

Sistema de automação economiza energia com controle de luzes e cortinas

Tradicional fabricante de sistemas de iluminação automatizada, a americana Lutron possui mais de 2.000 patentes, sendo uma das mais antigas a solução RadioRA, lançada há mais de 20 anos. Já em sua segunda geração, o RadioRA 2 – distribuído oficialmente pela Lutron no Brasil – reduz o consumo de energia ao combinar controles de luz, cortinas motorizadas e temperatura.

É possível ajustar a iluminação em um ambiente específico a partir de outro ambiente, e até mesmo fora da casa com apps para Android e iOS. Os painéis de controle são de fácil instalação, segundo o fabricante, que fornece modelos de parede, mesa, de mão e até para carro. Além disso, a empresa produz teclados, dimmers, sensores de presença e repetidores, que ampliam o alcance do sinal.

Todos os componentes se comunicam por radiofrequência (tecnologia Clear Connect) e são configuráveis para comandar toda a residência. Diferentemente da primeira versão, o RadioRA 2 opera com comunicação de duas vias, para que o usuário saiba se as luzes foram deixadas acesas ou as cortinas abertas, mesmo à distância. E possibilita dimerizar lâmpadas fluorescentes e leds, ativar as luzes e cortinas da casa quando o usuário estiver no carro.

 

Produtos

Os teclados de parede seeTouch controlam luzes e cortinas individualmente, ou por meio de cenas pré-estabelecidas, e vêm com sensor IR, botões retroiluminados e placa em aço inox. Para substituir interruptores padrão, há a opção de dimmer e teclado híbrido, que recebe sinais de sensores e outros paineis, para atenuar luzes e criar cenas com cortinas.

Alimentados por bateria que duram até 10 anos, os compactos controles Pico e sensores Radio Powr Savr podem ser fixados em qualquer superfície de parede ou mesa, dispensando qualquer fiação. Já o famoso painel Grafik Eye QS é sugerido para grandes espaços, residenciais e corporativos, vez que controla grupos de luminárias e de cortinas a partir de um único ambiente.

O RadioRA 2 é compatível com as principais marcas de automação, facilitando a integração com sistemas de A/V, ar-condicionado, segurança e comando de voz Amazon Alexa.

O sistema de automação lutron permite que o usuário possa utilizar a plataforma de forma prática, através de um design clean, permitindo que as informações e ajustes sejam apresentadas de forma clara e direta para o usuário. Por isso, o sistema de automação lutron pode proporcionar praticidade, comodidade e segurança.

Controle e monitoramento da iluminação Quantum®

Sistema para controle total da iluminação Quantum®, o qual permite controlar, não apenas a luz artificial ou elétrica, e sim também a iluminação natural ou luz dia, graças a um moderno sistema que permite economizar nos custos e entregar conforto e qualidade aos espaços.

O sistema Quantum® utiliza diversos Softwares, cada um com uma função específica e como um conjunto formam um sistema completo para controle, conforto e economia de energia. Ele é compatível com o Control4

Conheça as incríveis caixas acústicas Revel

Em 1995, o Dr. Sidney Harman teve uma visão: criar uma marca de caixas acústicas que tivesse o mesmo padrão e reconhecimento da eletrônica Mark Levinson, a marca mais desejada de processadores e amplificadores do mundo.

Seu objetivo era utilizar os incontáveis e incomparáveis recursos acústicos e de pesquisa científica que o Grupo Harman tinha à sua disposição para desenvolver a melhor caixa de som disponível em qualquer lugar. Em 1996, essa visão tornou-se realidade com o lançamento da marca Revel, marca do Harman Luxury Audio Group. Sua missão… Criar as melhores caixas de som do mundo. A ciência está no coração de tudo que é feito na Revel.

 

Enquanto o restante da indústria foca em estética, os engenheiros da Revel estão trabalhando em seus laboratórios no aperfeiçoamento da qualidade de áudio dos produtos. Desde a criação da primeira da Revel, todos produtos são testados e re-testados de todos seus elementos com uma obsessividade tamanha para se obter o máximo proveito de cada produto.

Cada caixa acústica Revel, desde a linha Architectural (caixas de embutir), Concerta 2 ou Performa 3, até a premiadíssima linha Ultima 2, é projetada usando metodologias científicas e com resultados verificados em testes cegos de audição. O resultado é música reproduzida com a pureza máxima.

Cada Revel produto é o resultado de milhares de horas de trabalho. Desde 1996, todos os recursos técnicos do Grupo Harman, que tem instalações únicas no mundo, estão disponíveis para o desenvolvimento das caixas acústicas Revel.

E é assim que os clientes Revel experimentam um nível de clareza acústica único.

A Revel projeta e fabrica caixas acústicas para sistemas de som estéreo e surround de altíssima fidelidade sonora, sem compromissos de qualidade, que expandem a arte da reprodução de som em casa. Na Revel, a ciência está no centro de tudo o que fazemos. Enquanto o resto da indústria se concentra em estética superficial, nossos engenheiros estão ocupados no laboratório aperfeiçoando a precisão do áudio de nossos produtos. Desde seu primeiro alto-falante, a REVEL testa e re-testa obsessivamente cada elemento para que você obtenha o máximo de cada produto. O resultado é música produzida com a maior pureza – música que é tocada na sua casa com a mesma emoção que o artista sentiu no momento de tocar.

onde comprar caixas acústicas Revel em Santos

Smart.Touch agora é representante exclusiva do sistema de automação Lutron em toda a Baixada Santista

A Smart.Touch uma das melhores empresas da Baixada Santista em soluções em automação residencial e home theater foi selecionada para representar A Lutron uma empresa líder mundial em controle de iluminação

sistema de automação Lutron

A Lutron Electronics é líder mundial em soluções de controle de iluminação artificial e natural. Seus produtos variam de dimmers individuais a sistemas de gestão global de luz que controlam complexos de edifícios inteiros, como os 52 andares New York Times Building, em Nova York. E os sistemas de controle de iluminação da Lutron também embelezam alguns dos locais públicos de maior prestígio do mundo, como a Estátua da Liberdade, o Guggenheim Museum na Espanha e a sede do Banco da China, em Pequim.

sistema de automação Lutron
Do lado residencial, os sistemas de controle de iluminação estão instalados em vários lugares, desde pequenos apartamentos a palácios, incluindo a Casa Branca e o Castelo de Windsor.  Não importa onde estão instalados ou o tamanho do Sistema, todos os produtos da Lutron economizam energia por meio da redução do consumo de eletricidade.

Lutron: um dos melhores sistemas de automação do mundo

Lutron é a empresa líder na indústria de controle de iluminação e oferece uma ampla seleção de dimmers e soluções de controle de iluminação e economia de energia. Sua primeira invenção – um dimmer giratório simples que ainda pode ser encontrado em muitas paredes da sala de jantar hoje – marcou o nascimento da indústria de controle de iluminação. A Lutron detém mais de 2.700 patentes em todo o mundo. Além do dimmer de estado sólido, as inovações da Lutron também incluem o primeiro reator eletrônico de escurecimento para lâmpadas fluorescentes e o primeiro sistema de controle de iluminação pré-configurado autônomo. Em quase 50 anos de inovação, a Lutron inventou centenas de dispositivos e sistemas de controle de iluminação. A empresa avançou a tecnologia de controle de iluminação, mantendo sua posição de líder deste mercado, concentrando-se em excepcional qualidade e design.

sistema de automação Lutron

Controle total da casa HomeWorks Lutron

Este sistema de controle sofisticado Lutron® de seu espaço em todas as horas do dia. Quando você escolhe HomeWorks®QS, não apenas está investindo em um sistema que redefine o estilo de vida do usuário, mas também está tomando uma decisão consciente de reduzir o impacto no meio-ambiente.

Lutron® oferece esse sistema de controle que permite ajustar os seguintes componentes:

  • Controle de iluminação: Cria o ambiente apropriado para cada atividade – tudo ao toque de um botão.
  • Controle de persianas e cortinas: As persianas automatizadas convertem o ofuscamento insuportável em iluminação suave e agradável, enquanto preserva a vista.
  • Controle de temperatura: Ajusta sistemas de calefação e ar condicionado a qualquer hora do dia, mesmo quando se está longe de casa.
  • Controle de dispositivos: Apaga convenientemente dispositivos elétricos, como equipamentos audiovisuais e monitores que estiverem usando energia em espera.
  • Controle de audiovisuais: Controla equipamentos audiovisuais a partir de um só lugar.
  • Controle de energia: Economiza energia em toda residência sem ter que sacrificar a comodidade ou conveniência.

A seguir explicamos como funciona HomeWorks®QS Lutron® nos distintos ambientes da casa:

Entrada

Economize energia ao baixar luzes e temperatura antes de sair pela manhã usando o botão “Away” do teclado. Quando retornar à casa, aumente as luzes exteriores com apenas o tocar de um botão. Também pode economizar energia automaticamente com o relógio astronômico ao atenuar as luzes durante a noite apagando-as ao amanhecer.

Controle total da casa HomeWorks Lutron em Santos

Cozinha

Ao invés de ter vários interruptores na parede, instale o teclado dinâmico. Use o botão de economia de energia “Energy” no teclado dinâmico para atenuar as luzes, baixar as persianas e ajustar a temperatura. Ou ajuste as luzes e cortinas para destacar o ambiente para uma ceia privada.

Despensa

Você pode atenuar as luzes para economizar energia e criar um ambiente cálido. Com HomeWorks®QS, você pode dimerizar todo tipo de iluminação, incluindo LEDs ou as fluorescentes compactas (focos economizadores). Como os teclados, também as tomadas elétricas, as tomadas de telefone e cabos e outros acessórios estão disponíveis em diversas cores, incluindo tons quentes.

Sala de Jantar

Você pode economizar energia com persianas automatizadas enquanto aumenta a privacidade e a segurança em sua casa.
As persianas automatizadas contribuem para a criação de níveis variáveis de iluminação em uma habitação. Ao mesmo tempo, economizam energia ao reduzir custos de ar condicionado no verão e calefação no inverno. Também ajudam a proteger os móveis dos raios solares.

Controle total da casa HomeWorks Lutron em Santos

Sala de Estar

É possível programar os níveis das persianas dependendo da hora do dia e da posição do sol. As persianas ajudam a economizar energia facilmente ao reduzir custos de calefação durante o inverno ou ar condicionado durante o verão. Além disso, utilizar persianas ajuda a proteger o mobiliário dos raios ultravioletas.

Sala de entretenimento

Ao integrar produtos como um iPhone®, iPod touch® ou iPad® (da Apple), você pode mudar o nível de luzes e persianas – e economizar energia – mesmo quando não está em casa. Também pode convenientemente controlar seus equipamentos audiovisuais. Ter controle total da casa quando se está fora lhe possibilita uma maneira fácil de economizar energia – de qualquer lugar.

Controle total da casa HomeWorks Lutron em Santos

Dormitório

Apague todas as luzes de sua casa com apenas o pressionar de um botão da comodidade de sua cama. Ou escolha o nível ideal de iluminação para ler ou assistir televisão.

Banheiro

O sensor de presença/vacância é ideal para cômodos onde as luzes permanecem acesas sem querer, como é o caso do banheiro. O sensor automaticamente acende as luzes quando se entra no ambiente, e logo as apaga ao sair-se dele. Outros controles, como com dimmers e persianas lhe permitem criar uma iluminação suave ou intensa, dependendo de suas preferências.

Terraço

Leve consigo o controle sem fio Pico® para não apenas controlar os níveis de iluminação do interior da residência, mas também de fora dela. Com o controle sem fio, você pode atenuar suas luzes – e economizar energia – com apenas o tocar de um botão.

Cave o adega

Use o botão de “totalmente apagado” (All Off) para assegurar que todas as luzes em um ambiente estejam apagadas. Crie uma cena de iluminação para eventos específicos, como uma degustação de vinhos.

 

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

Lançado oficialmente há três anos, Dolby Atmos  traz  o som de cinema para o seu Home Theater. Esse sistema representa uma das inovações mais importantes no áudio desde a introdução do surround. Pode parecer exagero, mas o Dolby Atmos tem futuro promissor: os sons se movem em torno dos ouvintes dentro de um espaço tridimensional, capaz de realçar o realismo com caixas menos visíveis.

Com o som vindo de caixas acústicas frontais, central e surround, agora se pode ter áudio por cima da cabeça, ou seja, na área mais alta do ambiente. Engenheiros de mixagem passam a ter mais liberdade de colocar sons individuais em qualquer lugar acima e ao redor dos ouvintes, e no plano vertical, resultando em uma experiência muito mais imersiva do que o surround tradicional, baseado em canais horizontais.

Baseado na ideia de objetos de áudio (object-based), no Dolby Atmos qualquer som pode ser mixado como um elemento individual no espaço – com largura, altura e profundidade. Metadados descritivos acompanham cada trilha sonora, especificando a localização e o movimento exatos de cada som. Um receiver equipado com processador Atmos é capaz de ler esses dados com informações sobre o sinal – que pode estar destinado a até 34 canais; caixas acústicas bem posicionadas instaladas ajudam a recriar tudo com maior precisão.

Dolby Atmos  traz  o som de cinema para o seu Home Theater

 

No áudio tradicional, o cineasta decide quais caixas devem reproduzir os sons criados para cada cena; no Atmos, eles determinam exatamente onde o áudio irá se originar e se mover à medida que a ação se desenvolve. O sobrevoo de um helicóptero, uma alarmante tempestade, assobios de pássaros numa floresta etc… os sons acompanham toda a atmosfera naquele momento, ampliando a sensação de realismo e envolvimento.

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

Mas, atenção: não adianta sair instalando caixas no teto e achar que terá todos esses efeitos, como já ouvimos sugestões de alguns leitores. Outras tecnologias de áudio – mesmo aquelas que adicionam informações de altura, como Dolby Pro Logic IIz e Audyssey DSX – não criam esses efeitos sonoros.

Dolby Atmos suporta até 128 “objetos” de áudio independentes e simultâneos, mas muitos desses sons são estacionários e reproduzidos através de todas as caixas, como efeitos ambientais ou fundo musical. O conteúdo masterizado inclui os detalhes da trilha sonora codificados para localização em um espaço tridimensional. Esses detalhes podem ser reproduzidos com caixas instaladas no teto ou com “módulos Atmos” instalados sobre caixas convencionais . Dependendo do tamanho da sala, é possível obter efeitos mais preciso com maior quantidade de caixas acústicas.

EQUIPAMENTOS

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

Quase todos os fabricantes de receivers dispõem de uma linha variada com Dolby Atmos, incluindo modelos básicos, de 7.1 canais, ou 5.1.2, onde o “2” se refere aos dois canais no teto. Há ainda modelos com 11 canais de amplificação, o que permite configurações até 7.1.4.

A codificação Atmos vem “empacotada” em processador Dolby TrueHD (no caso de trilhas de filmes em Blu-ray) ou Dolby Digital Plus (se for de conteúdos por streaming), permitindo obter os efeitos mesmo com um Blu-ray player convencional, desde que ligado a um receiver Atmos via HDMI. Basta ir ao menu do player e selecionar a saída de áudio como Bitstream (fluxo digital). Se o disco possui codificação Atmos e o receiver ainda não estiver preparado, o processamento será realizado em Dolby TrueHD 5.1 ou 7.1 canais, dependendo da trilha.

Para quem não quer instalar caixas de teto, ou tem sala com pé-direito irregular (acima de 4m30 ou abaixo de 2m30), fabricantes como Definitive Technology e Klipsch produzem caixas preparadas para Dolby Atmos e módulos complementares. A alimentação é separada como se fosse para canais diferentes; os falantes são voltados para cima, a fim de refletir as ondas no teto, chegando aos ouvintes como som aéreo.

Dolby Atmos traz o som de cinema para o seu Home Theater

CONFIGURAÇÕES

Qualquer sistema Atmos requer, ao menos, duas caixas de teto, ou modelos preparados para Atmos. Para que os sons localizados sejam mais precisos e realistas, a Dolby recomenda o uso de quatro caixas adicionais. Em geral, caixas de embutir oferecem melhor percepção dos efeitos espaciais e não dependem tanto da acústica do ambiente. Vale lembrar que todos os receivers Atmos trazem saídas para dois subwoofers, possibilitando completar o impacto dos efeitos em grandes ambientes.